NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» cabeça coberta é doutrina, Thiago!
Ontem à(s) 2:25 pm por Jahyr

» LOUCAS PREGAÇÕES
Ontem à(s) 1:27 pm por Jahyr

» HINOS PERVERTIDOS
Ontem à(s) 10:45 am por Jahyr

» KAIROIS, KAIROIS,,, MAS O QUE É ISSO?
Ontem à(s) 10:07 am por Jahyr

» CARLOS BIANCA
Ontem à(s) 10:01 am por Jahyr

» ROMARIO AFIRMA QUE A CCB NÃO É UMA SEITA
Ontem à(s) 9:53 am por Jahyr

» JESUS? PRIMOGÊNITO DE DEUS?
Ontem à(s) 9:51 am por Jahyr

» MARIELA E AS DISPENSAÇÕES DE DEUS
26th Julho 2017, 9:49 am por Jahyr

» CABEÇA MALUCA - QUE LOUCURA!
26th Julho 2017, 9:48 am por Jahyr

Julho 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      

Calendário Calendário

Quem está conectado
42 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 42 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 473 em 30th Agosto 2014, 11:05 pm
Social bookmarking

Social bookmarking Digg  Social bookmarking Delicious  Social bookmarking Reddit  Social bookmarking Stumbleupon  Social bookmarking Slashdot  Social bookmarking Yahoo  Social bookmarking Google  Social bookmarking Blinklist  Social bookmarking Blogmarks  Social bookmarking Technorati  

Conservar e compartilhar o endereço de <a href="http://oulorivallan.forumeiros.com/">nas pegadas do mestre JESUS</a> em seu site de social bookmarking

Conservar e compartilhar o endereço de NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS em seu site de social bookmarking

Conectar-se

Esqueci minha senha

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Votação
Estatísticas
Temos 4268 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de Aparecido

Os nossos membros postaram um total de 29701 mensagens em 12642 assuntos

Família: uma longa vida é resultado de uma vida com Deus

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Família: uma longa vida é resultado de uma vida com Deus

Mensagem por ┼EKhristos em 28th Maio 2016, 10:04 pm



“Filhos, obedecei a vossos pais no Senhor; pois isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe (que é o primeiro mandamento com promessa), para que te vá bem, e sejas de longa vida sobre a terra.” Efésios 6:1-3

Pertencemos a uma família,
De um Pai que está nós céus,
De um Filho que está nos céus,
Que afirmou poderosamente:
“Eu e meu Pai somos um”,
Existe algo que possa nos separar desse amor?

Não viveremos para sempre, enquanto vivermos, exercitemos a rara virtude, de agraciar nossos pais com nossa obediência. Não há quem tenha como Cristo, reverenciado a obediência, seus sofrimentos inescapáveis, fizeram com que ele aprendesse a obediência, pela qual conseguiu beber todo o cálice amargo. Nasceu de um ventre humano, primeiramente obedeceu a José e Maria, na idade tenra, doze anos, começou a ocupar-se das coisas do Pai.

A reação de Maria, seu amor, foi condizente com a situação, “meu filho, que nos fizeste?! Eis que teu pai e eu andávamos à tua procura, cheios de aflição” (Lucas 2:48), o menino Jesus respondeu com toda a educação, mesmo os pais não entendendo o que dissera, foi então que sua mãe começou a guardar as palavras no coração, ela foi agraciada com a maternidade, mas o Filho pertencia ao Senhor, tais coisas nos surpreendem pela sua grandeza, Jesus cresceu sem imperfeições, perfeitamente anormal no restante dos homens, ele avançou pelos estágios, comprovando o seu lado divino, tudo isso sem esquecer do principal: a obediência.


Todas as coisas tratadas previamente, foram manifestadas ao mundo, cada palavra, atitude, olhar, os sentimentos mais propícios, Jesus executava levando após si os perdidos, que estavam ganhando a graça da sua presença. Aquele que haveria de ser o Salvador, enfrentaria uma série de sofrimentos, em todos eles haveria de perseverar obediente. O Pai já havia conversado, que conforme as palavras dos profetas, dos salmos, de Moisés, uma promessa estava em jogo, aquela feita a Abraão, sofreria com a oposição do seu próprio povo, conspirariam nas suas costas, desejando levá-lo a morte, ele seria exposto entre as grandes autoridades, em tudo isso haveria de testemunhar sobre o Pai, honrando a ele perante os homens, todos  demais eventos dolorosos pelos quais passaria, dependeria exclusivamente da obediência, e quando chegou o momento agonizante, ele pediu ao Pai sobre o cálice, todavia a vontade do Pai prevaleceria sobre a sua, um anjo então apareceu para confortá-lo, viu quando as gotas de sangue caíram pelo chão, o espírito estava pronto, iluminado pelo Santo, havia chegado o momento do poder das trevas (Lucas 22:53), essa covarde participação, seria esmagada no momento da ressurreição.

Jesus serve de exemplo para nós, para os filhos, em todos os tempos, Paulo achou necessário escrever a igreja sobre o assunto, essa obediência dos filhos cristãos, além do bem-estar da igreja, garantiria também todo o bem para a vida. Uma longa vida é resultado de uma vida com Deus, toda a mente que visa agradar ao Senhor, busca sem interesse, por amor, tratar com amor o próximo, a família,  com mais dedicação os pais. Um bom relacionamento entre pais e filhos é coluna sustentadora do Espírito.

Na tábua dos dez mandamentos, honrar pai e mãe foi colocado como quinto mandamento (Êxodo 20:12). Por causa da entrada do pecado, os homens mudaram a verdade de Deus em mentira (Romanos 1:25), receberam como paga o abandono de Deus, com clareza eles desejaram esse abandono, seguir pelo caminho da perdição, desobedientes para com Deus, o grande Pai, imagine então para com os pais terrenos. Na lista que Paulo faz em Romanos, o Espírito Santo lembra dos “desobedientes aos pais” (Romanos 1:30) entre tantas outras coisas abomináveis  dignas de morte. Uma vez que os homens se tornaram insensíveis, Jesus apareceu ao mundo para devolução da sensibilidade, é degradante que alguém se dedique a aplaudir o pecador, é edificante que alguém como Cristo, veio para ensinar o homem o devido comportamento diante de Deus.

Mesmo Jesus dizendo a verdade, muitos não criam, o pai da mentira (o diabo) tinha filhos fiéis a sua maldade. Sabendo que os desobedientes não permanecem, a obediência mereceu o devido adorno de uma promessa (Champlin). Somos filhos de adoráveis pais, obedecer é agradável ao Senhor, uma relação equilibrada pela ajuda do Espírito, enquanto os pais recebem a dádiva da obediência, os pais procuram não irritar os filhos evitando assim o desânimo (Colossenses 3:20-21).

Isso é justo!! O Pai celestial me aconselhou a obedecer e a honrar, como benefício do cumprimento ao mandamento, uma promessa: “para que te vá bem, e sejas de longa vida sobre a terra.”

E assim de geração em geração.

Eldier

_________________
postado por ┼EKhristos Visitem:http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org/


┼EKhristos

Mensagens : 781
Pontos : 1949
Data de inscrição : 31/07/2010
Idade : 41
Localização : Maringá

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum