NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» ÊTA CICÃO.. MAS O QUE É ISSO?
Hoje à(s) 10:17 am por Jahyr

» MARIELA INVOCADA QUESTIONA
Hoje à(s) 10:15 am por Jahyr

» A DIVINDADE DO SENHOR JESUS
Hoje à(s) 10:11 am por Jahyr

» Uma feliz quinta feira a todos na Paz de Deus.
Hoje à(s) 7:35 am por Paulino

» A DOUTRINA DO CHAPEU
Hoje à(s) 12:13 am por Jahyr

» A CONGREGAÇÃO CRISTÃ É UMA SEITA? PARTE 2
Ontem à(s) 10:49 pm por Jahyr

» DIZIMO E A CCB PARTE 2
Ontem à(s) 10:41 pm por Jahyr

» JOSIVAL ESTÁ INCONFORMADO - ACHA QUE SOU UM PERSEGUIDOR
Ontem à(s) 10:40 pm por Jahyr

» COROA DA VIDA ETERNA EXISTE? NÃO! NÃO EXISTE!
Ontem à(s) 10:37 pm por Jahyr

Julho 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      

Calendário Calendário

Quem está conectado
91 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 91 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 473 em 30th Agosto 2014, 11:05 pm
Social bookmarking

Social bookmarking Digg  Social bookmarking Delicious  Social bookmarking Reddit  Social bookmarking Stumbleupon  Social bookmarking Slashdot  Social bookmarking Yahoo  Social bookmarking Google  Social bookmarking Blinklist  Social bookmarking Blogmarks  Social bookmarking Technorati  

Conservar e compartilhar o endereço de <a href="http://oulorivallan.forumeiros.com/">nas pegadas do mestre JESUS</a> em seu site de social bookmarking

Conservar e compartilhar o endereço de NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS em seu site de social bookmarking

Palavras chave

TRINDADE  oração  DOUTRINA  

Conectar-se

Esqueci minha senha

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Votação
Estatísticas
Temos 4267 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de maranata

Os nossos membros postaram um total de 29680 mensagens em 12621 assuntos

Espírito Santo e o Dom de Línguas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Espírito Santo e o Dom de Línguas

Mensagem por Lourival soldado cristão em 15th Julho 2012, 8:54 am

Espírito Santo e os Dons Necessários
Paulo ensinou e advertiu que os cristãos buscassem com zelo os
dons espirituais. Paulo sabia desta necessidade, porém não desconhecia o
fato de que, nesta busca, se feita desastradamente, fora do plano do
Céu, poderia haver grande confusão e perversão que conduziria a
malefícios para o cristão e a igreja.

Cremos
sinceramente nos dons espirituais. Achamo-los fundamentais e
necessários hoje. Mas como pesquisadores do Livro Santo, receamos que
algumas pessoas estão sendo enganadas pelas artimanhas do maligno.
Os dons espirituais que são necessários à
igreja parece que foram concentrados em apenas dois, o de curar e o de
línguas. Pelo menos, tanto quanto sabemos, são os mais buscados e
desejados. Afirmamos, há necessidade de vigilância, porque, para toda
grande verdade de Deus, Satanás tem criado uma grande mentira, paralela.
Satanás é grande conhecedor da Bíblia, e dela está se valendo para
introduzir suas próprias idéias, e assim alcançar, imperceptivelmente,
seus reais objetivos, cauterizando mentes no engano. Até mesmo em
sua situação simples e sincera, um cristão que busca e se esforça por
obter um dom espiritual pode ser envolvido por este ser que deseja a
todos enganar.

Dom de Línguas

Com relação ao dom de línguas, há flagrante desvirtuação na atualidade,
pois milhares são os que crêem que só se recebe o Espírito Santo se
falar "línguas estranhas". E há mesmo quem afirme que, quem não fala "línguas estranha" é um cristão incompleto, não restaurado, cristão de segunda classe, etc.  Grant é
categórico: "... receber o batismo sem falar línguas estranhas é
impossível... a língua celestial será a senha para a entrada no Céu". O Batismo no Espírito Santo, Grant, págs. 81,97, 99 e 123.



  • Que diz a Bíblia? A doutrina de que cristão que não fala em
    "línguas" não foi batizado pelo Espírito Santo não tem fundamento,
    porque, estes crentes receberam o Espírito Santo e não falaram em "línguas":




João BatistaLucas 1:13 a 17
Maria, a virgem virtuosaLucas 1:34 e 35
Izabel, prima da virgem MariaLucas 1:39 a 41
Zacarias, o pai de João BatistaLucas 1:67 e 68
Jesus Cristo, de forma singularLucas 3:21 e 22; Lucas 4:1 e 2
Os sete diáconos da Igreja apostólicaAtos 6:1 a 7
Estevão, o primeiro mártirAtos 6:8 a 10
Os samaritanosAtos 8:14 a 17
E finalmente, Paulo, o zeloso dos dons espirituais, nunca falou as "línguas"
que são usadas no neo-pentecostalismo atual, como sendo a confirmação
do crente ter recebido o Espírito Santo. Porém Paulo e Barnabé receberam
imposição de mãos, foram separados e batizados pelo Espírito Santo, e
não falaram "línguas". (Atos 9:17 a 19; Atos 13:2 e 3).

Língua "Estranha" ou Idiomas?
Na expressão "línguas estranhas" em I Coríntios
14:2 a 6, pode-se notar que a palavra estranha está grifada, isto é,
escrita diferente para informar que o tradutor não encontrou no
original; ali foi colocada para dar sentido amplo. Porém, no mesmo
capítulo, (v. 19), está explícito: "língua desconhecida", e, esta, sim, está correta, no original. Para melhor esclarecimento, leia em I Coríntios 12:10 e 28, onde Paulo declina a expressão: "variedades de línguas",
que grandemente define tratar-se de um outro idioma, e não manifestação
de sons desconexos e estáticos pretendido hoje, como sendo o dom de
línguas. Sons e enunciações incompreensíveis sempre foram
características do paganismo, e hoje são comuns nas reuniões espíritas,
nos candomblés e centros umbandistas.
Os termos "línguas desconhecidas e variedades de línguas" estão mais adequados do que "línguas estranhas",
porque na realidade a manifestação do dom caído sobre os discípulos no
Pentecostes, não foi senão a grande verdade de que eles falaram línguas
desconhecidas, sim, para eles, mas línguas existentes; eram idiomas
estrangeiros. Sobretudo aquela era uma ocasião especial. O dom era
necessário, supremamente necessário.



  • Sabe por quê?
  • Note bem: Jesus comissionou os discípulos: "portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo." (Mateus 28:19). E a quem Jesus deu esta ordem? A pessoas indoutas, pescadores e camponeses, que falavam apenas o aramaico, limitado e simples. E no entanto a ordem de âmbito mundial ecoava: IDE! Sabe, irmão, Deus nunca pede nada ao homem sem lhe conceder os meios e condições de cumprir Sua ordem.

Encontravam-se, pois, os discípulos reunidos em Jerusalém, diante
de uma multidão de pessoas: "... de todas as nações que estão debaixo do
céu... partos, medos, e elamitas; e os que habitavam a Mesopotâmia,
Judéia, Capadócia, Ponto, Ásia, Frígia, Panfília, Egito e as partes da
Líbia próximas a Cirene, e forasteiros romanos, tanto judeus como
prosélitos, cretenses e árabes ouviram em suas próprias línguas, as
grandezas de Deus." (Atos 2:9 a 11). O cenário estava pronto, e, diante
do "mundo", os discípulos. O que fazer cercado desses representantes de
todas as nações da Terra? Como aproveitar a grande oportunidade? Observe
a narração de Lucas:



  • "E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar NOUTRAS LÍNGUAS conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem." (Atos 2:4)

Graças a Deus foi resolvido o problema; os discípulos falaram OUTRAS LÍNGUAS,
não "línguas estranhas" (incompreensíveis). Falaram as línguas dos
cretenses, árabes, romanos, egípcios, líbios, enfim, os idiomas daqueles
que foram a Jerusalém, procedentes de todas as nações da terra. A
preocupação de Lucas ao fazer uma lista tão extensa de 16 países
presentes em Jerusalém deixa antever claramente tratar-se de idiomas
existentes, isto é, línguas de diversas nacionalidades.
Queremos que você entenda, que o termo "língua estranha" é estranha porque na verdade os discípulos falaram línguas que não eram estranhas (esquisitas); eram línguas desconhecidas, para eles, porém existiam, e passaram a falá-las fluentemente.
Reafirmamos: Eram as línguas dos estrangeiros que estavam em Jerusalém a
fim de participar da Festa de Pentecostes, que afluíram naquele dia, e
estes mesmos estrangeiros se maravilhavam em ver aqueles discípulos,
embora indoutos, falando em suas próprias línguas, das grandezas de Deus
(Atos 2:11). Que grande benção Deus conferiu aos discípulos, capacitando-os a cumprir o IDE.
Quando aqueles forasteiros voltaram para suas nações, cada um
maravilhado, levou a mensagem, de um Jesus que salva e liberta do
pecado; e então foram mensageiros aos seus conterrâneos, dando
testemunho vivo a favor do Evangelho de Cristo. Amém! Graças a Deus!

Tenho ou Não o Espírito Santo?

Há uma desconfortável doutrina corrente nos meios evangélicos
pentecostalistas de que os crentes que não falam 'línguas' "são templos
desertos, apesar de terem dez ou quinze anos de convertidos e de
fidelidade ao Senhor, levando-os deste modo a chorarem e lamentarem sua
orfandade e abandono." Elemer Hasse, Luz Sobre Fenômeno Pentecostal, pág. 24.
Assim os crentes são ensinados a buscarem constantemente com ambição o "sinal" do batismo - línguas.
Se as emoções desgovernadas e as confusões de vozes que são a
confirmação se sua fé não ocorrem, ficam em dúvida quanto à sua
experiência com Cristo, mostrando desde modo, incerteza da salvação e
aceitação por Jesus; mas, se ocorrem as "línguas", tudo está resolvido, pensam!
Precioso irmão, se somos filhos de Deus (Romanos 8:16 e 17), cristãos
legítimos, tenhamos a doce convicção a nos inflamar a alma de que temos o
Espírito Santo. Sim, todos os filhos do Pai Celeste estão selados com
Ele. Senão: "Pense na sua experiência com Cristo. Lembre-se do tempo em
que andavas sem paz, não tendo esperança no mundo. Enquanto isso,
silenciosa e pacientemente Alguém tocava em sua consciência -
eram aqueles momentos de intranqüilidade. Certo dia a insistência foi
maior: "Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a Minha voz, e
abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei e ele comigo"
(Apocalipse 3:20). Você abriu. [Bendito aquele dia!] E fez-se luz dentro
de você. Você viu quão negra era sua vida.
Aquele Ser divino começou uma reforma ampla no templo do seu coração.
Expulsou Satanás com sua vontade; varreu, lavou, arrumou, enfeitou e
perfumou a habitação agora renovada para morada do Pai, do Filho e do
Espírito Santo.







I Coríntios 3:16 e 17



I Coríntios 6:12 a 20



II Coríntios 6:14 a 18



Efésios 2:19 a 22


  • Quando tudo estava pronto, o Espírito de Deus saiu, deixando o templo purificado de sua alma a mercê dos demônios?
  • Não! Graças a Deus. Desde então Ele nunca mais lhe
    deixou. Habitou seu coração, fechou-o por dentro, selando-o assim para o
    Céu. Quando Satanás voltou e bateu à sua porta, veio uma voz interior:
    'Aqui não há lugar para você. Este coração está fechado para o mundo e
    selado para o dia da redenção!'" - Elemer Hasse, Luz Sobre Fenômeno Pentecostais, pág. 23 e 24. Sim, irmão, esta atuação silenciosa mas positiva, sem nenhum gesto estranho ou barulhento em seu coração que anseia uma completa harmonia, é a segura palavra paulina:

II Coríntios 1:22 - "O qual também nos selou e deu o penhor do Espírito em nosso coração". - Penhor é uma expressão proveniente do grego arrabón. Arrabón é "um sinal usado nas transações comerciais para garantir o resto do pagamento de uma compra."
Como fomos definitivamente "comprados no Calvário", temos a plena,
absoluta e total garantia de receber o Espírito Santo, para nos guiar,
convencer, orientar, ajudar... Portanto, a promessa divina é que o
crente tem o Espírito Santo. Essa certeza deve povoar a mente do
cristão. O Espírito é a promessa segura do Céu para nós. Faz parte de
nossa herança eterna. Ele habita em cada pessoa regenerada.




João 14:16 e 17João 14:25 e 26João 16:8 a 15
Romanos 8:9Efésios 1:13; 4:30Atos 5:31 e 32






       Poderá também gostar de:http://sitedareforma.blogspot.com.br/2011/07/espirito-santo-e-o-dom-de-linguas.html
   
[/b]
                 


















                 


Espírito Santo e os Dons Necessários
Paulo ensinou e advertiu que os cristãos buscassem com zelo os
dons espirituais. Paulo sabia desta necessidade, porém não desconhecia o
fato de que, nesta busca, se feita desastradamente, fora do plano do
Céu, poderia haver grande confusão e perversão que conduziria a
malefícios para o cristão e a igreja.

Cremos
sinceramente nos dons espirituais. Achamo-los fundamentais e
necessários hoje. Mas como pesquisadores do Livro Santo, receamos que
algumas pessoas estão sendo enganadas pelas artimanhas do maligno.
Os dons espirituais que são necessários à
igreja parece que foram concentrados em apenas dois, o de curar e o de
línguas. Pelo menos, tanto quanto sabemos, são os mais buscados e
desejados. Afirmamos, há necessidade de vigilância, porque, para toda
grande verdade de Deus, Satanás tem criado uma grande mentira, paralela.
Satanás é grande conhecedor da Bíblia, e dela está se valendo para
introduzir suas próprias idéias, e assim alcançar, imperceptivelmente,
seus reais objetivos, cauterizando mentes no engano. Até mesmo em
sua situação simples e sincera, um cristão que busca e se esforça por
obter um dom espiritual pode ser envolvido por este ser que deseja a
todos enganar.

[b] Dom de Línguas
[/b]


Última edição por Lourival soldado cristão em 23rd Fevereiro 2015, 6:47 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Lourival soldado cristão

Mensagens : 11151
Pontos : 24597
Data de inscrição : 23/12/2009
Idade : 59
Localização : Sao paulo

http://ccbsemcensurasnaspeg.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Labaxurua Cantararamás. Isso é dom de línguas?

Mensagem por Profeta ccb em 28th Janeiro 2015, 2:49 pm

Uma coisa que sempre me chamou atenção no cristianismo é o dom de línguas. Mesmo quando era recém convertido, sempre achei estranho ver as pessoas falando daquele jeito na igreja, mas com o passar do tempo fui me acostumando.
Agora essa doutrina espalhou e prosperou de tal maneira, que já atinge o espiritismo e até o catolicismo. Sendo assim, me coloquei diante do Altíssimo e pedi direção sobre esse dom.
Ainda estamos orando e estudando, mas vale colocar o que me foi revelado até agora. Me diz o que você acha sobre isso!
Até agora minha conclusão é: língua é não é “labaxuria cantararamás”, mas a capacidade de falar novos idiomas. Onde foi a primeira manifestação expressiva do dom de línguas? Em pentecostes! Para que serviu? Para levar o evangelho a todas as nações. Vamos analisar as Escrituras:
Atos 2
4 – E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.
5 – E em Jerusalém estavam habitando judeus, homens religiosos, de todas as nações que estão debaixo do céu.
Repare que havia pessoas de todas as nacionalidades, logo, de idiomas diferentes.
7 – E todos pasmavam e se maravilhavam, dizendo uns aos outros: Pois quê! Não são galileus todos esses homens que estão falando? 8 – Como, pois, os ouvimos, cada um, na nossa própria língua em que somos nascidos?
9 – Partos e medos, elamitas e os que habitam na Mesopotâmia, Judéia, Capadócia, Ponto e Ásia, 10 – E Frígia e Panfília, Egito e partes da Líbia, junto a Cirene, e forasteiros romanos, tanto judeus como prosélitos,
11 – Cretenses e árabes, todos nós temos ouvido em nossas próprias línguas falar das grandezas de Deus.
Viu? Eles eram galileus e estavam falando noutras línguas/idiomas, pois todos estavam entendendo. Até aqui podemos afirmar que línguas são idiomas.
Mas 1 Co 13 : 1 justifica o “labaxuria cantararamás”? Vamos ver…
1 Co 13 : 1 – Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.
Veja que Paulo está fazendo uma suposição, mesmo porque ele continua dizendo…
2 – E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
Ok! Paulo está falando que o amor supera todos os dons. E mesmo assim, qual língua os anjos falam? Quando Gabriel chegou até Maria ele disse: “labaxuria cantararamás” ou conversou no idioma dela? Analisando as Escrituras no grego você verá que:
1) A expressão grega para “língua”, usada em Coríntios é a mesma utilizada em Atos 2: “glôssa”, que significa “língua de nações” ou “idiomas”;
2) O verbo grego “falar” – “laléo” no mesmo capítulo refere-se à “linguagem humana usual”, do “dia-a-dia”;
Sendo assim, o dom de línguas de 1 Coríntios 14 (e de outros textos) era o mesmo dado pelo Espírito Santo em Pentecostes. E, o problema na igreja de Corinto girava em torno da forma desordenada como o dom era usado.
Como o dom de línguas tem propósitos evangelísticos, Paulo desceu a lenha nos discípulos em Corinto que estavam usando o dom para se mostrar na reunião da igreja. Assim, quem passava por lá não entendia nada. E se o evangelho não for compreendido, as pessoas não serão salvas. Simples assim!
Quero fechar com esses textos de Paulo para Corinto:
1 Coríntios 14 : 5 – E eu quero que todos vós faleis em línguas, mas muito mais que profetizeis; porque o que profetiza é maior do que o que fala em línguas, a não ser que também interprete para que a igreja receba edificação.
2 – E agora, irmãos, se eu for ter convosco falando em línguas, que vos aproveitaria, se não vos falasse ou por meio da revelação, ou da ciência, ou da profecia, ou da doutrina?
No versículo dez ele afirma categoricamente que não existem vozes sem “significação”.
9- Assim também vós, se com a língua não pronunciardes palavras bem inteligíveis, como se entenderá o que se diz? porque estareis como que falando ao ar. 10 – Há, por exemplo, tanta espécie de vozes no mundo, e nenhuma delas é sem significação.
Continuando…
19 – Todavia eu antes quero falar na igreja cinco palavras na minha própria inteligência, para que possa também instruir os outros, do que dez mil palavras em língua desconhecida. 20 – Irmãos, não sejais meninos no entendimento, mas sede meninos na malícia, e adultos no entendimento.
21 – Está escrito na lei: Por gente de outras línguas, e por outros lábios, falarei a este povo; e ainda assim me não ouvirão, diz o Senhor.
Novamente! Está escrito na lei: “Por gente de outras línguas”, ou seja, outros idiomas. Sabemos que o apóstolo Paulo foi um grande missionário e pregou por todo o mundo praticamente, por isso ele disse no versículo dezoito…
18 – Dou graças ao meu Deus, porque falo mais línguas do que vós todos.
Ele falava mais idiomas que todos os outros, mas sempre com o objetivo de pregar e não de falar besteiras na igreja. Até acredito em uma manifestação especial do Espírito em algumas pessoas, mas jamais isso estará associado ao dia de pentecostes. Pentecostes está para missão, assim como missão está para pregação do evangelho, Na igreja atual, pentecostes está para pessoas caindo e rodopiando na igreja.
Quero fechar dizendo. Não gosto do termo pentecostal, pois tem uma conotação voltada ao “dom de línguas”, quando na verdade trata-se de um acontecimento puramente evangelístico, onde a Verdadeira igreja do Salvador começou a expandir. Hoje vemos pessoas “falando em línguas” e nunca tiveram capacidade de pregar, nem para seus familiares.
Veja o que Jesus falou sobre o tema.
E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas;
Como os apóstolos cumpririam o “ide” para todas as nações sem falar novas línguas? Mais uma prova impossível de argumentar.
por odiario
colaboraçao profeta ccb

Profeta ccb

Mensagens : 359
Pontos : 494
Data de inscrição : 28/09/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

John Piper diz que o dom de línguas tem sido usado de forma contrária ao que a Bíblia ensina;

Mensagem por Profeta ccb em 21st Fevereiro 2015, 9:16 am


_________________
[size=16]Homem  CCB[/size]

Profeta ccb

Mensagens : 359
Pontos : 494
Data de inscrição : 28/09/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espírito Santo e o Dom de Línguas

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum