NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Dezembro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Calendário Calendário

Quem está conectado
70 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 70 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 473 em 30th Agosto 2014, 11:05 pm
Social bookmarking

Social bookmarking digg  Social bookmarking delicious  Social bookmarking reddit  Social bookmarking stumbleupon  Social bookmarking slashdot  Social bookmarking yahoo  Social bookmarking google  Social bookmarking blogmarks  Social bookmarking live      

Conservar e compartilhar o endereço de <a href="http://oulorivallan.forumeiros.com/">nas pegadas do mestre JESUS</a> em seu site de social bookmarking

Conservar e compartilhar o endereço de NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS em seu site de social bookmarking

Conectar-se

Esqueci minha senha

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Votação
Estatísticas
Temos 4293 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de João Celso

Os nossos membros postaram um total de 30108 mensagens em 13032 assuntos

hinos ccb carta de renuncia do irmão santim ancião

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

hinos ccb carta de renuncia do irmão santim ancião

Mensagem por Admin em 27th Maio 2010, 4:10 pm


Admin
Admin

Mensagens : 1060
Pontos : 2484
Data de inscrição : 24/05/2009

http://oulorivallan.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: hinos ccb carta de renuncia do irmão santim ancião

Mensagem por BRASIL2011 em 25th Outubro 2011, 8:18 am

irmã marcia eu não teho nenhuma informação a respeito desse açunto, talvez nosso irmão lourival venha a ter, ficai na santa paz de DEUS.
avatar
BRASIL2011

Mensagens : 941
Pontos : 1513
Data de inscrição : 23/05/2011
Idade : 61
Localização : jardim nazaré sp

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: hinos ccb carta de renuncia do irmão santim ancião

Mensagem por Lourival soldado cristão em 25th Outubro 2011, 10:21 am

BRASIL2011 escreveu:irmã marcia eu não teho nenhuma informação a respeito desse açunto, talvez nosso irmão lourival venha a ter, ficai na santa paz de DEUS.

A paz de Deus a todos os irmãos em Cristo !!
Sobre o pregador de Goias ,eu não o conheço ,apenas tive acesso na internet ,com certeza não tem nada a haver ,com o clero da CCB da família Santin
Este irmão ancião na verdade é igual a muitos em nosso meio ,que se destacam pelos dons de pregações ,e com o crescimento da fama ,ou coisa parecidas ,são perseguidos e injustiçados na CCB ,caso semelhante de fama na região cooperador da CCB em Itaquá são paulo grande são paulo divisa com a capital teve o waguinão ,era muito querido pela irmandade dons jeito de pregar ,sabe quando o pregador fala assim ,eu vou pregar aquilo que Deus me manda pregar ,eu não vou levar para casa ,não tenho medo do ministério etcetcetc e dalhe pregação ,e a irmandade diz glória a Deus ,gloria a Deus ,grsgrs ai já sabem né!!ele pregador é homem e como homem ,é claro tem as suas falhas ,e ai vocês sabem o que acontece ??é claro que vocês sabem grsgrs...vem o santo Brás com toda aquela santidade ,arrumam alguma falha ,e elas pode vir :por problemas financeiros este é um dos grandes vilões que sentam os pregadores tipos Santin e Waguinão etcetc outros, e também temos a turma da fofoca religiosa ,que se levantam contra eles, em falsos testemunhos muitas das vezes ,vou lhe dizer uma coisa vocês podem ficar ofendidos ,mas na CCB temos no meio dos crentes esse grande mal a fofoca religiosas dos crentes que levam ao Brás assuntos da sua comum ,que acabam muitas vezes influenciando algumas decisões politicas e religiosas ,a congregação durante muito tempo perdeu muitos homens de Deus que eram abençoados ,alguns ,foram abatidos pelo inimigo satanás ,bom até ai é normal ,mas a maioria foram abatidos e derrotados pelo grande inimigo na CCB os irmãos ivejosos ,que arrumaram ciladas ,fofocas e falsoss testemunhos isso teve e tem sempre no nosso meio ,e vai continuar ,pois faz parte da cultura da CCB ,pois tem a CCB acima de Jesus ,pois se fosse o contrário ,com certeza essas derrotas poderia ser evitadas ou reaver os irmãos de voltam em nosso meio com o amor de Cristo ,mas veja eu achei a explicação da carta de renuncia do pregador de Goias ,e veja que os motivos foram todos esse que eu falei ,ciumes inveja intrigas e fofocas ,e como os ministros da CCB ,são ministros só na igreja ,pois não tem vinculo profissional na Fé ou seja é assalariado para tal função ,e sim são Amadores de sacerdócio ,pois tem que trabalhar para sustento e exercer o sacerdócio nas hora vagas etcetcetc ,pois neste momento em que eu estou escrevendo aqui todas as casas de orações da CCB estão fechadas ,não tem ministração de louvor ,não temos neste momento pregação da palavra ,não temos neste momento ,pessoas da igrejas com trabalho de evangelização ,pois cada um estão no seu trabalho material ,é claro salvo os desempregados e aposentados grsgrs ,somo uma igreja que só funciona para Deus ás 19:30 em alguns lugares ,se você precisar de um ministro para uma unção ,para uma visita ao enfermo moribundo ,no hospital ,para um exorcismo expulsar demônios nem pensar pois este pessoal não tem Dom para isso ,pense nisto ,mas agora neste momento temos muitas igrejas evangélicas de portas abertas ,evangelizando ,fazendo cultos de louvor adoração ,fazendo unção ,oração etc etc já pensaram nisto ??


RENÚNCIA DO ANCIÃO SANTIN
Manifestação de renúncia por parte do ancião, irmão Jesus Alberto Cintra, mais conhecido por "Santin de Goiás":

Goiânia, 23 de Abril de 2007.



Ao Ministério

Prezados irmãos (A Paz de Deus!):


O que vou dizer aqui não se trata de coisas que estejam em meu coração como manchas de rancores,

mas daquilo que está na memória e que à s vezes se faz necessário lembrar.

Desde que fui para o ministério desta obra, a minha carreira tem sido acompanhada de alvoroços, segundo o que alguns dizem: "promovendo romarias, gritarias, barulhos nas igrejas, etc)".

Quando fui em Anápolis, em 03 buscas de dons, levantaram-se 02 diáconos contra o que foi feito (um dizia que era barulho de lata vazia, apesar de Deus ter batizado quase todas as crianças que estavam em cima do Púlpito aos olhos de todos; o outro, que nunca tinha estado comigo num**lto que eu estivesse presidindo até aquela data, se levantou como testemunha (falsa) do meu paletó rasgado, coisa que não aconteceu).

Daí, todo o ministério é testemunha da vexação que passei na reunião; mas me mantive na humildade e mansidão. Eu sempre quis a paz da obra.

Fui em Janaúba - MG, os servos desta cidade, por dois anos, me convidavam para que atendesse busca de dons no sábado e Reunião da Mocidade no domingo, orei; até quando Deus me fez saber de ir (ainda que muitos pensem ao contrário, nunca andei por convite: se andasse por convite, só nos Estados Unidos, tinha ido mais de 10 vezes de graça, nunca fui nem uma; Deus nunca me enviou lá; e olha que tenho passaporte europeu, nem de visto preciso). Fui à quela cidade, junto com um servo diácono e um cooperador. No**lto, o ancião de S. Paulo, que atendia a região, entrou nos corredores falando em alta voz o meu nome, dizendo que eu não iria atender nada ali (o povo clamava o Sangue do Senhor, dizendo nós pensávamos que essa obra era do Senhor!), ele obrigou o servo local atender: fiquei caladinho, quietinho! mas foi um rumor terrível... no fim aconselhei o povo: "irmãos, não façam assim!...Amanhã, se não estiver aqui esse ou aquele, Deus estará! Não ponham os olhos nos homens!". Quando já estávamos com as malas postas no carro, para irmos embora; chegou um recado do referido ancião, para atender: fiquei e atendi!

Caí em dificuldades financeiras e para não deixar voltar cheques sem fundos e não ter títulos protestados, manter os estudos de meus filhos e não abandonar a obra, indo para o exterior (e debaixo de revelações de Deus), comecei a viajar vendendo colchões por esse Brasil afora, mais de cem mil quilômetros rodados ao ano (paguei mais de 500 mil reais de dívida, com dignidade).

Nunca faltei a uma reunião mensal do ministério. Mas fui acusado de ser ancião que abandona a obra; de ancião passeador. Fui acusado no Braz, de ser ancião que sai fazendo movimentos nas igrejas para vender colchões depois dos**ltos (uma inverdade enorme, de homens que vestem a capa do ciúme em nome do zelo; visto que nunca fiz demonstrações coletivas; minhas abordagens sempre foram individuais e quando nos ajuntávamos em grande número, sempre preferi não falar nada sobre colchão e nos alegrarmos nos feitos de Deus).

Alvo de uma acusação em Tangará da Serra - MT, fui à casa do pai da moça, de lá liguei para o ancião José Furtado e pedi uma reunião para se apurar os fatos. O ancião me alegou que o mais antigo não estava na cidade, mas eu disse a ele que providenciasse a reunião, que de lá só sairia após uma reunião (aguardei 3 dias confinado num hotel). O irmão Adeildo, ancião em Presidente Prudente, com alguns de

Cuiabá, trataram do caso e mesmo tendo julgado, conforme ata, não haver motivo para se condenar ninguém, me pediram para deixar Tangará para o "bem da obra", o que obedeci.

Mas eles mesmos, para o bem da obra, não apaziguaram a irmandade com o que foi apurado em reunião e além do mais, alguns deles ainda batiam no peito, dizendo: "o Santin está proibido de vir ao Mato Grosso. Aqui não tem liberdade". Infamaram-me para outros anciães nesse Brasil afora: sendo que me julgaram sem**lpa (isso é muito sério!). E os maldosos ligando e desligando o telefone na face da minha esposa, dizendo: "sabia que seu marido está proibido pelos anciães de ir ao Mato Grosso? Que ele arrumou namorada no Mato Grosso?".

Em Unaí-MG, numa quinta-feira, após ter congregado num bairro, voltei para o hotel, onde fui adiantar alguma coisa do trabalho, por volta das 23:00 hs, me deu fome (não havia jantado), fui procurar um pit-dog para fazer um lanche. Ali encontrei um casal (marido e mulher): são dali, mas moram no Tocantins numa região que estive trabalhando (estavam ali para a formatura de uma pessoa da família). Convidaram-me para sentar com eles. Tomei com eles algum copo de cerveja, mas não fui ali para beber; se fosse para beber, beberia no hotel. Uma pessoa desviada que ajuda ali me viu; ligou para um parente; o parente foi atrás do cooperador da Central (irmão Ari). Na terça-feira, ele me ligou contando o que havia acontecido e que aquele irmão que foi atrás dele, começou a espalhar aquilo de maneira maldosa no meio da irmandade. Perguntei ao cooperador se viu alguma coisa que me denegrisse; respondeu que não e que o casal é conhecido.

Perguntei que dia que o ancião João Carrilho estaria na cidade. Ele me disse que no domingo. Falei então: no domingo estarei aí para me retratar com a igreja. Orei ao Senhor e fui. Tiveram lá uma reunião ministerial local e deliberaram de não permitir que eu falasse nada (só que não me avisaram e o Senhor me fez saber de chegar atrasado. E por quá não permitir? Não queriam a paz da obra? Ou queriam meu nome infamado?). Na hora da testemunhança, me levantei e me retratei com a igreja. Falei: "irmãos, eu errei! Faltou em mim a prudáncia de observar o que está escrito na Palavra, que se comer carne escandaliza teu irmão, não coma carne. Não fui ali para beber, não tinha jantado e estava com fome... a irmandade me perdoa Em Nome do Senhor Jesus!"

E Deus visitou a igreja! Mas o que está por aí: O Santin nos bares bebendo com mulheres...(e ligações para minha esposa: alguém até ousou dizer "eu conheço a irmã que ele pecou com ela" e desligou o telefone...

Todas estas coisas foram minando a saúde da minha esposa. Dizem que onde tem fumaça tem fogo: quero ver o fogo... ao acusador caberá o ônus da prova).

Algum ancião de Goiânia dizendo que eu fui sentado no Brás e o povo me perguntando. Então eu disse "quer dizer que o Brás senta alguém sem ouvi-lo?

Ou virá alguém com a carta marcada?".

Já tem até ancião de Goiânia dizendo que fiz teologia. Estas e outras coisas me fizeram perder o prazer de exercer o ministério. Mas como disse Jó: "Se agora me calasse, renderia o espírito".

Orei ao Senhor e o Senhor me falou: "Amarra-te diante desse povo, como Ezequiel se amarrou com cordas, e não lhe sirva mais de varão que repreenda".

Venho por meio desta renunciar ao ministério de ancião na Congregação Cristã no Brasil, que exerci entre vós,

Deus abençoe a todos.

JESUS ALBERTO CINTRA

.


avatar
Lourival soldado cristão

Mensagens : 11165
Pontos : 24633
Data de inscrição : 23/12/2009
Idade : 60
Localização : Sao paulo

http://ccbsemcensurasnaspeg.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: hinos ccb carta de renuncia do irmão santim ancião

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum