NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Maio 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031    

Calendário Calendário

Quem está conectado
35 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 35 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 473 em 30th Agosto 2014, 11:05 pm
Social bookmarking

Social bookmarking Digg  Social bookmarking Delicious  Social bookmarking Reddit  Social bookmarking Stumbleupon  Social bookmarking Slashdot  Social bookmarking Yahoo  Social bookmarking Google  Social bookmarking Blinklist  Social bookmarking Blogmarks  Social bookmarking Technorati  

Conservar e compartilhar o endereço de <a href="http://oulorivallan.forumeiros.com/">nas pegadas do mestre JESUS</a> em seu site de social bookmarking

Conservar e compartilhar o endereço de NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS em seu site de social bookmarking

Conectar-se

Esqueci minha senha

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Votação
Estatísticas
Temos 4155 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de LuisaTho

Os nossos membros postaram um total de 29538 mensagens em 12483 assuntos

O mistério da destruição da carne

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O mistério da destruição da carne

Mensagem por ┼EKhristos em 10th Setembro 2013, 7:34 pm

Creio que profanar a cama de um pai seja um grande pecado.

Lembramo-nos da história de Rubén filho primogênito de Jacó, quando ele se deitou com a escrava de seu pai, praticando esse pecado abominável, que Paulo séculos depois mostraria tanta indignação.

O acontecido:

"E aconteceu que, habitando Israel naquela terra, foi Rúben e deitou-se com Bila, concubina de seu pai; e Israel o soube. " Gênesis 35:22

Certamente que seu pai Jacó patriarca de Israel, filho de Isaque, cujo avô era Abraão, não aprovou essa situação, porém, Rubém mesmo sendo filho, merecia ser punido pelo que fez. Então numa reunião familiar promovida por Jacó, para anunciar os acontecimento vindouros, ele finalmente expôs ao filho quais seriam as consequências do seu pecado:


"Depois chamou Jacó a seus filhos, e disse: Ajuntai-vos, e anunciar-vos-ei o que vos há de acontecer nos dias vindouros; Ajuntai-vos, e ouvi, filhos de Jacó; e ouvi a Israel vosso pai. Rúben, tu és meu primogênito, minha força e o princípio de meu vigor, o mais excelente em alteza e o mais excelente em poder. Impetuoso como a água, não serás o mais excelente, porquanto subiste ao leito de teu pai. Então o contaminaste; subiu à minha cama. "Gênesis 49: 1 e 4

Essa foi a sentença para Rúben, na contaminação promovida no leito do pai, ele perdeu o direito a primogenitura:

"Quanto aos filhos de Rúben, o primogênito de Israel (pois ele era o primogênito; mas porque profanara a cama de seu pai, deu-se a sua primogenitura aos filhos de José, filho de Israel; de modo que não foi contado, na genealogia da primogenitura... " 1 Crônicas 5: 1

Logo, os efeitos de uma atitude como essa, na época da graça, depois da morte atroz de Jesus, sua ressurreição, sua ascensão, a concessão dos dons, provocou em Paulo uma indignação, quase não acreditando, que alguém pudesse cometer um pecado tão grave como esse.

Veja o modo como ele se expressou:

"Geralmente se ouve que há entre vós fornicação, e fornicação tal, que nem ainda entre os gentios se nomeia, como é haver quem abuse da mulher de seu pai. Estais ensoberbecidos, e nem ao menos vos entristecestes por não ter sido dentre vós tirado quem cometeu tal ação. " 1 Cor. 5:1 a 5

Fornicar seria um pecado grave, fornicar com a mulher de seu pai então, seria um crime hediondo. Veja que Jacó julgou seu filho com justiça, para que ele não perdesse o seu espírito. Paulo se entristeceu, toda a igreja dependia do seu julgamento, mas ele estava ausente, entretanto, escreveu uma carta para auxiliar na conduta do ministério, acompanhe:

Eu, na verdade, ainda que ausente no corpo, mas presente no espírito, já determinei, como se estivesse presente, que o que tal ato praticou, Em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, juntos vós e o meu espírito, pelo poder de nosso Senhor Jesus Cristo, Seja entregue a Satanás para destruição da carne, para que o espírito seja salvo no dia do Senhor Jesus. " 1 Cor. 5: 1 a 5

Ele condenou o ato.

Ele condenou o procedimento pecaminoso da carne.

Ele não condenou a alma.

Em nome de Jesus, junto como ministério, juntamente com o seu espírito, ele aconselhou que pelo poder de Deus, que expulsassem o pecador, porém, sem que seu espírito fosse destruído, mas que pelas consequências da sua atitude, no afastamento da comunhão, ele pudesse pela tristeza excessiva, chegar a conclusão do seu erro, e com isso, mostrar a Satanás que apesar do corpo destruído, pela misericórdia divina, pela graça, pelo amor, o espírito se manteria aperfeiçoando.

Veja o que disse Paulo na segunda carta, que escreveu a igreja de Corinto:

Porquanto, ainda que vos contristei com a minha carta, não me arrependo, embora já me tivesse arrependido por ver que aquela carta vos contristou, ainda que por pouco tempo. Agora folgo, não porque fostes contristados, mas porque fostes contristados para arrependimento; pois fostes contristados segundo Deus; de maneira que por nós não padecestes dano em coisa alguma. Porque a tristeza segundo Deus opera arrependimento para a salvação, da qual ninguém se arrepende; mas a tristeza do mundo opera a morte. " 2 Cor. 7:8 a 10

Tristeza produzida pelo mundo → morte do corpo por falta de arrependimento

Tristeza produzida por Deus → vida através do arrependimento

Expulsar da comunhão, não quer dizer, abandonar o pecador, assim como fazem as religiões.

Um outro caso clássico é o de Davi, apesar de não ter se deitado com a mulher de seu pai, ele adulterou, como também arquitetou um plano covarde de assassinato, porém, Deus o induziu a tristeza, para que sua alma pudesse encontrar a redenção:


Assim diz o SENHOR Deus de Israel: Eu te ungi rei sobre Israel, e eu te livrei das mãos de Saul; E te dei a casa de teu senhor, e as mulheres de teu senhor em teu seio, e também te dei a casa de Israel e de Judá, e, se isto é pouco, mais te acrescentaria tais e tais coisas. Porque, pois, desprezaste a palavra do SENHOR, fazendo o mal diante de seus olhos? A Urias, o heteu, feriste à espada, e a sua mulher tomaste por tua mulher; e a ele mataste com a espada dos filhos de Amom. Agora, pois, não se apartará a espada jamais da tua casa, porquanto me desprezaste, e tomaste a mulher de Urias, o heteu, para ser tua mulher. Assim diz o SENHOR: Eis que suscitarei da tua própria casa o mal sobre ti, e tomarei tuas mulheres perante os teus olhos, e as darei a teu próximo, o qual se deitará com tuas mulheres perante este sol. Porque tu o fizeste em oculto, mas eu farei este negócio perante todo o Israel e perante o sol. Então disse Davi a Natã: Pequei contra o SENHOR. E disse Natã a Davi: Também o SENHOR perdoou o teu pecado; não morrerás. " 2 Samuel 12:1 a 13


Davi sofreria no corpo, na carne, na amargura, coisas abomináveis, simplesmente por ter induzido o nome de Deus a blasfêmia, justo ele a quem Deus tanto tinha concedido.

Paulo repassou isso a igreja de Corinto, como declarando: " Deus fez tantas coisas maravilhosas, e você ainda estão cedendo as paixões da carne?"

Davi também sofreu com esse tipo de pecado, como sofreu Jacó, quando seu filho Absalão adentrou as suas concubinas. (2 Samuel 16:22)

Porém mesmo com todo esse mal, atingindo diretamente sua carne, dele descendeu o Justo, que sem conhecer corrupção, iria restaurar todas as coisas.

O que importa é que Jacó, Natã, Paulo, souberam julgar com sabedoria esses casos.

Eldier

┼EKhristos

Mensagens : 781
Pontos : 1949
Data de inscrição : 31/07/2010
Idade : 41
Localização : Maringá

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum