NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» EXPLICANDO O OCULTISMO PARTE 9
20th Novembro 2017, 9:42 am por Jahyr

» Tema: VIGILÂNCIA
18th Novembro 2017, 5:08 pm por Lourival soldado cristão

» EDVALDO OLIVEIRA ANDA MUITO AGITADO PARTE 2
17th Novembro 2017, 7:14 am por Jahyr

» EXPLICANDO O OCULTISMO PARTE 8
16th Novembro 2017, 11:00 am por Jahyr

» EXPLICANDO O OCULTISMO PARTE 7
16th Novembro 2017, 10:52 am por Jahyr

» EXPLICANDO O OCULTISMO PARTE 6
15th Novembro 2017, 4:15 pm por Jahyr

» EXPLICANDO O OCULTISMO PARTE 5
15th Novembro 2017, 4:04 pm por Jahyr

» EXPLICANDO O OCULTISMO PARTE 4
9th Novembro 2017, 7:42 pm por Jahyr

» EXPLICANDO O OCULTISMO PARTE 3
9th Novembro 2017, 7:38 pm por Jahyr

Novembro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930   

Calendário Calendário

Quem está conectado
30 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 30 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 473 em 30th Agosto 2014, 11:05 pm
Social bookmarking

Social bookmarking Digg  Social bookmarking Delicious  Social bookmarking Reddit  Social bookmarking Stumbleupon  Social bookmarking Slashdot  Social bookmarking Yahoo  Social bookmarking Google  Social bookmarking Blinklist  Social bookmarking Blogmarks  Social bookmarking Technorati  

Conservar e compartilhar o endereço de <a href="http://oulorivallan.forumeiros.com/">nas pegadas do mestre JESUS</a> em seu site de social bookmarking

Conservar e compartilhar o endereço de NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS em seu site de social bookmarking

Conectar-se

Esqueci minha senha

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Votação
Estatísticas
Temos 4293 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de João Celso

Os nossos membros postaram um total de 30097 mensagens em 13026 assuntos

Caim e Abel a História - As Ofertas - O Primeiro Homicídio

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Caim e Abel a História - As Ofertas - O Primeiro Homicídio

Mensagem por Marcia em 19th Novembro 2013, 11:08 am

Caim e Abel protagonizam a história mais enigmática da bíblia. Caim e Abel nasceram após a queda e expulsão de Adão e Eva do Jardim do Éden.

Estavam portanto bem no início da história da humanidade. Eles possuíam cerda de 100 a 130 anos de idade, quando Caim matou Abel.

No livro do Gênesis cap. 4.1-18, não é explicado por que inicia a prática do sacrifício com o objetivo de Adoração.

Muitos estudiosos afirmam que a oferta de Caim não foi aceita porque não envolvia derramamento de sangue; mas o capítulo 4 de Gênesis não dá nenhuma indicação de que Caim e Abel achegaram-se a Deus naquele momento para pedir perdão por seus pecados.
A Oferta de Caim e Abel

As ofertas de Caim e Abel eram atos voluntários de adoração. Pelo sistema antigo de sacrifícios de Israel, Deus abençoava tanto as ofertas de cereais como o sacrifício de animais (Lv 6.14-23).
"E aconteceu ao cabo de dias que Caim trouxe do fruto da terra uma oferta ao SENHOR." Gênesis 4:3
Entretanto, a oferta de Caim foi inferior a de Abel porque a motivação de Caim não era boa.
Caim e Abel, Duas Dispensações

Caim trouxe da terra, do seu trabalho, do seu suor, do seu esforço, da sua cultura, do seu arado, da sua produção, da sua tecnologia, da sua capacidade de intervir nos processos da natureza, produzindo uma cultura própria, fruto de um trabalho pessoal, produto de uma concepção mental.
Ele trouxe uma oferta do melhor que possuía. O melhor que seu esforço produziu. O melhor que a sua inteligência pôde arquitetar, aquilo que sua arte pôde alcançar, o resultado do seu esforço.
Abel porém trouxe das primícias do seu rebanho. Agradou-se o Senhor da oferta de Abel, mas da oferta de Caim não se agradou o Senhor. Não há uma explicação clara para tal fato.
"E Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura; e atentou o SENHOR para Abel e para a sua oferta." Gênesis 4:4
"Mas para Caim e para a sua oferta não atentou. E irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante. Gênesis 4:5
A atividade de cuidar de rebanhos é um tanto trabalhosa, porém levando essa atividade para o tempo em que se encontravam Caim e Abel, percebemos que a função de pastor de ovelhas, da época, era uma atividade de vigiar e observar as ovelhas.
Voltava-se para guiá-las aos locais onde havia água e pastos verdes. Oferecia proteção dos animais ferozes e não deixava que os instintos dos rebanhos, se voltassem contra eles próprios.
A atividade de pastor, no tempo de Caim e Abel (nos primórdios do mundo), não exigia muita qualificação para ser feita.
Ser pastor era antes de mais nada, oferecer, para as ovelhas, daquilo que a própria natureza já dispunha, sem a necessidade de uma árdua intervenção humana, que demandava muito esforço.
A Oferta de Caim - Sacrifício Humano

A oferta de Caim se constitui então do resultado de muito esforço humano. Era um trabalho muito dispendioso a agricultura primitiva. Muito arado, muito suor, muita ralação, bolhas e calos nas mãos.
E Caim ainda tinha que aprender, imaginar, desenvolver e aplicar o seu conhecimento no plantio e cultivo da sua produção agrícola. Exigia muita intervenção de Caim nos processos do seu trabalho.
Caim colhe, com confiança, da sua produção, fruto do seu muito esforço, e traz uma oferta para Deus. Uma oferta que mostrava a sua capacidade de intervir na natureza e nos processos de causa e efeito.
A oferta de Caim trazia em si o valor da estética, a beleza de um arranjo vegetal lindo! Um altar vegetal, com muitas frutas e legumes multicoloridos.
O encantamento visual deste tipo de altar é algo espetacular! Sem falar no cheiro suave destes produtos frescos. Os melhores da sua cultura.
A oferta de de Caim é a oferta do esforço, da confiança no seu trabalho, em uma tentativa de seduzir a atenção divina, pelo uso da estética visual.

A Oferta de Abel Aponta para a Graça


Abel, entretanto traz para Deus uma oferta das primícias do seu rebanho. Uma oferta de sangue, oferecendo algo que a própria natureza já quase que por si só havia criado. Uma oferta que mostrava a sua incapacidade.
A Oferta de Abel traz o contraste sanguinolento e feio de um animal degolado e o sangue escorrendo e lavando todo o altar.
A oferta de Abel faz uma afirmação implícita de que havia a necessidade de um substituto, que fosse vigarizado e pagasse pelo pecado do ser humano. Pois sem isso, não se podia agradar a Deus e nem haver uma auto justificação.
A oferta de Abel aponta para a fé, o descanso e a confiança em Deus.
Caim e as religiões

A oferta de Caim representa as religiões da terra, que buscam a justificação por meio de um esforço meritório . Essas religiões buscam uma obra, um sacrifício, um sofrimento auto-imposto para a sua própria justificação.
Já Abel ofereceu um sacrifício que carregava a semente do cordeiro que foi imolado antes da fundação do mundo. Este cordeiro foi materializado na crucificação de Jesus.
"Pela fé Abel ofereceu a Deus maior sacrifício do que Caim, pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus testemunho dos seus dons, e por ela, depois de morto, ainda fala." Hebreus 11:4
Aquele sacrifício que não exigiu tanto esforço humano, já mostrava que a justificação só se alcança pela fé. Somente pela fé se pode agradar a Deus. Isso não vem de nós, como Caim pensou, mas é dom de Deus.
Para o Deus de Abel não há estética, não há obras de justificação, há somente sangue. Pois o sangue de um inocente foi necessário para tomar o nosso lugar, afim de trazer a pacificação de Deus com a humanidade.
Assim, Deus está pacificado com o Mundo. Hoje é possível agradá-lo, porém ao trazer sua oferta de louvor, lembre-se que não é por seu merecimento, mas é pelo sangue e somente pelo sangue de Jesus que podemos à ele se chegar.

Marcia

Mensagens : 1321
Pontos : 2772
Data de inscrição : 01/07/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caim e Abel a História - As Ofertas - O Primeiro Homicídio

Mensagem por Izaias em 20th Novembro 2013, 11:16 am


A lição que tiro de Gênesis 4 (5); e é bem provável; que DEUS não atentou para caim porque ele estava oferecendo um culto de baixa qualidade; uma oferta do "fruto da terra" (v.3) em contraste à oferta de Abel que trouxe "dos primogênitos das suas ovelhas" (v.4). 
Atentar, neste caso significa: olhar atentamente, prestar atenção, observar com tento. 
Caim deveria, digamos, deixar para lá, mas ao contrário se encheu de ira por "ciumes" (v.6) e este deu origem à ira e da ira veio a morte, neste caso consumada.
Então acondiciono esta passagem exatamente como acontece hoje em dia, estas brigas de determinadas denominações pelo motivo financeiro. Podem perceber qualquer semelhança é pura profecia.

_________________
Afaste de si o veneno da lisonja. Não creia naqueles que o elogiam sem motivo. Prefira ouvir uma critica honesta, a um galanteio vazio.


avatar
Izaias

Mensagens : 2065
Pontos : 2479
Data de inscrição : 17/06/2011
Idade : 66
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caim e Abel a História - As Ofertas - O Primeiro Homicídio

Mensagem por Marcia em 20th Novembro 2013, 11:35 am

Então acondiciono esta passagem exatamente como acontece hoje em dia, estas brigas de determinadas denominações pelo motivo financeiro. Podem perceber qualquer semelhança é pura profecia.

Caim e as religiões

A oferta de Caim representa as religiões da terra, que buscam a justificação por meio de um esforço meritório . Essas religiões buscam uma obra, um sacrifício, um sofrimento auto-imposto para a sua própria justificação.
Já Abel ofereceu um sacrifício que carregava a semente do cordeiro que foi imolado antes da fundação do mundo. Este cordeiro foi materializado na crucificação de Jesus.
Irmão Izaias será somente isso?

E que ensinamentos podemos tirar para a nossa vida espiritual,emocional,família etc..
O irmão concorda que da dá margem para outras interpretações?

Marcia

Mensagens : 1321
Pontos : 2772
Data de inscrição : 01/07/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caim e Abel a História - As Ofertas - O Primeiro Homicídio

Mensagem por Izaias em 20th Novembro 2013, 12:10 pm


Claro que tem mais, minha cara.
Apenas fiquei na expectativa, no aguardo de posições.
Ao prosseguirmos na leitura mais a frente, lemos o seguinte Gênesis 4 (9) - E disse o SENHOR a Caim: Onde está Abel, teu irmão? E ele disse: Não sei; sou eu guardador do meu irmão?
Caim não teve pensamentos de arrependimento, apenas de vingança.
DEUS já sabia o que havia acontecido, mas mesmo assim fez a pergunta: Onde está Abel, teu irmão?
DEUS aqui nos informa que temos a responsabilidade de uns pelos outros.
O tema do amor fraterno ocorre muito cedo na Escritura; desde o inicio, fica claro que DEUS coloca uma alta prioridade na maneira como irmãos se relacionam.
Nesta passagem, a questão da responsabilidade de um pelo outro surge pela primeira vez.
Caim pergunta a DEUS: “Sou eu guardador do meu irmão”?
O termo usado para “guardador” (hebraico shamar) significa “guardar, proteger, prestar atenção, ou considerar”.
Somos nós responsáveis pelos outros?
“Sem sombra de dúvida”; é a resposta de DEUS, nos versos seguintes.
Nós não somente somos guardadores do nosso irmão, como também somos responsáveis pelo nosso tratamento e pela nossa maneira de relacionar-se com os nossos irmãos (de sangue e espirituais).
Em virtude do pecado de Caim contra o seu irmão, DEUS o amaldiçoa em toda a terra, retira a sua habilidade para o cultivo da terra e o sentencia a uma vida como fugitivo e errante (v.12).
Isto indica que a falta de amor fraterno destina a pessoa à esterilidade e ausência de propósito da vida.
Amor fraterno significa; em que há, ou movido pela fraternidade, pelo amor ao próximo, ou próprio deste sentimento, (espírito fraterno).
Nos versos 11 aos 15, DEUS coloca um sinal em Caim, mas este sinal não é identificável, mesmo porque os seus descendentes pereceram no Dilúvio. O sinal não era um estigma (marca deixada por ferida, doença etc.); antes, tratava-se de uma proteção para Caim e mostrava o incrível amor de DEUS até mesmo pelos pecadores impenitentes, isto é, que não se arrepende dos erros ou pecados, persistindo neles.
Pois é, concluindo; exatamente ao contrário do que somos não temos amor, condenamos nossos semelhantes, os expulsamos da igreja, falamos mal e etc., etc., e tal.  

_________________
Afaste de si o veneno da lisonja. Não creia naqueles que o elogiam sem motivo. Prefira ouvir uma critica honesta, a um galanteio vazio.


avatar
Izaias

Mensagens : 2065
Pontos : 2479
Data de inscrição : 17/06/2011
Idade : 66
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caim e Abel a História - As Ofertas - O Primeiro Homicídio

Mensagem por Marcia em 20th Novembro 2013, 12:57 pm

por Izaias 


Claro que tem mais, minha cara.

Apenas fiquei na expectativa, no aguardo de posições.
Hum.... Será que existem outros com a mesma franqueza do irmão? Em tomar a frente nos assuntos aqui publicados?
Gostaria de saber também a opinião dos demais.
Quando havia reuniões de evangelização aqui onde resido, sempre quando se chamava um hino o cooperador dizia, o irmão ou a irmã que tiver a franqueza ''puxa'' o hino ....

Marcia

Mensagens : 1321
Pontos : 2772
Data de inscrição : 01/07/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caim e Abel a História - As Ofertas - O Primeiro Homicídio

Mensagem por Izaias em 20th Novembro 2013, 1:33 pm


Pois é, como atendi e as vezes atendo reuniões de enfermos e evangelização (que são diferentes), diga-se de passagem; em uma delas uma das irmãs me interpelou dizendo: 
- "Porque o irmão não pede a uma de nós (irmãs) para "puxar" o hino?
Em tom de ironia eu disse a ela, (bem porque) eu havia percebido um tom de deboche na pergunta.
- Acaso em algum hino chamado eu não soube iniciar ou errei na música?
- "Irmã quem "puxa" é guindaste, aqui na cidade"!
- "No nordeste é jegue"!
- No caso de franqueza para começar o hino; se eu não a tivesse, DEUS não me escolheria para atender estas reuniões!
- É o mesmo caso destes "pseudos pregadores" que para se aparecer dizem: "sou analfabeto, não sei ler, a irmandade me ajuda!
- Oras, bolas se DEUS escolhe este tal para estar na frente de um povo e o dito cujo cujo é analfabeto, i.é., não sabe diferenciar um ponto de uma virgula. 
- Que DEUS é este?
- Ele nunca escolhe os capacitados, ele (DEUS) capacita os escolhidos!
A irmã enfiou o véu e o hinário na bolsa, me agradeceu e disse para que eu orasse por ela, o que fiz pedindo a DEUS que lhe desse mais discernimento.
Hoje é uma excelente irmã da piedade aqui em Guarulhos-SP.
Concluindo; quando DEUS escolhe alguém para alguma parte na obra, graça ou caminho, ele sabe muito bem o que faz. E voltando ainda no caso de Caim e Abel.
Será que DEUS não teria sabido que Caim tinha um espirito de inveja, ciume e homicida?
Claro que ele sabia!
Como também sabia que Adão e Eva iriam com certeza desobedecer sua ordem de não comer da árvore da ciência.
E Ele sabe também qual o coração que está pronto para servir puramente e não apenas para "aparecer", i.é;  pôr-se em evidência; exibir-se.
Lamentavelmente isto acontece aqui entre nós!   

_________________
Afaste de si o veneno da lisonja. Não creia naqueles que o elogiam sem motivo. Prefira ouvir uma critica honesta, a um galanteio vazio.


avatar
Izaias

Mensagens : 2065
Pontos : 2479
Data de inscrição : 17/06/2011
Idade : 66
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caim e Abel a História - As Ofertas - O Primeiro Homicídio

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum