NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Abril 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Calendário Calendário

Quem está conectado
81 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 81 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 473 em 30th Agosto 2014, 11:05 pm
Social bookmarking

Social bookmarking Digg  Social bookmarking Delicious  Social bookmarking Reddit  Social bookmarking Stumbleupon  Social bookmarking Slashdot  Social bookmarking Yahoo  Social bookmarking Google  Social bookmarking Blinklist  Social bookmarking Blogmarks  Social bookmarking Technorati  

Conservar e compartilhar o endereço de <a href="http://oulorivallan.forumeiros.com/">nas pegadas do mestre JESUS</a> em seu site de social bookmarking

Conservar e compartilhar o endereço de NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS em seu site de social bookmarking

Conectar-se

Esqueci minha senha

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Votação
Estatísticas
Temos 4120 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de NEUSA MARIA

Os nossos membros postaram um total de 29497 mensagens em 12450 assuntos

O Uso Inconseqüente da Língua

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Uso Inconseqüente da Língua

Mensagem por Lourival soldado cristão em 11th Novembro 2011, 3:17 pm














O Uso Inconseqüente da Língua


Mesmo no meio da igreja, nos deparamos com situações no mínimo vergonhosas, problemas comuns àqueles que não conhecem o Senhorio e amor de Deus tem invadido o seio da igreja e grandes brechas são abertas, o maligno não perde a oportunidade e entrar; seu objetivo principal é a destruição da moral e do bom nome que deve ser comum à casa do Senhor. A conseqüência se mostra no testemunho digno dos filhos das trevas.
Um coração insensível à voz do Espírito Santo é um dos principais fatores que levam os homens a viverem uma vida comum, espelhada nos costumes e ventos que sopram sobre a sociedade em geral. A condição de “separados ou chamados” para o Senhor, toma aparência de mais uma das muitas teorias pregadas nos templos cristãos, que jamais, são colocadas em práticas.
O “amar o próximo como a si mesmo”, no dia-a-dia agrupa-se entre as muitas hipocrisias vividas pelo povo que teimam em intitular-se “do Senhor”. Na verdade, as leis que prevalecem, remontam aos tempos anteriores ao Senhor Jesus, quando a nação escolhida tinha sobre si uma sentença que afirmava:

“Dente por dente, olho por olho...”(Ex 21.24,25).

A principal arma usada pelos gladiadores crentes, está no seu próprio corpo e chama-se LÍNGUA! É uma arma muito perigosa, que corta na profundidade da alma e traz sobre aqueles que a usam inconseqüentemente, o extremo da condenação eterna.(Mc 3.29).

A seguir e veja alguns dos muitos pecados cometidos pelo uso inconseqüente da língua e suas conseqüências diante do Deus todo poderoso.

a) Difamação:

”A pessoa que diz mentiras (difama) a respeito dos outros e tão perigosa quanto uma espada...” (Pv 25.16) Veja ainda: Lv 19.16 e Pv 16.28-30

O Dicionário Aurélio a define como:
1- “Tirar a boa fama ou o crédito a; desacreditar publicamente; infamar, detrair, falar mal.”
2- “Imputar a (alguém) um fato concreto e circunstanciado, ofensivo de sua reputação, conquanto não definido como crime.”

A difamação, é crime contra a honra, previsto no Código Penal Brasileiro. Infelizmente, nos deparamos com estes criminosos em grande quantidade dentro das igrejas, e pior, muitos são líderes!
E diante de Deus um pecado:
”Irmãos, não faleis mal uns dos outros. Aquele que fala mal do irmão, ou julga a seu irmão, fala mal da lei, e julga a lei; ora, se julgas a lei, não és observador da lei, mas juiz.” Tg 4.11
”Aquele que não difama com sua língua, não faz mal ao próximo, nem lança injúria contra o seu vizinho... Quem deste modo procede não será jamais abalado.” (Sl 15.3,5)

Uma recomendação para as pessoas que congregam em igrejas, onde esta prática é comum, iniciando-se no líder e estendendo-se à mais simples ovelhas, é que abandone este povo!
Não é tempo de andarmos em meio a um povo que não constituíram Deus como Senhor absoluto. Portanto, procure igrejas Santas com líderes segundo o Espírito Santo.
Jesus diz:
“Deixai-os: são cegos, guias de cegos... cairão ambos no barranco.” (Mt 15.14)

Os Servos do Senhor, devem primar pelos santos padrões ditados, e serão possuidores da vitória eterna.

b) Calúnia:

”Nos últimos dias sobrevirá tempos difíceis; pois os homens serão... caluniadores... Foge também destes” (2Tm 3.1-5)

O Dicionário Aurélio a define como:
1- Difamar, fazendo acusações falsas, Mentira, falsidade, invenção.
2- (Jur.) Atribuir falsamente a (alguém) fato definido como crime.

A Calunia pode ser feita através da mentira, falsidade e invenção contra alguém. O Código Penal Brasileiro prevê penas contra os caluniadores.

Não é de admirar que, em muitas igrejas os caluniadores não sofre qualquer ação disciplinar, e por isso o mal se avoluma, pois o caluniador é assim estimulado na sua tarefa maligna e destruidora dos valores alheios. Outros da mesma índole tem prazer em relembrar, comentar e espalhar fraqueza, imperfeições e pecados a outros, servindo-se da língua.
A Bíblia condena a calunia:
”Não dirás falso testemunho contra o teu próximo” (Ex 20.16
Este mandamento protege o nome e a reputação do próximo. Ninguém deve fazer declarações falsas a respeito do caráter ou dos atos de outra pessoa. Devemos falar de modo justo e honesto a respeito de quem quer que seja.
”Não espalharás notícias falsas... Da falsa acusação te afastarás..." (Ex 23.1,7)
”Seis cousas o Senhor aborrece... testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre os irmãos.” (Pv 6.16,19)
”A falsa testemunha não fica impune, e o que profere mentiras perece”(Pv 19.9)

Conhecedores da gravidade desta situação, é necessário que o Servo do Senhor se aparte de toda forma de Calúnia e que procure viver em santidade.

c) Boato:

”Não tem eles sinceridade nos seus lábios; o seu íntimo e de todo crimes; a sua garganta é sepulcro aberto, e com a língua lisonjeiam (adulam).” (Sl 5.9)

O Dicionário Aurélio o define como:
- “Notícia anônima que corre publicamente sem confirmação. balela, rumor".

Com certeza é uma obra que procede do coração maligno. E o diabo usa de seus demônios para entrarem nas igrejas e despertarem as pessoas a usarem suas línguas para esta prática.
Se você não tem certeza de um fato, qual a necessidade de espalhá-lo?
”Não espalharás notícias falsas...” (Ex 23.1)
é a determinação do Senhor para seu povo!

Quanto aos Mexeriqueiros, são condenados pela Bíblia em seu agir. E se continuarem nesta prática, pouco importa a condição de membro de uma igreja, ou mesmo, o cargo de líder ou os possíveis dons concedidos por um espírito de engano. O fim destes é a condenação eterna!

d) Murmuração:

”...As vossas murmurações não são contra nós, e sim contra o Senhor.” (Ex 16.Cool
”Todos os filhos de Israel murmuraram... Disse o Senhor... Até quando me provocará este povo... Com pestilência o ferirei, e o deserdarei...” (Nm 14.2,11,12)
”Não murmureis como alguns murmuraram, e foram destruídos pelo exterminador.” (1Co 10.10)

O Dicionário Aurélio a define como:
1- Censurar ou repreender disfarçadamente e em voz baixa.
2- Dizer mal; maldizer; conceber mau juízo
3- Falar (contra alguém ou algo); criticar
4- Conversar, difamando ou desacreditando.
5- Soltar queixumes; lastimar-se em voz baixa; resmungar, resmungar
6- Dizer mal de alguém; apontar faltas; conceber mau juízo.

Esta é uma prática muito comum entre os cidadãos da Nova Canaã, vemos, que desde os primórdios do povo separado por Deus, que este pecado encontrou lugar nas vidas e no decorrer dos milênios continua tão praticado quanto antes. É um grande instrumento nas mãos do diabo e muitos se têm sujeitado a esta prática, resumindo: Servem ao diabo.
Os praticantes desta afronta ao Senhor, com certeza não herdarão o paraíso como morada eterna. Na caminhada dos Israelitas, nos é mostrado o rigor com o qual são tratados tais homens. (Nm 14.27-38; 1Co 10.5-10; Hb 3.10-18)

Paulo escreve aos de Corinto e explica que Deus ordenou o seu julgamento sobre Israel por sua desobediência e incredulidade, para que isso servisse de advertência a todos os servos do Senhor da atualidade e para aqueles que ainda hão de serem chamados (1Co 10.11).
”Tende cuidado, irmãos, jamais aconteça haver em qualquer de vós perverso coração de incredulidade que vos afaste do Deus vivo.” (Hb 3.12)
No deserto ficaram praticamente todos os que saíram do Egito, fracassaram na obediência; este fato é uma advertência, para que os caminhos trilhados por eles, não sejam os mesmo trilhados pela igreja hoje.
É preciso voltar-se para o Senhor, excluindo da vida todas as práticas contrárias ao Seu querer, inclusive a “murmuração” e observarmos: “Sedes santos como o Senhor é santo” (Rm 12.1,2)

A Palavra do Servo de Deus:

a) Uma palavra agradável, temperada:

”A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para saberdes como deveis responder a cada um” (Cl 4.6)

Paulo aconselha aos de Colossos a proferirem palavras exclusivamente agradáveis e temperadas ou equilibradas. Assim deve ser a conversa do Filho de Deus, agradável, cativante, amável, graciosa e acima de tudo verdadeira. Esta linguagem origina-se na graça de Deus, só é possível desenvolvê-la, quando o homem encontra-se cheio, trasbordante do Espírito Santo.
”De boas palavras transborda o meu coração... nos teus lábios se extravasou a graça; por isso Deus te abençoou para sempre.” (Sl 45.1,2)

b) Vigiando no falar e no agir:

”Ordena e ensina... Ninguém despreze a tua mocidade; pelo contrário, tornar-te padrão dos fiéis, na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza.” (1Tm 4.11,12)

Quão lamentável é olharmos as igrejas e contemplarmos a indiferença com a qual o Senhor é tratado. Seus mandamentos já não são verdadeiramente observados; e o mundo entra, a aparência é semelhante aos praticantes da vontade da carne.
”Esmurro o meu corpo, e o reduzo à escravidão, para que tendo pregado a outros, não venha eu mesmo a ser desqualificado.” (1Co 9.27)
”Vejo que este que passa sempre por nós é santo homem de Deus.” (2Rs 4.8,9)
A língua encontra-se contaminada pelas muitas gírias e expressões indignas, na aparência perfeitamente iguais ao mundo; longos cabelos nos homens, mulheres tosquiadas, tatuagens, piercings e a vestimenta segundo a moda ditada pelo diabo!
Como serão luz, estes que insistem na aparência das trevas?
Como serão reconhecidos a exemplo de Eliseu?

c) Língua segundo o Espírito de Deus:

”Põe guarda, Senhor, à minha boca; vigia a porta dos meus lábios” (Sl 141.3)
”E me pôs nos lábios um novo cântico, um hino de louvor ao nosso Deus..."(Sl 40.3)
”Habite ricamente em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos e hinos e cânticos espirituais, com gratidão, em vossos corações. E tudo que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus.” (Cl 3.16,17)

As nossas palavras não podem ser jogadas ao vento, necessitam serem sérias, cheia de unção.
Segundo este princípio, tornar-se impossível que o Servo compartilhe as mesmas conversas imundas, eróticas ou impróprias, conte as mesmas anedotas. Resumindo, “Não se assenta na roda dos escarnecedores!”

“A boca do justo é manancial de vida...” (Pv 10.11)

O controle de nossa língua é um dever!
Sermos cheios do Espírito Santo, é a única forma de servirmos verdadeiramente a Deus.


Amados do Senhor.
Agora temos verdadeiramente consciência que só podemos combater o mau uso da língua, quando nos alimentamos da Palavra e nos deixamos dominar pelo Santo Espírito de Deus. Afinal, nosso reino, nossa cidadania é celestial e como tal, nossa vida deve refletir os costumes do Reino da Verdade. Jamais, deixando-nos contaminar pelos costumes e práticas que o diabo sabia e dissimuladamente tem implantado em meio à sociedade.

Somos separados para vivermos segundo os princípios eternos do Senhor Deus!


Pr Elias R. de Oliveira http://www.vivos.com.br/153.htm
avatar
Lourival soldado cristão

Mensagens : 11134
Pontos : 24554
Data de inscrição : 23/12/2009
Idade : 59
Localização : Sao paulo

http://ccbsemcensurasnaspeg.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

A fofoca, calúnia e difamações na igreja

Mensagem por Lourival soldado cristão em 11th Novembro 2011, 4:58 pm

A fofoca, calúnia e difamações na igreja
Publicado em 3 03Europe/Berlin novembro 03Europe/Berlin 2011 por nastenka




“Pois quem quer amar a vida e ver dias felizes refreie a língua do mal e evite que os seus lábios falem dolosamente.” 1 Pd 3:10



O sentimento maior que deve existir em nossa vida é o amor a Deus (“Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento.” Mt 22.37). Quando O amamos verdadeiramente, somos constrangidos pelo Espírito Santo a uma vida de santidade e pureza, os frutos produzidos são dignos de honra e capaz de revelar ao próximo a comunhão que possuímos com o Eterno, nestas vidas está o prazer do Senhor; são abençoadas e bem-sucedidas, transbordante do poder de Deus, cheias de autoridade e capacitadas a pisarem sobre a cabeça do inimigo; são vitoriosas! De suas bocas procedem as palavras que edificam e abençoam.
Oh Senhor! Quão lamentável é enxergarmos dentro de muitas igrejas, que o amor já se apagou por completo nos corações; e, levados por toda sorte de desejos produzidos pela carne, tornaram-se frios e desprovidos de misericórdia, duros como a pedra. Com as palavras tocam no próximo promovendo a desarmonia. É o velho homem que renasce com muita força, repleto de antigos sentimentos que são comuns aos filhos das trevas. As conseqüências são as brechas abertas nos “muros” que protegem o povo de Deus, possibilitando a ação do inimigo.
Nesta mensagem quero abordar quatro aspectos do uso inconseqüente da língua, são eles:

1-Fofoca; 2- Calunia; 3- Difamação e 4- Mentira.

Devemos fazer uma profunda reflexão sobre como temos usado a língua, a usamos para bem ou para o mal? Se o uso não é bênção, necessitamos rever o nosso proceder e nos empenharmos num processo de mudança, com o fim de moldar nosso agir, tomando a forma do Senhor Jesus e imitando-O. A santidade deve envolver todo o ser, inclusive o falar.

1 – Fofoca / Mexerico (intriga, bisbilhotice).

Quão lamentável, mas este mal está dentro das igrejas, numa freqüência muito maior do que imaginamos. É o “disse que me disse”, que tem levados muitos a servirem aos propósitos maléficos, verdadeiros instrumentos do diabo. Queridos irmãos, vigie o vosso falar, para que não incorram no erro e sejam considerados por todos como fofoqueiros e indignos de confiança. Não fale mal dos irmãos e ou dos líderes. Esta prática é condenada pelo Senhor em Sua palavra, veja os textos abaixo.

Lv 19:16 “Não andarás como mexeriqueiro entre o teu povo teu próximo. Eu sou o SENHOR.”
Pv 11:13 “O mexeriqueiro descobre o segredo, mas o fiel de espírito o encobre.”
Pv 20:19 “O mexeriqueiro revela o segredo; portanto, não te metas com quem muito abre os lábios.”
1 Tm 6:20 “E tu… evitando os falatórios inúteis…”
2 Tm 2:16 “Evita, igualmente, os falatórios inúteis e profanos, pois os que deles usam passarão a impiedade ainda maior…”
Tg 1.26 “Alguém está pensando que é religioso? Se não souber controlar a língua, a sua religião não vale nada, e ele está enganando a si mesmo.”

2 – Calúnia (Falsa imputação (a alguém) de um fato definido como crime. Mentira, falsidade, invenção.)

Meu Senhor! Infelizmente esta prática é relativamente comum dentro do arraial, frutificando a desarmonia e uma série de conseqüência, através das quais o corpo é enfraquecido e o inimigo exaltado. Povo de Deus é tempo de estarem vivendo em Espírito, e não permitam que as más ações encontrem terreno propício e finque raízes. Se tens alguma queixa contra outrem, seja espiritual e procure a pessoa, numa conversa franca e ungida resolva as pendências. Não permita que o diabo use da ocasião para afastá-lo da comunhão com o Eterno.

2Tm 3.1-3 “Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas… desafeiçoados… caluniadores…”
Tt 3. 2 “Aconselhe que não falem mal de ninguém, mas que sejam calmos e pacíficos e tratem todos com educação.”
Sl 50. 20 “Estão sempre acusando os seus irmãos e espalhando calúnias a respeito deles.”

3 – Difamar (Tirar a boa fama ou o crédito a; desacreditar publicamente; infamar, detrair; Imputar a (alguém) um fato concreto e circunstanciado, ofensivo de sua reputação, conquanto não definido como crime. Falar mal; detrair)

O ato de difamar, lamentavelmente, é visível entre os crentes. A satisfação de muitos é observar a vida alheia e destacar os erros, é prazeroso para estes falar da vida do próximo. Falam do pastor, dos presbíteros, diáconos, dos irmãos mais simples, bem como, dos que são afortunados; falam também dos políticos, do patrão e muitos mais. Enfim, tudo é motivo para apontar e falar. Estes semeiam a discórdia entre irmãos e são dignos de condenação eterna.
Irmão tens queixa contra o pastor? Converse com ele, em muitos casos o problema está numa má interpretação de alguma ação; haja assim para com todos os irmãos. Pastores amados, não use o púlpito para tocar numa vida, se tens alguma queixa, sente-se com ela e converse como espirituais que devem ser.

2Tm 3.1-5 “Nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também destes.”
Tg 4.11 “Meus irmãos, não falem mal uns dos outros.”1Pe 2.1 “Portanto, abandonem tudo o que é mau, toda mentira, fingimento, inveja e críticas injustas.”
Sl 101.5 “Destruirei aqueles que falam mal dos outros pelas costas…”
Pv 16:28 “O homem… difamador separa os maiores amigos.”

4 - Mentira (Afirmar coisa que sabe ser contrária à verdade)

O velho pecado da mentira está muito atuante entre os aqueles que se professam crentes em Deus. O diabo tem plantado a idéia que é muito mais fácil falar inverdades, a fazer uso da palavra reta. A sociedade atual tem a mentira como uma necessidade no dia-a-dia, nós como servos jamais devemos compactuar com esta visão distorcida implantada pelo diabo. Nossa palavra deve ser sempre verdadeira, esta condição se aplica em todos os aspectos da vida; seja profissional, pessoal e ou religioso. Há um conceito errôneo que a mentira tem tamanho, mas, para o povo de Deus seja qual for o tamanho, constitui-se em pecado, passível, portanto de condenação.
As advertências deixadas por Deus na Bíblia quanto a este pecado são claríssimas, portanto, injustificável o seu uso, veja:

Sl 34.13 “Então procurem não dizer coisas más e não contem mentiras.”

Sl 52:3 “Amas o mal antes que o bem; preferes mentir a falar retamente.”
Pv 14:5 “A testemunha verdadeira não mente, mas a falsa se desboca em mentiras.”
João 8:44 “Vós sois do diabo, que é vosso pai, e quereis satisfazer-lhe os desejos. Ele foi homicida desde o princípio e jamais se firmou na verdade, porque nele não há verdade. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira.”
Ef 4:25 “Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo, porque somos membros uns dos outros.”
1Pe 3.10 “Como dizem as Escrituras Sagradas: “Quem quiser gozar a vida e ter dias felizes não fale coisas más e não conte mentiras.”

Irmãos amados a finalidade desta mensagem não é acusar e tão pouco julgar, sim, um instrumento usado pelo Espírito Santo para falar a muitos corações que por inobservância dos preceitos bíblicos se deixa levar pelas coisas aparentes desta vida. Afinal, fomos resgatados das trevas para a luz, a fim de sermos servos puros e santos.

1Jo 3:8 “Aquele que pratica o pecado procede do diabo, porque o diabo vive pecando desde o princípio. Para isto se manifestou o Filho de Deus: para destruir as obras do diabo.”

…………………………………………………………………..

“vamos falar um pouco mais aberto? vou tentar explicar melhor…mas através da palavra de Deus…”

…………………………………………………………………..

“Apanhai-me as raposas, as raposinhas, que devastam os vinhedos, porque as nossas vinhas estão em flor”.

(Cantares 2:15)

A palavra de Deus nos exorta a apanhar as RAPOSINHAS, não deveríamos nos preocupar com as grandes raposas, em vez de pequenas raposinhas? Não deveríamos achar que as raposinhas são pequeninas e inofensivas?

Caçar coisas grandes é fácil, porque vemo-las rapidamente, mas as coisas pequenas muitas vezes não aparecem, ficam escondidas.

As raposinhas são o único elemento negativo no cenário da primavera.

A raposa é um animal pequeno, mas causa grandes estragos, a bíblia diz que elas devastam (DESTRUIR, ARRASAR) as vinhas que estavam em FLOR (que iam começar a dar frutos, momento da fertilidade, que está por acontecer).

As raposinhas são animais astutos (esperto), elas conseguem enganar os cães urinando para confundir o olfato deles, com isso eles se atrapalham e perdem o rastro.

As raposinhas simbolizam demônios, que por ordem de satanás querem destruir a igreja que é a vinha do Senhor.

Satanás e astuto, e ele começa a atacar a igreja com coisas PEQUENININHAS que aparentemente não causam danos.

Mas sabemos que é mentira, porque elas causam muitos estragos. Existem muitas situações que acabam invadindo as nossas vidas e a igreja, situações que às vezes não damos muita importância por serem pequeninas.

Deus quer que cada um de nós apanhe as raposinhas, está decretada a caça as raposas, e Deus tem nos dado todas as armas espirituais para vencermos todas as investidas de satanás.

1 – A FOFOCA, é uma raposinha, as pessoas normalmente não se incomodam com ela, muito pelo contrário acabam se envolvendo com ela.(MEXERICO INTRIGA). A fofoca é um veneno para a vinha, veneno estraga, mata, acaba com uma plantação. A fofoca causa aborrecimentos e inimizades (1 João 2:9-10). Todas as pessoas que rodeiam o fofoqueiro só têm um objetivo: Fazer fofoca. A fofoca mata relacionamentos (1 João 3:15).

2 – A CRÍTICA, (Examinar ou julgar censura, notar perfeição ou defeitos, dizer mal de, etc). Normalmente a crítica é fruto do ciúme e da inveja.
Marcos 7:1-9,15-23 – Estavam criticando os discípulos, estavam presos às tradições e não conseguiam enxergar as coisas novas, estavam invalidando a Palavra de Deus. – O crítico invalida a Palavra de Deus, por causa da sua cegueira espiritual.

3 – A INVEJA, não deixa a pessoa prosperar, porque ela se concentra em possuir o que pertence à outra pessoa. Leva a pessoa ao descontentamento, nunca está satisfeita com o que possui. “Seja a vossa vida livre do amor a dinheiro e contentai-vos com o que tendes; porque Deus tem dito: De maneira alguma, te deixarei, nunca jamais te abandonarei” (Hebreus 13:5).

“Estes são os caminhos de todo o que anseia pela cobiça; ela rouba a vida dos que a possuem” (Provérbios 1:19)

“Absalão lhe dizia: Olha, a tua causa é boa e justa, mas não há da parte do rei quem te ouça. E Absalão falava mais: Ah! quem me dera ser juiz na terra, para que viesse ter comigo todo o homem que tivesse demanda ou questão, para que eu lhe fizesse justiça” (2 Samuel 15:3-6) causa divisões, fofocas, intrigas.

4 – A MURMURAÇÃO, é uma queixa é um lamento.O murmurador é aquele que se queixa de tudo. Está também sempre descontente com pessoas ou situações. É um ingrato, a ingratidão leva a murmuração. Ele murmura contra a autoridade delegada por Deus (1 Samuel 8:4-7). Os murmuradores não entraram na terra prometida, não conseguiram a benção.

Temos que apanhar as raposinhas, não podemos deixar que elas devastem a vinha do Senhor



“pesquisado na internet”
http://nastenka1962.wordpress.com/2011/11/03/a-fofoca-calunia-e-difamacoes-na-igreja/
avatar
Lourival soldado cristão

Mensagens : 11134
Pontos : 24554
Data de inscrição : 23/12/2009
Idade : 59
Localização : Sao paulo

http://ccbsemcensurasnaspeg.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

A diferença em de falar a verdade e a calunia

Mensagem por Lourival soldado cristão em 11th Novembro 2011, 5:28 pm

\a paz de Deus a todos !!
Coloquei este tópico com um objetivo ,questionar a diferença entre falar de calunias e fofocas e falar a verdade , veja quando surge problemas em uma igreja ou denominação temos que falar ou devemos ficar calados ? no passado a Família de Cloé reatou ao apostolo Paulo fatos que ocorriam na igreja de corintios, e através das informações recebidas o apostolo fez oque ??

Muitos crentes de hoje se vê em situações embaraçosas ,ele percebe situações conflitantes na sua denominação o que fazer denunciar ,falar comentar levar ao conhecimento do ministério ,procurar o líder da sua denominação ou falar com alguém superior ou simplesmente, ficar calado e deixa ao deus dará ?? será pecado falar de erros de nossa denominação ,ou falar de comportamentos Cristão ,quer de uso costumes ,ensinamento humanos de ministros etc etc etc ,bom naqueles dias de Paulo tivemos problemas ,e a família de Cloé tomou uma atitude ,contou tudo para Paulo ,mas poque ela não procurou os ministros da igreja de corintios e não relatou a eles ,mas foi direto falar a Paulo ,deve ser fácil a resposta ,com certeza os ministros era conivente com esta situação e as vezes somos obrigado a tomar outros caminhos ,nos dias atuais a internet e a discussão de assuntos doutrinários e costumes e preceitos de igreja uso e costumes e regras de ensinamentos humanos de igrejas , denominações , e tudo que envolve a igreja de hoje se faz necessário ,isso vem ocorrendo a todos não importa a denominação ,quer CCB ou não todos estão bebendo do mesmo remédio, as informações da verdade este é o remédio falar a verdade do que está acontecendo foi assim que a família de Cloé ajudou a igreja naqueles dias ,é sempre falar a verdade e não conviver com a mentira !!



I CORÍNTIOS 1
Voltar


SAUDAÇÃO E AÇÃO DE GRAÇAS
1Co 1.1 Paulo, chamado para ser apóstolo de Jesus Cristo pela vontade de Deus, e o irmão Sóstenes,
1Co 1.2 à igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados para serem santos, com todos os que em todo lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso:
1Co 1.3 Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.
1Co 1.4 Sempre dou graças a Deus por vós, pela graça de Deus que vos foi dada em Cristo Jesus;
1Co 1.5 porque em tudo fostes enriquecidos nele, em toda palavra e em todo o conhecimento,
1Co 1.6 assim como o testemunho de Cristo foi confirmado entre vós;
1Co 1.7 de maneira que nenhum dom vos falta, enquanto aguardais a manifestação de nosso Senhor Jesus Cristo,
1Co 1.8 o qual também vos confirmará até o fim, para serdes irrepreensíveis no dia de nosso Senhor Jesus Cristo.
1Co 1.9 Fiel é Deus, pelo qual fostes chamados para a comunhão de seu Filho Jesus Cristo nosso Senhor.
DIVISÕES NA IGREJA
1Co 1.10 Rogo-vos, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que sejais concordes no falar, e que não haja dissensões entre vós; antes sejais unidos no mesmo pensamento e no mesmo parecer.
1Co 1.11 Pois a respeito de vós, irmãos meus, fui informado pelos da família de Cloé que há contendas entre vós.
1Co 1.12 Quero dizer com isto, que cada um de vós diz: Eu sou de Paulo; ou, Eu de Apolo; ou Eu sou de Cefas; ou, Eu de Cristo.
1Co 1.13 será que Cristo está dividido? foi Paulo crucificado por amor de vós? ou fostes vós batizados em nome de Paulo?
1Co 1.14 Dou graças a Deus que a nenhum de vós batizei, senão a Crispo e a Gaio;
1Co 1.15 para que ninguém diga que fostes batizados em meu nome.
1Co 1.16 É verdade, batizei também a família de Estéfanas, além destes, não sei se batizei algum outro.
1Co 1.17 Porque Cristo não me enviou para batizar, mas para pregar o evangelho; não em sabedoria de palavras, para não se tornar vã a cruz de Cristo.
1Co 1.18 Porque a palavra da cruz é deveras loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus.
1Co 1.19 porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, e aniquilarei a sabedoria o entendimento dos entendidos.
1Co 1.20 Onde está o sábio? Onde o escriba? Onde o questionador deste século? Porventura não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo?
1Co 1.21 Visto como na sabedoria de Deus o mundo pela sua sabedoria não conheceu a Deus, aprouve a Deus salvar pela loucura da pregação os que crêem.
1Co 1.22 Pois, enquanto os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria,
1Co 1.23 nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus, e loucura para os gregos,
1Co 1.24 mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, Cristo, poder de Deus, e sabedoria de Deus.
1Co 1.25 Porque a loucura de Deus é mais sábia que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte que os homens.
1Co 1.26 Ora, vede, irmãos, a vossa vocação, que não são muitos os sábios segundo a carne, nem muitos os poderosos. nem muitos os nobres que são chamados.
1Co 1.27 Pelo contrário, Deus escolheu as coisas loucas do mundo para confundir os sábios; e Deus escolheu as coisas fracas do mundo para confundir as fortes;
1Co 1.28 e Deus escolheu as coisas ignóbeis do mundo, e as desprezadas, e as que não são, para reduzir a nada as que são;
1Co 1.29 para que nenhum mortal se glorie na presença de Deus.
1Co 1.30 Mas vós sois dele, em Cristo Jesus, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção;
1Co 1.31 para que, como está escrito: Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor.
I CORÍNTIOS 2
O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
1Co 2.1 E eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não fui com sublimidade de palavras ou de sabedoria.
1Co 2.2 Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo, e este crucificado.
1Co 2.3 E eu estive convosco em fraqueza, e em temor, e em grande tremor.
1Co 2.4 A minha linguagem e a minha pregação não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria, mas em demonstração do Espírito de poder;
1Co 2.5 para que a vossa fé não se apoiasse na sabedoria dos homens, mas no poder de Deus.
SABEDORIA DO ESPÍRITO
1Co 2.6 Na verdade, entre os perfeitos falamos sabedoria, não porém a sabedoria deste mundo, nem dos príncipes deste mundo, que estão sendo reduzidos a nada;
1Co 2.7 mas falamos a sabedoria de Deus em mistério, que esteve oculta, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória;
1Co 2.8 a qual nenhum dos príncipes deste mundo compreendeu; porque se a tivessem compreendido, não teriam crucificado o Senhor da glória.
1Co 2.9 Mas, como está escrito: As coisas que olhos não viram, nem ouvidos ouviram, nem penetraram o coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam.
1Co 2.10 Porque Deus no-las revelou pelo seu Espírito; pois o Espírito esquadrinha todas as coisas, mesmos as profundezas de Deus.
1Co 2.11 Pois, qual dos homens entende as coisas do homem, senão o espírito do homem que nele está? assim também as coisas de Deus, ninguém as compreendeu, senão o Espírito de Deus.
1Co 2.12 Ora, nós não temos recebido o espírito do mundo, mas sim o Espírito que provém de Deus, a fim de compreendermos as coisas que nos foram dadas gratuitamente por Deus;
1Co 2.13 as quais também falamos, não com palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas com palavras ensinadas pelo Espírito Santo, comparando coisas espirituais com espirituais.
1Co 2.14 Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque para ele são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.
1Co 2.15 Mas o que é espiritual discerne bem tudo, enquanto ele por ninguém é discernido.
1Co 2.16 Pois, quem jamais conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo.
I CORÍNTIOS 3
O ESPÍRITO MUNDANO CAUSA DISSENÇÕES NA IGREJA
1Co 3.1 E eu, irmãos não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a criancinhas em Cristo.
1Co 3.2 Leite vos dei por alimento, e não comida sólida, porque não a podíeis suportar; nem ainda agora podeis;
1Co 3.3 porquanto ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja e contendas, não sois porventura carnais, e não estais andando segundo os homens?
1Co 3.4 Porque, dizendo um: Eu sou de Paulo; e outro: Eu de Apolo; não sois apenas homens?
1Co 3.5 Pois, que é Apolo, e que é Paulo, senão ministros pelos quais crestes, e isso conforme o que o Senhor concedeu a cada um?
1Co 3.6 Eu plantei; Apolo regou; mas Deus deu o crescimento.
1Co 3.7 De modo que, nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento.
1Co 3.8 Ora, uma só coisa é o que planta e o que rega; e cada um receberá o seu galardão segundo o seu trabalho.
1Co 3.9 Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e edifício de Deus.
A RESPONSABILIDADE DOS PREGADORES
1Co 3.10 Segundo a graça de Deus que me foi dada, lancei eu como sábio construtor, o fundamento, e outro edifica sobre ele; mas veja cada um como edifica sobre ele.
1Co 3.11 Porque ninguém pode lançar outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo.
1Co 3.12 E, se alguém sobre este fundamento levanta um edifício de ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha,
1Co 3.13 a obra de cada um se manifestará; pois aquele dia a demonstrará, porque será revelada no fogo, e o fogo provará qual seja a obra de cada um.
1Co 3.14 Se permanecer a obra que alguém sobre ele edificou, esse receberá galardão.
1Co 3.15 Se a obra de alguém se queimar, sofrerá ele prejuízo; mas o tal será salvo todavia como que pelo fogo.
1Co 3.16 Não sabeis vós que sois santuário de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós?
1Co 3.17 Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá; porque sagrado é o santuário de Deus, que sois vós.
VÓS SOIS DE CRISTO
1Co 3.18 Ninguém se engane a si mesmo; se alguém dentre vós se tem por sábio neste mundo, faça-se louco para se tornar sábio.
1Co 3.19 Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus; pois está escrito: Ele apanha os sábios na sua própria astúcia;
1Co 3.20 e outra vez: O Senhor conhece as cogitações dos sábios, que são vãs.
1Co 3.21 Portanto ninguém se glorie nos homens; porque tudo é vosso;
1Co 3.22 seja Paulo, ou Apolo, ou Cefas; seja o mundo, ou a vida, ou a morte; sejam as coisas presentes, ou as vindouras, tudo é vosso,
1Co 3.23 e vós de Cristo, e Cristo de Deus.
I CORÍNTIOS 4
APÓSTOLOS DE CRISTO
1Co 4.1 Que os homens nos considerem, pois, como ministros de Cristo, e despenseiros dos mistérios de Deus.
1Co 4.2 Ora, além disso, o que se requer nos despenseiros é que cada um seja encontrado fiel.
1Co 4.3 Todavia, a mim mui pouco se me dá de ser julgado por vós, ou por qualquer tribunal humano; nem eu tampouco a mim mesmo me julgo.
1Co 4.4 Porque, embora em nada me sinta culpado, nem por isso sou justificado; pois quem me julga é o Senhor.
1Co 4.5 Portanto nada julgueis antes do tempo, até que venha o Senhor, o qual não só trará à luz as coisas ocultas das trevas, mas também manifestará os desígnios dos corações; e então cada um receberá de Deus o seu louvor.
OS CORÍNTIOS E OS APÓSTOLOS
1Co 4.6 Ora, irmãos, estas coisas eu as apliquei figuradamente a mim e a Apolo, por amor de vós; para que em nós aprendais a não ir além do que está escrito, de modo que nenhum de vós se ensoberbeça a favor de um contra outro.
1Co 4.7 Pois, quem te diferença? E que tens tu que não tenhas recebido? E, se o recebeste, por que te glorias, como se não o houveras recebido?
1Co 4.8 Já estais fartos! já estais ricos! sem nós já chegastes a reinar! e oxalá reinásseis de fato, para que também nós reinássemos convosco!
1Co 4.9 Porque tenho para mim, que Deus a nós, apóstolos, nos pôs por últimos, como condenados à morte; pois somos feitos espetáculo ao mundo, tanto a anjos como a homens.
1Co 4.10 Nós somos loucos por amor de Cristo, e vós sábios em Cristo; nós fracos, e vós fortes; vós ilustres, e nós desprezíveis.
1Co 4.11 Até a presente hora padecemos fome, e sede; estamos nus, e recebemos bofetadas, e não temos pousada certa,
1Co 4.12 e nos afadigamos, trabalhando com nossas próprias mãos; somos injuriados, e bendizemos; somos perseguidos, e o suportamos;
1Co 4.13 somos difamados, e exortamos; até o presente somos considerados como o refugo do mundo, e como a escória de tudo.
1Co 4.14 Não escrevo estas coisas para vos envergonhar, mas para vos admoestar, como a filhos meus amados.
1Co 4.15 Porque ainda que tenhais dez mil aios em Cristo, não tendes contudo muitos pais; pois eu pelo evangelho vos gerei em Cristo Jesus.
1Co 4.16 Rogo-vos, portanto, que sejais meus imitadores.
1Co 4.17 Por isso mesmo vos enviei Timóteo, que é meu filho amado, e fiel no Senhor; o qual vos lembrará os meus caminhos em Cristo, como por toda parte eu ensino em cada igreja.
1Co 4.18 Mas alguns andam inchados, como se eu não houvesse de ir ter convosco.
1Co 4.19 Em breve, porém, irei ter convosco, se o Senhor quiser, e então conhecerei, não as palavras dos que andam inchados, mas o poder.
1Co 4.20 Porque o reino de Deus não consiste em palavras, mas em poder.
1Co 4.21 Que quereis? Irei a vós com vara, ou com amor e espírito de mansidão?
I CORÍNTIOS 5
EXPULSAI O IRMÃO IMORAL
1Co 5.1 Geralmente se ouve que há entre vós imoralidade, imoralidade que nem mesmo entre os gentios se vê, a ponto de haver quem vive com a mulher de seu pai.
1Co 5.2 E vós estais inchados? e nem ao menos pranteastes para que fosse tirado do vosso meio quem praticou esse mal?
1Co 5.3 Eu, na verdade, ainda que ausente no corpo, mas presente no espírito, já julguei, como se estivesse presente, aquele que cometeu este ultraje.
1Co 5.4 Em nome de nosso Senhor Jesus, congregados vós e o meu espírito, pelo poder de nosso Senhor Jesus,
1Co 5.5 seja entregue a Satanás para destruição da carne, para que o espírito seja salvo no dia do Senhor Jesus.
1Co 5.6 Não é boa a vossa jactância. Não sabeis que um pouco de fermento leveda a massa toda?
1Co 5.7 Expurgai o fermento velho, para que sejais massa nova, assim como sois sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, já foi sacrificado.
1Co 5.8 Pelo que celebremos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da malícia e da corrupção, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade.
1Co 5.9 Já por carta vos escrevi que não vos comunicásseis com os que se prostituem;
1Co 5.10 com isso não me referia à comunicação em geral com os devassos deste mundo, ou com os avarentos, ou com os roubadores, ou com os idólatras; porque então vos seria necessário sair do mundo.
1Co 5.11 Mas agora vos escrevo que não vos comuniqueis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com esse tal nem sequer comais.
1Co 5.12 Pois, que me importa julgar os que estão de fora? Não julgais vós os que estão de dentro?
1Co 5.13 Mas Deus julga os que estão de fora. Tirai esse iníquo do meio de vós.
I CORÍNTIOS 6
LITÍGIOS ENTRE OS IRMÃOS
1Co 6.1 Ousa algum de vós, tendo uma queixa contra outro, ir a juízo perante os injustos, e não perante os santos?
1Co 6.2 Ou não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo há de ser julgado por vós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas?
1Co 6.3 Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida?
1Co 6.4 Então, se tiverdes negócios em juízo, pertencentes a esta vida, constituís como juízes deles os que são de menos estima na igreja?
1Co 6.5 Para vos envergonhar o digo. Será que não há entre vós sequer um sábio, que possa julgar entre seus irmãos?
1Co 6.6 Mas vai um irmão a juízo contra outro irmão, e isto perante incrédulos?
1Co 6.7 Na verdade já é uma completa derrota para vós o terdes demandadas uns contra os outros. Por que não sofreis antes a injustiça? Por que não sofreis antes a fraude?
1Co 6.8 Mas vós mesmos é que fazeis injustiça e defraudais; e isto a irmãos.
1Co 6.9 Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas,
1Co 6.10 nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbedos, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.
1Co 6.11 E tais fostes alguns de vós; mas fostes lavados, mas fostes santificados, mas fostes justificados em nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito do nosso Deus.
A IMORALIDADE SEXUAL
1Co 6.12 Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas; mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas.
1Co 6.13 Os alimentos são para o estômago e o estômago para os alimentos; Deus, porém aniquilará, tanto um como os outros. Mas o corpo não é para a prostituição, mas para o Senhor, e o Senhor para o corpo.
1Co 6.14 Ora, Deus não somente ressuscitou ao Senhor, mas também nos ressuscitará a nós pelo seu poder.
1Co 6.15 Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei pois os membros de Cristo, e os farei membros de uma meretriz? De modo nenhum.
1Co 6.16 Ou não sabeis que o que se une à meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque, como foi dito, os dois serão uma só carne.
1Co 6.17 Mas, o que se une ao Senhor é um só espírito com ele.
1Co 6.18 Fugi da prostituição. Qualquer outro pecado que o homem comete, é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo.
1Co 6.19 Ou não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que habita em vós, o qual possuís da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos?
1Co 6.20 Porque fostes comprados por preço; glorificai pois a Deus no vosso corpo.
I CORÍNTIOS 7
O CASAMENTO
1Co 7.1 Ora, quanto às coisas de que me escrevestes, bom seria que o homem não tocasse em mulher;
1Co 7.2 mas, por causa da prostituição, tenha cada homem sua própria mulher e cada mulher seu próprio marido.
1Co 7.3 O marido pague à mulher o que lhe é devido, e do mesmo modo a mulher ao marido.
1Co 7.4 A mulher não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim o marido; e também da mesma sorte o marido não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim a mulher.
1Co 7.5 Não vos negueis um ao outro, senão de comum acordo por algum tempo, a fim de vos aplicardes à oração e depois vos ajuntardes outra vez, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência.
1Co 7.6 Digo isto, porém, como que por concessão e não por mandamento.
1Co 7.7 Contudo queria que todos os homens fossem como eu mesmo; mas cada um tem de Deus o seu próprio dom, um deste modo, e outro daquele.
1Co 7.8 Digo, porém, aos solteiros e às viúvas, que lhes é bom se ficarem como eu.
1Co 7.9 Mas, se não podem conter-se, casem-se. Porque é melhor casar do que abrasar-se.
1Co 7.10 Todavia, aos casados, mando, não eu mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido;
1Co 7.11 se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher.
1Co 7.12 Mas aos outros digo eu, não o Senhor: Se algum irmão tem mulher incrédula, e ela consente em habitar com ele, não se separe dela.
1Co 7.13 E se alguma mulher tem marido incrédulo, e ele consente em habitar com ela, não se separe dele.
1Co 7.14 Porque o marido incrédulo é santificado pela mulher, e a mulher incrédula é santificada pelo marido crente; de outro modo, os vossos filhos seriam imundos; mas agora são santos.
1Co 7.15 Mas, se o incrédulo se apartar, aparte-se; porque neste caso o irmão, ou a irmã, não está sujeito à servidão; pois Deus nos chamou em paz.
1Co 7.16 Pois, como sabes tu, ó mulher, se salvarás teu marido? ou, como sabes tu, ó marido, se salvarás tua mulher?
1Co 7.17 Somente ande cada um como o Senhor lhe repartiu, cada um como Deus o chamou. E é isso o que ordeno em todas as igrejas.
1Co 7.18 Foi chamado alguém, estando circuncidado? permaneça assim. Foi alguém chamado na incircuncisão? não se circuncide.
1Co 7.19 A circuncisão nada é, e também a incircuncisão nada é, mas sim a observância dos mandamentos de Deus.
1Co 7.20 Cada um fique no estado em que foi chamado.
1Co 7.21 Foste chamado sendo escravo? não te dê cuidado; mas se ainda podes tornar-te livre, aproveita a oportunidade.
1Co 7.22 Pois aquele que foi chamado no Senhor, mesmo sendo escravo, é um liberto do Senhor; e assim também o que foi chamado sendo livre, escravo é de Cristo.
1Co 7.23 Por preço fostes comprados; mas vos façais escravos de homens.
1Co 7.24 Irmãos, cada um fique diante de Deus no estado em que foi chamado.
1Co 7.25 Ora, quanto às virgens, não tenho mandamento do Senhor; dou, porém, o meu parecer, como quem tem alcançado misericórdia do Senhor para ser fiel.
1Co 7.26 Acho, pois, que é bom, por causa da instante necessidade, que a pessoa fique como está.
1Co 7.27 Estás ligado a mulher? não procures separação. Estás livre de mulher? não procures casamento.
1Co 7.28 Mas, se te casares, não pecaste; e, se a virgem se casar, não pecou. Todavia estes padecerão tribulação na carne e eu quisera poupar-vos.
1Co 7.29 Isto, porém, vos digo, irmãos, que o tempo se abrevia; pelo que, doravante, os que têm mulher sejam como se não a tivessem;
1Co 7.30 os que choram, como se não chorassem; os que folgam, como se não folgassem; os que compram, como se não possuíssem;
1Co 7.31 e os que usam deste mundo, como se dele não usassem em absoluto, porque a aparência deste mundo passa.
1Co 7.32 Pois quero que estejais livres de cuidado. Quem não é casado cuida das coisas do Senhor, em como há de agradar ao Senhor,
1Co 7.33 mas quem é casado cuida das coisas do mundo, em como há de agradar a sua mulher,
1Co 7.34 e está dividido. A mulher não casada e a virgem cuidam das coisas do Senhor para serem santas, tanto no corpo como no espírito; a casada, porém, cuida das coisas do mundo, em como há de agradar ao marido.
1Co 7.35 E digo isto para proveito vosso; não para vos enredar, mas para o que é decente, e a fim de poderdes dedicar-vos ao Senhor sem distração alguma.
1Co 7.36 Mas, se alguém julgar que lhe é desairoso conservar solteira a sua filha donzela, se ela estiver passando da idade de se casar, e se for necessário, faça o que quiser; não peca; casem-se.
1Co 7.37 Todavia aquele que está firme em seu coração, não tendo necessidade, mas tendo domínio sobre a sua própria vontade, se resolver no seu coração guardar virgem sua filha, fará bem.
1Co 7.38 De modo que aquele que dá em casamento a sua filha donzela, faz bem; mas o que não a der, fará melhor.
1Co 7.39 A mulher está ligada enquanto o marido vive; mas se falecer o marido, fica livre para casar com quem quiser, contanto que seja no Senhor.
1Co 7.40 Será, porém, mais feliz se permanecer como está, segundo o meu parecer, e eu penso que também tenho o Espírito de Deus.
I CORÍNTIOS 8
COISAS SACRIFICADAS AOS ÍDOLOS
1Co 8.1 Ora, no tocante às coisas sacrificadas aos ídolos, sabemos que todos temos ciência. A ciência incha, mas o amor edifica.
1Co 8.2 Se alguém cuida saber alguma coisa, ainda não sabe como convém saber.
1Co 8.3 Mas, se alguém ama a Deus, esse é conhecido dele.
1Co 8.4 Quanto, pois, ao comer das coisas sacrificadas aos ídolos, sabemos que o ídolo nada é no mundo, e que não há outro Deus, senão um só.
1Co 8.5 Pois, ainda que haja também alguns que se chamem deuses, quer no céu quer na terra (como há muitos deuses e muitos senhores),
1Co 8.6 todavia para nós há um só Deus, o Pai, de quem são todas as coisas e para quem nós vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual existem todas as coisas, e por ele nós também.
1Co 8.7 Entretanto, nem em todos há esse conhecimento; pois alguns há que, acostumados até agora com o ídolo, comem como de coisas sacrificadas a um ídolo; e a sua consciência, sendo fraca, contamina-se.
1Co 8.8 Não é, porém, a comida que nos há de recomendar a Deus; pois não somos piores se não comermos, nem melhores se comermos.
1Co 8.9 Mas, vede que essa liberdade vossa não venha a ser motivo de tropeço para os fracos.
1Co 8.10 Porque, se alguém te vir a ti, que tens ciência, reclinado à mesa em templo de ídolos, não será induzido, sendo a sua consciência fraca, a comer das coisas sacrificadas aos ídolos?
1Co 8.11 Pela tua ciência, pois, perece aquele que é fraco, o teu irmão por quem Cristo morreu.
1Co 8.12 Ora, pecando assim contra os irmãos, e ferindo-lhes a consciência quando fraca, pecais contra Cristo.
1Co 8.13 Pelo que, se a comida fizer tropeçar a meu irmão, nunca mais comerei carne, para não servir de tropeço a meu irmão.
I CORÍNTIOS 9
OS DIREITOS DOS APÓSTOLOS
1Co 9.1 Não sou eu livre? Não sou apóstolo? Não vi eu a Jesus nosso Senhor? Não sois vós obra minha no Senhor?
1Co 9.2 Se eu não sou apóstolo para os outros, ao menos para vós o sou; porque vós sois o selo do meu apostolado no Senhor.
1Co 9.3 Esta é a minha defesa para com os que me acusam.
1Co 9.4 Não temos nós direito de comer e de beber?
1Co 9.5 Não temos nós direito de levar conosco esposa crente, como também os demais apóstolos, e os irmãos do Senhor, e Cefas?
1Co 9.6 Ou será que só eu e Barnabé não temos direito de deixar de trabalhar?
1Co 9.7 Quem jamais vai à guerra à sua própria custa? Quem planta uma vinha e não come do seu fruto? Ou quem apascenta um rebanho e não se alimenta do leite do rebanho?
1Co 9.8 Porventura digo eu isto como homem? Ou não diz a lei também o mesmo?
1Co 9.9 Pois na lei de Moisés está escrito: Não atarás a boca do boi quando debulha. Porventura está Deus cuidando dos bois?
1Co 9.10 Ou não o diz certamente por nós? Com efeito, é por amor de nós que está escrito; porque o que lavra deve debulhar com esperança de participar do fruto.
1Co 9.11 Se nós semeamos para vós as coisas espirituais, será muito que de vós colhamos as matérias?
1Co 9.12 Se outros participam deste direito sobre vós, por que não nós com mais justiça? Mas nós nunca usamos deste direito; antes suportamos tudo, para não pormos impedimento algum ao evangelho de Cristo.
1Co 9.13 Não sabeis vós que os que administram o que é sagrado comem do que é do templo? E que os que servem ao altar, participam do altar?
1Co 9.14 Assim ordenou também o Senhor aos que anunciam o evangelho, que vivam do evangelho.
1Co 9.15 Mas eu de nenhuma destas coisas tenho usado. Nem escrevo isto para que assim se faça comigo; porque melhor me fora morrer, do que alguém fazer vã esta minha glória.
1Co 9.16 Pois, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, porque me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho!
1Co 9.17 Se, pois, o faço de vontade própria, tenho recompensa; mas, se não é de vontade própria, estou apenas incumbido de uma mordomia.
1Co 9.18 Logo, qual é a minha recompensa? É que, pregando o evangelho, eu o faça gratuitamente, para não usar em absoluto do meu direito no evangelho.
1Co 9.19 Pois, sendo livre de todos, fiz-me escravo de todos para ganhar o maior número possível:
1Co 9.20 Fiz-me como judeu para os judeus, para ganhar os judeus; para os que estão debaixo da lei, como se estivesse eu debaixo da lei (embora debaixo da lei não esteja), para ganhar os que estão debaixo da lei;
1Co 9.21 para os que estão sem lei, como se estivesse sem lei (não estando sem lei para com Deus, mas debaixo da lei de Cristo), para ganhar os que estão sem lei.
1Co 9.22 Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para por todos os meios chegar a salvar alguns.
1Co 9.23 Ora, tudo faço por causa do evangelho, para dele tornar-me co-participante.
1Co 9.24 Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só é que recebe o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis.
1Co 9.25 E todo aquele que luta, exerce domínio próprio em todas as coisas; ora, eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível, nós, porém, uma incorruptível.
1Co 9.26 Pois eu assim corro, não como indeciso; assim combato, não como batendo no ar.
1Co 9.27 Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à submissão, para que, depois de pregar a outros, eu mesmo não venha a ficar reprovado.
I CORÍNTIOS 10
AVISOS DA HISTÓRIA DE ISRAEL
1Co 10.1 Pois não quero, irmãos, que ignoreis que nossos pais estiveram todos debaixo da nuvem, e todos passaram pelo mar;
1Co 10.2 e, na nuvem e no mar, todos foram batizados em Moisés,
1Co 10.3 e todos comeram do mesmo alimento espiritual;
1Co 10.4 e beberam todos da mesma bebida espiritual, porque bebiam da pedra espiritual que os acompanhava; e a pedra era Cristo.
1Co 10.5 Mas Deus não se agradou da maior parte deles; pelo que foram prostrados no deserto.
1Co 10.6 Ora, estas coisas nos foram feitas para exemplo, a fim de que não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram.
1Co 10.7 Não vos torneis, pois, idólatras, como alguns deles, conforme está escrito: O povo assentou-se a comer e a beber, e levantou-se para folgar.
1Co 10.8 Nem nos prostituamos, como alguns deles fizeram; e caíram num só dia vinte e três mil.
1Co 10.9 E não tentemos o Senhor, como alguns deles o tentaram, e pereceram pelas serpentes.
1Co 10.10 E não murmureis, como alguns deles murmuraram, e pereceram pelo destruidor.
1Co 10.11 Ora, tudo isto lhes acontecia como exemplo, e foi escrito para aviso nosso, para quem já são chegados os fins dos séculos.
1Co 10.12 Aquele, pois, que pensa estar em pé, olhe não caia.
1Co 10.13 Não vos sobreveio nenhuma tentação, senão humana; mas fiel é Deus, o qual não deixará que sejais tentados acima do que podeis resistir, antes com a tentação dará também o meio de saída, para que a possais suportar.
A IDOLATRIA E O CULTO DE DEMÔNIOS
1Co 10.14 Portanto, meus amados, fugi da idolatria.
1Co 10.15 Falo como a entendidos; julgai vós mesmos o que digo.
1Co 10.16 Porventura o cálice de bênção que abençoamos, não é a comunhão do sangue de Cristo? O pão que partimos, não é porventura a comunhão do corpo de Cristo?
1Co 10.17 Pois nós, embora muitos, somos um só pão, um só corpo; porque todos participamos de um mesmo pão.
1Co 10.18 Vede a Israel segundo a carne; os que comem dos sacrifícios não são porventura participantes do altar?
1Co 10.19 Mas que digo? Que o sacrificado ao ídolo é alguma coisa? Ou que o ídolo é alguma coisa?
1Co 10.20 Antes digo que as coisas que eles sacrificam, sacrificam-nas a demônios, e não a Deus. E não quero que sejais participantes com os demônios.
1Co 10.21 Não podeis beber do cálice do Senhor e do cálice de demônios; não podeis participar da mesa do Senhor e da mesa de demônios.
A LIBERDADE CRISTÃ
1Co 10.22 Ou provocaremos a zelos o Senhor? Somos, porventura, mais fortes do que ele?
1Co 10.23 Todas as coisas são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas são lícitas, mas nem todas as coisas edificam.
1Co 10.24 Ninguém busque o proveito próprio, antes cada um o de outrem.
1Co 10.25 Comei de tudo quanto se vende no mercado, nada perguntando por causa da consciência.
1Co 10.26 Pois do Senhor é a terra e a sua plenitude.
1Co 10.27 Se, portanto, algum dos incrédulos vos convidar, e quiserdes ir, comei de tudo o que se puser diante de vós, nada perguntando por causa da consciência.
1Co 10.28 Mas, se alguém vos disser: Isto foi oferecido em sacrifício; não comais por causa daquele que vos advertiu e por causa da consciência;
1Co 10.29 consciência, digo, não a tua, mas a do outro. Pois, por que há de ser julgada a minha liberdade pela consciência de outrem?
1Co 10.30 E, se eu com gratidão participo, por que sou vilipendiado por causa daquilo por que dou graças?
1Co 10.31 Portanto, quer comais quer bebais, ou façais, qualquer outra coisa, fazei tudo para glória de Deus.
1Co 10.32 Não vos torneis causa de tropeço nem a judeus, nem a gregos, nem a igreja de Deus;
1Co 10.33 assim como também eu em tudo procuro agradar a todos, não buscando o meu próprio proveito, mas o de muitos, para que sejam salvos.
I CORÍNTIOS 11
O USO DE VÉU NA IGREJA DE CORINTO
1Co 11.1 Sede meus imitadores, como também eu o sou de Cristo.
1Co 11.2 Ora, eu vos louvo, porque em tudo vos lembrais de mim, e guardais os preceitos assim como vo-los entreguei.
1Co 11.3 Quero porém, que saibais que Cristo é a cabeça de todo homem, o homem a cabeça da mulher, e Deus a cabeça de Cristo.
1Co 11.4 Todo homem que ora ou profetiza com a cabeça coberta desonra a sua cabeça.
1Co 11.5 Mas toda mulher que ora ou profetiza com a cabeça descoberta desonra a sua cabeça, porque é a mesma coisa como se estivesse rapada.
1Co 11.6 Portanto, se a mulher não se cobre com véu, tosquie-se também; se, porém, para a mulher é vergonhoso ser tosquiada ou rapada, cubra-se com véu.
1Co 11.7 Pois o homem, na verdade, não deve cobrir a cabeça, porque é a imagem e glória de Deus; mas a mulher é a glória do homem.
1Co 11.8 Porque o homem não proveio da mulher, mas a mulher do homem;
1Co 11.9 nem foi o homem criado por causa da mulher, mas sim, a mulher por causa do homem.
1Co 11.10 Portanto, a mulher deve trazer sobre a cabeça um sinal de submissão, por causa dos anjos.
1Co 11.11 Todavia, no Senhor, nem a mulher é independente do homem, nem o homem é independente da mulher.
1Co 11.12 pois, assim como a mulher veio do homem, assim também o homem nasce da mulher, mas tudo vem de Deus.
1Co 11.13 julgai entre vós mesmos: é conveniente que uma mulher com a cabeça descoberta ore a Deus?
1Co 11.14 Não vos ensina a própria natureza que se o homem tiver cabelo comprido, é para ele uma desonra;
1Co 11.15 mas se a mulher tiver o cabelo comprido, é para ela uma glória? Pois a cabeleira lhe foi dada em lugar de véu.
1Co 11.16 Mas, se alguém quiser ser contencioso, nós não temos tal costume, nem tampouco as igrejas de Deus.
A CEIA DO SENHOR
1Co 11.17 Nisto, porém, que vou dizer-vos não vos louvo; porquanto vos ajuntais, não para melhor, mas para pior.
1Co 11.18 Porque, antes de tudo, ouço que quando vos ajuntais na igreja há entre vós dissensões; e em parte o creio.
1Co 11.19 E até importa que haja entre vós facções, para que os aprovados se tornem manifestos entre vós.
1Co 11.20 De sorte que, quando vos ajuntais num lugar, não é para comer a ceia do Senhor;
1Co 11.21 porque quando comeis, cada um toma antes de outrem a sua própria ceia; e assim um fica com fome e outro se embriaga.
1Co 11.22 Não tendes porventura casas onde comer e beber? Ou desprezais a igreja de Deus, e envergonhais os que nada têm? Que vos direi? Louvar-vos-ei? Nisto não vos louvo.
1Co 11.23 Porque eu recebi do Senhor o que também vos entreguei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou pão;
1Co 11.24 e, havendo dado graças, o partiu e disse: Isto é o meu corpo que é por vós; fazei isto em memória de mim.
1Co 11.25 Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é o novo pacto no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que o beberdes, em memória de mim.
1Co 11.26 Porque todas as vezes que comerdes deste pão e beberdes do cálice estareis anunciando a morte do Senhor, até que ele venha.
1Co 11.27 De modo que qualquer que comer do pão, ou beber do cálice do Senhor indignamente, será culpado do corpo e do sangue do Senhor.
1Co 11.28 Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma do pão e beba do cálice.
1Co 11.29 Porque quem come e bebe, come e bebe para sua própria condenação, se não discernir o corpo do Senhor.
1Co 11.30 Por causa disto há entre vós muitos fracos e enfermos, e muitos que dormem.
1Co 11.31 Mas, se nós nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados;
1Co 11.32 quando, porém, somos julgados pelo Senhor, somos corrigidos, para não sermos condenados com o mundo.
1Co 11.33 Portanto, meus irmãos, quando vos ajuntais para comer, esperai uns pelos outros.
1Co 11.34 Se algum tiver fome, coma em casa, a fim de que não vos reunais para condenação vossa. E as demais coisas eu as ordenarei quando for.
I CORÍNTIOS 12
DONS ESPIRITUAIS
1Co 12.1 Ora, a respeito dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes.
1Co 12.2 Vós sabeis que, quando éreis gentios, vos desviáveis para os ídolos mudos, conforme éreis levados.
1Co 12.3 Portanto vos quero fazer compreender que ninguém, falando pelo Espírito de Deus, diz: Jesus é anátema! e ninguém pode dizer: Jesus é o Senhor! senão pelo Espírito Santo.
1Co 12.4 Ora, há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo.
1Co 12.5 E há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo.
1Co 12.6 E há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos.
1Co 12.7 A cada um, porém, é dada a manifestação do Espírito para o proveito comum.
1Co 12.8 Porque a um, pelo Espírito, é dada a palavra da sabedoria; a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra da ciência;
1Co 12.9 a outro, pelo mesmo Espírito, a fé; a outro, pelo mesmo Espírito, os dons de curar;
1Co 12.10 a outro a operação de milagres; a outro a profecia; a outro o dom de discernir espíritos; a outro a variedade de línguas; e a outro a interpretação de línguas.
1Co 12.11 Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, distribuindo particularmente a cada um como quer.
UM SÓ CORPO, MUITOS MEMBROS
1Co 12.12 Porque, assim como o corpo é um, e tem muitos membros, e todos os membros do corpo, embora muitos, formam um só corpo, assim também é Cristo.
1Co 12.13 Pois em um só Espírito fomos todos nós batizados em um só corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos quer livres; e a todos nós foi dado beber de um só Espírito.
1Co 12.14 Porque também o corpo não é um membro, mas muitos.
1Co 12.15 Se o pé disser: Porque não sou mão, não sou do corpo; nem por isso deixará de ser do corpo.
1Co 12.16 E se a orelha disser: Porque não sou olho, não sou do corpo; nem por isso deixará de ser do corpo.
1Co 12.17 Se o corpo todo fosse olho, onde estaria o ouvido? Se todo fosse ouvido, onde estaria o olfato?
1Co 12.18 Mas agora Deus colocou os membros no corpo, cada um deles como quis.
1Co 12.19 E, se todos fossem um só membro, onde estaria o corpo?
1Co 12.20 Agora, porém, há muitos membros, mas um só corpo.
1Co 12.21 E o olho não pode dizer à mão: Não tenho necessidade de ti; nem ainda a cabeça aos pés: Não tenho necessidade de vós.
1Co 12.22 Antes, os membros do corpo que parecem ser mais fracos são necessários;
1Co 12.23 e os membros do corpo que reputamos serem menos honrados, a esses revestimos com muito mais honra; e os que em nós não são decorosos têm muito mais decoro,
1Co 12.24 ao passo que os decorosos não têm necessidade disso. Mas Deus assim formou o corpo, dando muito mais honra ao que tinha falta dela,
1Co 12.25 para que não haja divisão no corpo, mas que os membros tenham igual cuidado uns dos outros.
1Co 12.26 De maneira que, se um membro padece, todos os membros padecem com ele; e, se um membro é honrado, todos os membros se regozijam com ele.
1Co 12.27 Ora, vós sois corpo de Cristo, e individualmente seus membros.
1Co 12.28 E a uns pôs Deus na igreja, primeiramente apóstolos, em segundo lugar profetas, em terceiro mestres, depois operadores de milagres, depois dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas.
1Co 12.29 Porventura são todos apóstolos? são todos profetas? são todos mestres? são todos operadores de milagres?
1Co 12.30 Todos têm dons de curar? falam todos em línguas? interpretam todos?
1Co 12.31 Mas procurai com zelo os maiores dons. Ademais, eu vos mostrarei um caminho sobremodo excelente.
I CORÍNTIOS 13
AMOR
1Co 13.1 Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o címbalo que retine.
1Co 13.2 E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
1Co 13.3 E ainda que distribuísse todos os meus bens para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
1Co 13.4 O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não se vangloria, não se ensoberbece,
1Co 13.5 não se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal;
1Co 13.6 não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade;
1Co 13.7 tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
1Co 13.8 O amor jamais acaba; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;
1Co 13.9 porque, em parte conhecemos, e em parte profetizamos;
1Co 13.10 mas, quando vier o que é perfeito, então o que é em parte será aniquilado.
1Co 13.11 Quando eu era menino, pensava como menino; mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.
1Co 13.12 Porque agora vemos como por espelho, em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei plenamente, como também sou plenamente conhecido.
1Co 13.13 Agora, pois, permanecem a fé, a esperança, o amor, estes três; mas o maior destes é o amor.
I CORÍNTIOS 14
OS DONS DE PROFECIAS E DE LÍNGUAS
1Co 14.1 Segui o amor; e procurai com zelo os dons espirituais, mas principalmente o de profetizar.
1Co 14.2 Porque o que fala em língua não fala aos homens, mas a Deus; pois ninguém o entende; porque em espírito fala mistérios.
1Co 14.3 Mas o que profetiza fala aos homens para edificação, exortação e consolação.
1Co 14.4 O que fala em língua edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza edifica a igreja.
1Co 14.5 Ora, quero que todos vós faleis em línguas, mas muito mais que profetizeis, pois quem profetiza é maior do que aquele que fala em línguas, a não ser que também intercede para que a igreja receba edificação.
1Co 14.6 E agora, irmãos, se eu for ter convosco falando em línguas, de que vos aproveitarei, se vos não falar ou por meio de revelação, ou de ciência, ou de profecia, ou de doutrina?
1Co 14.7 Ora, até as coisas inanimadas, que emitem som, seja flauta, seja cítara, se não formarem sons distintos, como se conhecerá o que se toca na flauta ou na cítara?
1Co 14.8 Porque, se a trombeta der sonido incerto, quem se preparará para a batalha?
1Co 14.9 Assim também vós, se com a língua não pronunciardes palavras bem inteligíveis, como se entenderá o que se diz? porque estareis como que falando ao ar.
1Co 14.10 Há, por exemplo, tantas espécies de vozes no mundo, e nenhuma delas sem significação.
1Co 14.11 Se, pois, eu não souber o sentido da voz, serei estrangeiro para aquele que fala, e o que fala será estrangeiro para mim.
1Co 14.12 Assim também vós, já que estais desejosos de dons espirituais, procurai abundar neles para a edificação da igreja.
1Co 14.13 Por isso, o que fala em língua, ore para que a possa interpretar.
1Co 14.14 Porque se eu orar em língua, o meu espírito ora, sim, mas o meu entendimento fica infrutífero.
1Co 14.15 Que fazer, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento.
1Co 14.16 De outra maneira, se tu bendisseres com o espírito, como dirá o amém sobre a tua ação de graças aquele que ocupa o lugar de indouto, visto que não sabe o que dizes?
1Co 14.17 Porque realmente tu dás bem as graças, mas o outro não é edificado.
1Co 14.18 Dou graças a Deus, que falo em línguas mais do que vós todos.
1Co 14.19 Todavia na igreja eu antes quero falar cinco palavras com o meu entendimento, para que possa também instruir os outros, do que dez mil palavras em língua.
1Co 14.20 Irmãos, não sejais meninos no entendimento; na malícia, contudo, sede criancinhas, mas adultos no entendimento.
1Co 14.21 Está escrito na lei: Por homens de outras línguas e por lábios de estrangeiros falarei a este povo; e nem assim me ouvirão, diz o Senhor.
1Co 14.22 De modo que as línguas são um sinal, não para os crentes, mas para os incrédulos; a profecia, porém, não é sinal para os incrédulos, mas para os crentes.
1Co 14.23 Se, pois, toda a igreja se reunir num mesmo lugar, e todos falarem em línguas, e entrarem indoutos ou incrédulos, não dirão porventura que estais loucos?
1Co 14.24 Mas, se todos profetizarem, e algum incrédulo ou indouto entrar, por todos é convencido, por todos é julgado;
1Co 14.25 os segredos do seu coração se tornam manifestos; e assim, prostrando-se sobre o seu rosto, adorará a Deus, declarando que Deus está verdadeiramente entre vós.
A NECESSIDADE DE ORDEM NO CULTO
1Co 14.26 Que fazer, pois, irmãos? Quando vos congregais, cada um de vós tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação.
1Co 14.27 Se alguém falar em língua, faça-se isso por dois, ou quando muito três, e cada um por sua vez, e haja um que interprete.
1Co 14.28 Mas, se não houver intérprete, esteja calado na igreja, e fale consigo mesmo, e com Deus.
1Co 14.29 E falem os profetas, dois ou três, e os outros julguem.
1Co 14.30 Mas se a outro, que estiver sentado, for revelada alguma coisa, cale-se o primeiro.
1Co 14.31 Porque todos podereis profetizar, cada um por sua vez; para que todos aprendam e todos sejam consolados;
1Co 14.32 pois os espíritos dos profetas estão sujeitos aos profetas;
1Co 14.33 porque Deus não é Deus de confusão, mas sim de paz. Como em todas as igrejas dos santos,
1Co 14.34 as mulheres estejam caladas nas igrejas; porque lhes não é permitido falar; mas estejam submissas como também ordena a lei.
1Co 14.35 E, se querem aprender alguma coisa, perguntem em casa a seus próprios maridos; porque é indecoroso para a mulher o falar na igreja.
1Co 14.36 Porventura foi de vós que partiu a palavra de Deus? Ou veio ela somente para vós?
1Co 14.37 Se alguém se considera profeta, ou espiritual, reconheça que as coisas que vos escrevo são mandamentos do Senhor.
1Co 14.38 Mas, se alguém ignora isto, ele é ignorado.
1Co 14.39 Portanto, irmãos, procurai com zelo o profetizar, e não proibais o falar em línguas.
1Co 14.40 Mas faça-se tudo decentemente e com ordem.
I CORÍNTIOS 15
A RESSURREIÇÃO
1Co 15.1 Ora, eu vos lembro, irmãos, o evangelho que já vos anunciei; o qual também recebestes, e no qual perseverais,
1Co 15.2 pelo qual também sois salvos, se é que o conservais tal como vo-lo anunciei; se não é que crestes em vão.
1Co 15.3 Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras;
1Co 15.4 que foi sepultado; que foi ressuscitado ao terceiro dia, segundo as Escrituras;
1Co 15.5 que apareceu a Cefas, e depois aos doze;
1Co 15.6 depois apareceu a mais de quinhentos irmãos duma vez, dos quais vive ainda a maior parte, mas alguns já dormiram;
1Co 15.7 depois apareceu a Tiago, então a todos os apóstolos;
1Co 15.8 e por derradeiro de todos apareceu também a mim, como a um abortivo.
1Co 15.9 Pois eu sou o menor dos apóstolos, que nem sou digno de ser chamado apóstolo, porque persegui a igreja de Deus.
1Co 15.10 Mas pela graça de Deus sou o que sou; e a sua graça para comigo não foi vã, antes trabalhei muito mais do que todos eles; todavia não eu, mas a graça de Deus que está comigo.
1Co 15.11 Então, ou seja eu ou sejam eles, assim pregamos e assim crestes.
1Co 15.12 Ora, se prega que Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, como dizem alguns entre vós que não há ressurreição de mortos?
1Co 15.13 Mas se não há ressurreição de mortos, também Cristo não foi ressuscitado.
1Co 15.14 E, se Cristo não foi ressuscitado, logo é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé.
1Co 15.15 E assim somos também considerados como falsas testemunhas de Deus que ele ressuscitou a Cristo, ao qual, porém, não ressuscitou, se, na verdade, os mortos não são ressuscitados.
1Co 15.16 Porque, se os mortos não são ressuscitados, também Cristo não foi ressuscitado.
1Co 15.17 E, se Cristo não foi ressuscitado, é vã a vossa fé, e ainda estais nos vossos pecados.
1Co 15.18 Logo, também os que dormiram em Cristo estão perdidos.
1Co 15.19 Se é só para esta vida que esperamos em Cristo, somos de todos os homens os mais dignos de lástima.
1Co 15.20 Mas na realidade Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, sendo ele as primícias dos que dormem.
1Co 15.21 Porque, assim como por um homem veio a morte, também por um homem veio a ressurreição dos mortos.
1Co 15.22 Pois como em Adão todos morrem, do mesmo modo em Cristo todos serão vivificados.
1Co 15.23 Cada um, porém, na sua ordem: Cristo as primícias, depois os que são de Cristo, na sua vinda.
1Co 15.24 Então virá o fim quando ele entregar o reino a Deus o Pai, quando houver destruído todo domínio, e toda autoridade e todo poder.
1Co 15.25 Pois é necessário que ele reine até que haja posto todos os inimigos debaixo de seus pés.
1Co 15.26 Ora, o último inimigo a ser destruído é a morte.
1Co 15.27 Pois se lê: Todas as coisas sujeitou debaixo de seus pés. Mas, quando diz: Todas as coisas lhe estão sujeitas, claro está que se excetua aquele que lhe sujeitou todas as coisas.
1Co 15.28 E, quando todas as coisas lhe estiverem sujeitas, então também o próprio Filho se sujeitará àquele que todas as coisas lhe sujeitou, para que Deus seja tudo em todos.
1Co 15.29 De outra maneira, que farão os que se batizam pelos mortos? Se absolutamente os mortos não ressuscitam, por que então se batizam por eles?
1Co 15.30 E por que nos expomos também nós a perigos a toda hora?
1Co 15.31 Eu vos declaro, irmãos, pela glória que de vós tenho em Cristo Jesus nosso Senhor, que morro todos os dias.
1Co 15.32 Se, como homem, combati em Éfeso com as feras, que me aproveita isso? Se os mortos não são ressuscitados, comamos e bebamos, porque amanhã morreremos.
1Co 15.33 Não vos enganeis. As más companhias corrompem os bons costumes.
1Co 15.34 Acordai para a justiça e não pequeis mais; porque alguns ainda não têm conhecimento de Deus; digo-o para vergonha vossa.
1Co 15.35 Mas alguém dirá: Como ressuscitam os mortos? e com que qualidade de corpo vêm?
1Co 15.36 Insensato! o que tu semeias não é vivificado, se primeiro não morrer.
1Co 15.37 E, quando semeias, não semeias o corpo que há de nascer, mas o simples grão, como o de trigo, ou o de outra qualquer semente.
1Co 15.38 Mas Deus lhe dá um corpo como lhe aprouve, e a cada uma das sementes um corpo próprio.
1Co 15.39 Nem toda carne é uma mesma carne; mas uma é a carne dos homens, outra a carne dos animais, outra a das aves e outra a dos peixes.
1Co 15.40 Também há corpos celestes e corpos terrestres, mas uma é a glória dos celestes e outra a dos terrestres.
1Co 15.41 Uma é a glória do sol, outra a glória da lua e outra a glória das estrelas; porque uma estrela difere em glória de outra estrela.
1Co 15.42 Assim também é a ressurreição, é ressuscitado em incorrupção.
1Co 15.43 Semeia-se em ignomínia, é ressuscitado em glória. Semeia-se em fraqueza, é ressuscitado em poder.
1Co 15.44 Semeia-se corpo animal, é ressuscitado corpo espiritual. Se há corpo animal, há também corpo espiritual.
1Co 15.45 Assim também está escrito: O primeiro homem, Adão, tornou-se alma vivente; o último Adão, espírito vivificante.
1Co 15.46 Mas não é primeiro o espiritual, senão o animal; depois o espiritual.
1Co 15.47 O primeiro homem, sendo da terra, é terreno; o segundo homem é do céu.
1Co 15.48 Qual o terreno, tais também os terrenos; e, qual o celestial, tais também os celestiais.
1Co 15.49 E, assim como trouxemos a imagem do terreno, traremos também a imagem do celestial.
1Co 15.50 Mas digo isto, irmãos, que carne e sangue não podem herdar o reino de Deus; nem a corrupção herda a incorrupção.
1Co 15.51 Eis aqui vos digo um mistério: Nem todos dormiremos mas todos seremos transformados,
1Co 15.52 num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos serão ressuscitados incorruptíveis, e nós seremos transformados.
1Co 15.53 Porque é necessário que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade e que isto que é mortal se revista da imortalidade.
1Co 15.54 Mas, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então se cumprirá a palavra que está escrito: Tragada foi a morte na vitória.
1Co 15.55 Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão?
1Co 15.56 O aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei.
1Co 15.57 Mas graça a Deus que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo.
1Co 15.58 Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.
I CORÍNTIOS 16
AS COLETAS PARA OS CRENTES DE JERUSALÉM
1Co 16.1 Ora, quanto à coleta para os santos fazei vós também o mesmo que ordenei às igrejas da Galiléia.
1Co 16.2 No primeiro dia da semana cada um de vós ponha de parte o que puder, conforme tiver prosperado, guardando-o, para que se não façam coletas quando eu chegar.
1Co 16.3 E, quando tiver chegado, mandarei os que por carta aprovardes para levar a vossa dádiva a Jerusalém;
1Co 16.4 mas, se valer a pena que eu também vá, irão comigo.
PEDIDOS PESSOAIS
1Co 16.5 Irei, porém, ter convosco depois de ter passado pela Macedônia, pois tenho de passar pela Macedônia;
1Co 16.6 e talvez demore convosco algum tempo, ou mesmo passe o inverno, para que me encaminheis para onde quer que eu for.
1Co 16.7 Pois não quero ver-vos desta vez apenas de passagem, antes espero ficar convosco algum tempo, se o Senhor o permitir.
1Co 16.8 Ficarei, porém, em Éfeso até o Pentecostes;
1Co 16.9 porque uma porta grande e eficaz se me abriu; e há muitos adversários.
1Co 16.10 Ora, se Timóteo for, vede que esteja sem temor entre vós; porque trabalha na obra do Senhor, como eu também,
1Co 16.11 Portanto ninguém o despreze; mas encaminhai-o em paz, para que venha ter comigo, pois o espero com os irmãos.
1Co 16.12 Quanto ao irmão Apolo, roguei-lhe muito que fosse com os irmãos ter convosco; mas de modo algum quis ir agora; irá porém, quando se lhe ofereça boa ocasião.
1Co 16.13 Vigiai, estai firmes na fé, portai-vos varonilmente, sede fortes.
1Co 16.14 Todas as vossas obras sejam feitas em amor.
1Co 16.15 Agora vos rogo, irmãos - pois sabeis que a família de Estéfanas é as primícias da Acaía, e que se tem dedicado ao ministério dos santos-
1Co 16.16 que também vos sujeiteis aos tais, e a todo aquele que auxilia na obra e trabalha.
1Co 16.17 Regozijo-me com a vinda de Estéfanas, de Fortunato e de Acaico; porque estes supriram o que da vossa parte me faltava.
1Co 16.18 Porque recrearam o meu espírito assim como o vosso. Reconhecei, pois, aos tais.
1Co 16.19 As igrejas da Ásia vos saúdam. Saúdam-vos afetuosamente no Senhor Aqüila e Prisca, com a igreja que está em sua casa.
1Co 16.20 Todos os irmãos vos saúdam. Saudai-vos uns aos outros com ósculo santo.
1Co 16.21 Esta saudação é de meu próprio punho, Paulo.
1Co 16.22 Se alguém não ama ao Senhor, seja anátema! Maranata.
1Co 16.23 A graça do Senhor Jesus seja convosco.
1Co 16.24 O meu amor seja com todos vós em Cristo Jesus.

http://www.geniais.com/Biblia/1co.htm
avatar
Lourival soldado cristão

Mensagens : 11134
Pontos : 24554
Data de inscrição : 23/12/2009
Idade : 59
Localização : Sao paulo

http://ccbsemcensurasnaspeg.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Uso Inconseqüente da Língua

Mensagem por Lourival soldado cristão em 11th Novembro 2011, 6:16 pm

Dizem que a verdade está na bíblia ,outra parte diz assim conhecereis a verdade e a verdade vos libertará ,e tem um povo que diz assim ....1. Nós cremos na inteira Bíblia e aceitamo-la como infalível Palavra de Deus, inspirada pelo Espírito Santo. A Palavra de Deus é única e perfeita guia a nossa fé e conduta, e a Ela nada se pode acrescentar ou d'Ela diminuir. É, também, o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê. (II Pedro, 121, II Tim., 3:16,17; Rom. 1:16). por anos me ensinaram assim ,irmão aqui é a graça de Deus ,veja ele está falando uma afirmação um local ,irmão aqui é o caminho ,irmão essa graça não é para quem quer e nem corre mas que Deus se usa de misericórdia ,irmão aqui é a casa do Senhor,irmão só aqui que tem a verdadeira doutrina etc etc etc e assim vem por anos seguindo este ensino e hoje eu combato pois são afirmações com teor de heresia ,pois não especifica faz insinuações,eu acredito que vocês entende de que ensino eu estou falando ,que diz acreditar na bíblia e diz heresias como essa ..... Sempre temos considerado que todos sejam batisados segundo o Senhor nos tem feito claro desde o princípio desta Obra. O Senhor nos guiou em que só sejam considerados nossos irmãos aqueles que se batisam entre nós. Na obra de Deus não temos parentes nem amigos, todos somos iguaes e quem não está na doutrina não é considerado como irmão nem tem liberdade nos cultos.
mas veja se eu discordar disto estou caluniando a minha denominação,ou meu irmão ,falar de uso e costumes combater heresias é caluniar ,eu fico com a verdade que é a bíblia que é a palavra que é Cristo , tenho que viver pela minha fé e crença ,pois o mesmo Deus diz que sem fé é impossível agradar a Deus ,não posso viver só pela fé dos outros , que não está em Cristo , se eu confiar em uma denominação só no que ela diz e não conferir as escrituras ,eu estou amontoando brasas de pecados sobre a minha cabeça , como é que fica as escrituras que é a nossa regra de Fé e lá diz que crer em Jesus e for batizado será salvo ,? lá está escrito que a graça é o favor imerecido ,que Jesus é o caminho ,que só ele salva etc etc etc temos uma história paralela a Bíblia que é a igreja de Jesus durante este tempo todo ,desde os apóstolos as perseguições aos Cristãos ,a oficialização do Cristianismo por Constantino a igreja ICAR a reforma de Lutero e outros os grandes movimentos evangélicos através da história por muitas denominações ,e reformas de reformas dissidências de dissidências Cristã ,até chegar ao que vemos hoje CCBAD IMPD etc etc etc em si elas não são nada são apenas denominações ,pois o que deve reger a vida de um Crente ...deveria ser isso ...1. Nós cremos na inteira Bíblia e aceitamo-la como infalível Palavra de Deus, inspirada pelo Espírito Santo. A Palavra de Deus é única e perfeita guia a nossa fé e conduta, e a Ela nada se pode acrescentar ou d'Ela diminuir. É, também, o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê. (II Pedro, 121, II Tim., 3:16,17; Rom. 1:16).
avatar
Lourival soldado cristão

Mensagens : 11134
Pontos : 24554
Data de inscrição : 23/12/2009
Idade : 59
Localização : Sao paulo

http://ccbsemcensurasnaspeg.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Uso Inconseqüente da Língua

Mensagem por BRASIL2011 em 12th Novembro 2011, 6:52 am

irmãos no nosso meio vemos irmãos que anda quinem o raimundo, um pé na graça e outro no mundo, e fala linguas o culto todo, será que vem de DEUS? não sei não também a gente vé em outras denominações que pessoas que ainda não são batisadas falam em linguas, é muita confusão, serta vez estava houvindo uma pregação do bispo edir macedo derrepente ele falou, agora vou falar em linguas, raca,raca,raca,racaraca,e a multidão entrava em delirio, irmãos aquilo era tudo uma falsa, ninguem da ordem ao espirito santo, tem muita emitação coisa do capeta, ficai todos na paz de DEUS
avatar
BRASIL2011

Mensagens : 941
Pontos : 1513
Data de inscrição : 23/05/2011
Idade : 60
Localização : jardim nazaré sp

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Uso Inconseqüente da Língua

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum