NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Abril 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Calendário Calendário

Quem está conectado
82 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 82 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 473 em 30th Agosto 2014, 11:05 pm
Social bookmarking

Social bookmarking Digg  Social bookmarking Delicious  Social bookmarking Reddit  Social bookmarking Stumbleupon  Social bookmarking Slashdot  Social bookmarking Yahoo  Social bookmarking Google  Social bookmarking Blinklist  Social bookmarking Blogmarks  Social bookmarking Technorati  

Conservar e compartilhar o endereço de <a href="http://oulorivallan.forumeiros.com/">nas pegadas do mestre JESUS</a> em seu site de social bookmarking

Conservar e compartilhar o endereço de NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS em seu site de social bookmarking

Conectar-se

Esqueci minha senha

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Votação
Estatísticas
Temos 4121 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de gleick

Os nossos membros postaram um total de 29498 mensagens em 12451 assuntos

Dom de profetizar e os lábios de Cristo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Dom de profetizar e os lábios de Cristo

Mensagem por ┼EKhristos em 6th Abril 2016, 9:56 pm





“Porém aquele que profetiza, fala a homens para edificação, exortação e consolação. “ (1 Coríntios 14:3)

O profeta não pode transformar a igreja num teatro (Champlin), João Calvino na sua concepção sobre este versículo disse “que a profecia não é o dom de predição”, os famosos costumes de algumas religiões, não passam de palavras vazias, logo, não podem pertencer ao agente direto de Deus, seu Espírito, porque Ele garantiu que a palavra inspirada, “não tornará para mim vazia, mas efetuará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei“ (Isaías 55:11).

Desde os tempos de Moisés, o Senhor prometeu gerar um profeta, colocar na boca dele as palavras que ele ordenasse (Deuteronômio 18:18-19), o metido a profeta, o presunçoso sempre foi digno de morte (Deuteronômio 18:20).

“ E, se disseres no teu coração: Como conheceremos qual seja a palavra que o Senhor falou? Quando o profeta falar em nome do Senhor e tal palavra não se cumprir, nem suceder assim, esta é a palavra que o Senhor não falou; com presunção a falou o profeta; não o temerás” (Deuteronômio 18:21-22).

Esse profeta dizem os estudiosos, a profecia de Moisés, “foi interpretada por Jesus e os apóstolos como indicativa do Messias (veja especialmente Atos 3:22, 23, comentário Moody). Então a palavra profética, edificou, exortou, consolou os corações.

“Porquanto, tudo que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que, pela constância e pela consolação provenientes das Escrituras, tenhamos esperança “ (Romanos 15:4).

Minha vontade de saber o futuro, é um grande perigo, Paulo orientou procurar com zelo os dons espirituais, não se apossar de costumes estranhos, contrários as normas divinas, o desejo de algo, depende do Senhor, da distribuição do Espírito, do coração recebedor, sua humildade, discernimento, sabedoria, sobretudo amor. Em Corinto havia o abuso na utilização dos dons, o inútil e prejudicial, estavam anulando a comunhão onde a profecia tinha a preferência.

Procurem os dons, “contanto que profecia retenha sua posição de destaque” (Calvino).

Profetizar não é produzir de si algo para as almas, não é acrescentar algo que não foi escrito, nem alterar o significado do texto, prejudicando os ouvintes desejosos por aprender. Os vícios religiosos causam impactos negativos ao que realmente importa, aprender sobre Deus. Buscar a palavra torna-se algo tão improdutivo por causa desses vícios, teimosias, que em vez de aperfeiçoar o entendimento, produz um efeito retrógrado. A palavra de Deus é o nosso sustento, a palavra de certos homens alimentam seu ego, são inúteis, caem por terra, pisoteadas pela falta de entendimento. É comum torcer o significado do texto, para querer agradar alguém, os mimos das profecias furadas dos denominados “profetas”, os malefícios dos teatros nos púlpitos, dificultam a edificação pelo Espírito.

Então se em Corinto havia a má utilização dos dons, hoje, o perigo está ainda maior, não na utilização, na falta deles. Profeta e dom de profecia diferem entre si. Não se pode desprezar as profecias, escreveu o Espírito aos Tessalonicenses, o ensino perfeito do que foi escrito, o bem-estar da alma, o ânimo, conforto nos momentos de desprazeres. A alma precisa do incentivo correto, para permanência da saúde, não aquilo que nunca foi O desejo do Senhor. Diante da infalível palavra, seja abominada toda interpretação infeliz (Calvino). 

“Portanto, irmãos, procurai, com zelo, profetizar, e não proibais falar línguas. Mas faça-se tudo decentemente e com ordem” (1 Coríntios 14:39-40).

Queres saber algo sobre teu futuro? A Bíblia já o descreveu de forma perfeita.

Queres saber sobre o dia de amanhã? 

“Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus “ (Filipenses 4:6).

Sejam os presumidos a profetas testados a luz da palavra...

Quando se abrir a Bíblia, seja, como se estivéssemos diante dos profetas, dos apóstolos, dos homens, mulheres de Deus, nas suas mentes, no momento em que eles receberam a profecia, o ensino, nesse momento, Deus fará o verdadeiro dom de profecia, florescer na boca do homem justo, que falará em Nome de Deus, como se fossem os lábios de Cristo.

Eldier.

_________________
postado por ┼EKhristos Visitem:http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org/


┼EKhristos

Mensagens : 780
Pontos : 1946
Data de inscrição : 31/07/2010
Idade : 41
Localização : Maringá

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum