NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Tema: VIGILÂNCIA
Ontem à(s) 5:08 pm por Lourival soldado cristão

» EDVALDO OLIVEIRA ANDA MUITO AGITADO PARTE 2
17th Novembro 2017, 7:14 am por Jahyr

» EXPLICANDO O OCULTISMO PARTE 8
16th Novembro 2017, 11:00 am por Jahyr

» EXPLICANDO O OCULTISMO PARTE 7
16th Novembro 2017, 10:52 am por Jahyr

» EXPLICANDO O OCULTISMO PARTE 6
15th Novembro 2017, 4:15 pm por Jahyr

» EXPLICANDO O OCULTISMO PARTE 5
15th Novembro 2017, 4:04 pm por Jahyr

» EXPLICANDO O OCULTISMO PARTE 4
9th Novembro 2017, 7:42 pm por Jahyr

» EXPLICANDO O OCULTISMO PARTE 3
9th Novembro 2017, 7:38 pm por Jahyr

» EXPLICANDO O OCULTISMO PARTE 2
9th Novembro 2017, 7:31 pm por Jahyr

Novembro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930   

Calendário Calendário

Quem está conectado
72 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 72 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 473 em 30th Agosto 2014, 11:05 pm
Social bookmarking

Social bookmarking Digg  Social bookmarking Delicious  Social bookmarking Reddit  Social bookmarking Stumbleupon  Social bookmarking Slashdot  Social bookmarking Yahoo  Social bookmarking Google  Social bookmarking Blinklist  Social bookmarking Blogmarks  Social bookmarking Technorati  

Conservar e compartilhar o endereço de <a href="http://oulorivallan.forumeiros.com/">nas pegadas do mestre JESUS</a> em seu site de social bookmarking

Conservar e compartilhar o endereço de NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS em seu site de social bookmarking

Conectar-se

Esqueci minha senha

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Votação
Estatísticas
Temos 4293 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de João Celso

Os nossos membros postaram um total de 30096 mensagens em 13025 assuntos

O suborno do diabo contra o diácono Estevão

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O suborno do diabo contra o diácono Estevão

Mensagem por ┼EKhristos em 17th Agosto 2012, 7:16 pm



"Estêvão, homem cheio da graça e do poder de Deus, realizava grandes maravilhas e sinais entre o povo. Contudo, levantou-se oposição dos membros da chamada Sinagoga dos Libertos, dos judeus de Cirene e de Alexandria, bem como das províncias da Cilícia e da Ásia. Esses homens começaram a discutir com Estêvão, mas não podiam resistir à sabedoria e ao Espírito com que ele falava. Então subornaram alguns homens para dizerem: Ouvimos Estêvão falar palavras blasfemas contra Moisés e contra Deus." Atos 6:8 a 11

Contra o Espírito somente a força dos ignorantes, ainda que momentaneamente.

O desejo do justo é ser preenchido com a graça e poder de Deus, Estevão teve esse privilégio, através dele o povo recebia seus milagres. Como no lugar que habita justiça, sempre terá a oposição do diabo, homens induzidos pela ignorância, não tinham resistência contra o Espírito que falava, o suborno foi a melhor ideia, para tentar reprimir o Espírito que estava em Estevão.

Contra a graça não existe oposição, nem mesmo diante da morte, da blasfêmia, dos homens maus, dos subornos demoníacos. Alguns homens filhos da mentira, distorceram aquilo que falava Estevão — a verdade —, mentiram descaradamente, blasfemaram contra o Espírito, aceiraram suborno contra um justo, indicando que era ele que estava se opondo a Deus, cumprindo aquilo que diz:

"...todo pecado e blasfêmia serão perdoados aos homens, mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada. Todo aquele que disser uma palavra contra o Filho do homem será perdoado, mas quem falar contra o Espírito Santo não será perdoado, nem nesta era nem na era que há de vir." Mateus 12:31 e 32

Estevão inocentemente foi preso, uma sombra do sofrimento de Cristo, levaram-no então perante o tribunal:

"Com isso agitaram o povo, os líderes religiosos e os mestres da lei. E, prendendo Estêvão, levaram-no ao Sinédrio. Ali apresentaram falsas testemunhas que diziam: Este homem não pára de falar contra este lugar santo e contra a lei. Pois o ouvimos dizer que esse Jesus, o Nazareno, destruirá este lugar e mudará os costumes que Moisés nos legou. Olhando para ele, todos os que estavam sentados no Sinédrio viram que o seu rosto parecia o rosto de um anjo. " Atos 6:12 a 15

A santidade habitava o corpo de Estevão, tanto que os membro do conselho, viram algo diferente na sua fisionomia, algo parecido com o rosto de um anjo, demonstrando o nível de ligação com Deus, o diácono estava apto para defender os interesses do reino, mesmo diante de falsas testemunhas, ele não estava se opondo a Moisés, porque foi o próprio guia dos israelitas, escolhido do Senhor no evento da sarça ardente, que declarou que após ele outro profeta se levantaria.

"O Senhor, o seu Deus, levantará do meio de seus próprios irmãos um profeta como eu; ouçam-no. " Deuteronômio 18:15

Cujo apóstolos reconheceram a veracidade da profecia:

"Achamos aquele sobre quem Moisés escreveu na Lei, e a respeito de quem os profetas também escreveram: Jesus de Nazaré, filho de José." João 1:45

O que representou Moisés e Jesus Cristo?

" Moisés foi fiel como servo em toda a casa de Deus, dando testemunho do que haveria de ser dito no futuro, mas Cristo é fiel como Filho sobre a casa de Deus; e esta casa somos nós, se é que nos apegamos firmemente à confiança e à esperança da qual nos gloriamos. "Hebreus 3:5 a 6

Estevão tinha conhecimento de todo esse processo, por ser participante das aflições de Cristo, foi levado para interrogatório diante do sumo sacerdote, que ousou pronunciar:

"São verdadeiras estas acusações? " Atos 7:1

A ironia dos acusadores, originou uma retórica fantástica, o Espírito discorreu maravilhosamente, todo o planejamento da salvação, da boca de Estevão aqueles ouvidos ouviram passagens inefáveis, como a promessa realizada a Abraão, o nascimento dos patriarcas (doze tribos), a vida de José no Egito, o exílio no Egito após a sua morte como cumprimento da profecia divina, o nascimento de Moisés, a aparição de Deus a ele em meio as sarças em chamas, as pragas do Egito, a saída do Egito, a passagem pelo Mar Vermelho, a profecia sobre Jesus (Atos 7:27), a idolatria do bezerro de ouro, o cativeiro na Babilônia, entre tantos fatos gloriosos. O furor dos ignorantes aumentava, a cada revelação de Estevão, principalmente diante da citação do profeta Isaías:

" Como diz o profeta: O céu é o meu trono, e a terra, o estrado dos meus pés. Que espécie de casa vocês me edificarão? diz o Senhor, ou onde seria meu lugar de descanso? Não foram as minhas mãos que fizeram todas estas coisas? Povo rebelde, obstinado de coração e de ouvidos! Vocês são iguais aos seus antepassados: sempre resistem ao Espírito Santo! Qual dos profetas os seus antepassados não perseguiram? Eles mataram aqueles que prediziam a vinda do Justo, de quem agora vocês se tornaram traidores e assassinos — vocês, que receberam a Lei por intermédio de anjos, mas não lhe obedeceram. Ouvindo isso, ficavam furiosos e rangiam os dentes contra ele. " Atos 7:49 a 54

Enquanto havia a vibração dos anjos, a verdade incomodava o diabo, o furor dos adversários contra o inevitável, a vitória do Espírito Santo era evidente, dentes rangendo, a ira atroz indicava que Estevão, estava prestes a morrer, coisa que não o estava incomodando. Não consta se houve alguma sentença, por parte do sumo sacerdote, não importava mais nada...

"Mas Estêvão, cheio do Espírito Santo, levantou os olhos para o céu e viu a glória de Deus, e Jesus de pé, à direita de Deus, e disse: Vejo o céu aberto e o Filho do homem de pé, à direita de Deus. Mas eles taparam os ouvidos e, gritando bem alto, lançaram-se todos juntos contra ele, arrastaram-no para fora da cidade e começaram a apedrejá-lo. As testemunhas deixaram seus mantos aos pés de um jovem chamado Saulo. Enquanto apedrejavam Estêvão, este orava: Senhor Jesus, recebe o meu espírito. Então caiu de joelhos e bradou: Senhor, não os consideres culpados deste pecado. E, dizendo isso, adormeceu. " Atos 7:55 a 60


Contra o Espírito somente a força dos ignorantes, ainda que momentaneamente.

Nenhum dos filhos da mentira, enxergaram a glória de Deus, nem Jesus em pé a sua direita, eles ouviram apenas a descrição do fervoroso diácono. O testemunho de Estevão humilhou os blasfemadores, o desespero era tão intenso, que procuravam tampar os ouvidos, os mentirosos queriam abafar a verdade, a tragédia não tardou acontecer, curiosamente diante da morte de um mártir, outro sem compreender ainda (Saulo/Paulo) começava a despontar, revelando que ninguém poderia impedir a ação da graça, o poder do Espírito Santo.

Deus recebeu o espírito de Estevão, já os blasfemadores, receberam as últimas palavras de Estevão:


"Senhor, não os consideres culpados deste pecado."


A força dos ignorantes não apagaram o amor, brasas ardentes se puseram sobre a cabeça deles, indicando que a recompensa de Estevão
prestes se revelaria
.

Eldier

┼EKhristos

Mensagens : 783
Pontos : 1955
Data de inscrição : 31/07/2010
Idade : 42
Localização : Maringá

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum