NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» EDVALDO OLIVEIRA DEFENDENDO AS PERVERSÕES DOUTRINÁRIAS
Ontem à(s) 6:59 pm por Jahyr

» Ajuda Motivo Doença
21st Setembro 2017, 10:02 pm por Tiago de Paula

» CCB FRUTO DO ESPÍRITO OBRAS DA CARNE VOCÊ ESCOLHE
21st Setembro 2017, 10:04 am por Jahyr

» CCB - Somos servos inúteis ou somos servos muito úteis ao Senhor Parte 2
21st Setembro 2017, 9:22 am por Jahyr

» CCB - Coroa da vida eterna - Parte 1
21st Setembro 2017, 8:46 am por Jahyr

» CCB - Coroa da vida eterna Parte 3
21st Setembro 2017, 8:37 am por Jahyr

» CCB - Coroa da vida eterna Parte 4
21st Setembro 2017, 8:22 am por Jahyr

» CCB - Renato Bonfim pergunta quem são os que sairam de nós?
21st Setembro 2017, 6:43 am por Jahyr

» CCB - O SENHOR JESUS É CONTRADITÓRIO NO SEU ENSINO? PARTE 2
21st Setembro 2017, 6:37 am por Jahyr

Setembro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930 

Calendário Calendário

Quem está conectado
62 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 62 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 473 em 30th Agosto 2014, 11:05 pm
Social bookmarking

Social bookmarking Digg  Social bookmarking Delicious  Social bookmarking Reddit  Social bookmarking Stumbleupon  Social bookmarking Slashdot  Social bookmarking Yahoo  Social bookmarking Google  Social bookmarking Blinklist  Social bookmarking Blogmarks  Social bookmarking Technorati  

Conservar e compartilhar o endereço de <a href="http://oulorivallan.forumeiros.com/">nas pegadas do mestre JESUS</a> em seu site de social bookmarking

Conservar e compartilhar o endereço de NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS em seu site de social bookmarking

Conectar-se

Esqueci minha senha

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Votação
Estatísticas
Temos 4281 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de Tiago de Paula

Os nossos membros postaram um total de 29982 mensagens em 12915 assuntos

PODE OS HOMENS OBEDECER A DEUS ?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

PODE OS HOMENS OBEDECER A DEUS ?

Mensagem por Silas G. de Souza em 19th Fevereiro 2014, 8:33 am

PODE OS HOMENS OBEDECER A DEUS ?
  A regra aurea de todos preceitos Divinos chama-se os DEZ MANDAMENTOS.

  Um dos argumentos utilizados por muitos é, NINGUÉM CONSEGUE PRESTAR OBEDIENCIA AOS DEZ MANDAMENTOS !
  Surge o Conflito com a Palavra que diz:
"E, sendo ele consumado, veio a ser a causa da eterna salvação para todos os que lhe obedecem;- Hebreus 5:9
    Se Ninguém Obedece, Ninguém será Salvo?



   Criou DEUS Mandamentos  Impossíveis  aos Homens?  




Após essas indagações vem a  pergunta, SE NÃO PODEMOS OBEDECER, ESTAMOS ISENTOS DA OBEDIÊNCIA ou ESTAMOS TODOS CONDENADOS.


- Surge outras indagações, todos estão livres de obediência ?


- A Obediência não interfere na Salvação ?


- A Bíblia declara ainda que não existe perfeição no Homem;



Romanos 5:12 - Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens por isso que todos pecaram.

  Para melhor compreensão desse fato vejamos uma analogia(Ilustração):



   A CONTA CONJUGADA:

Conta Bancaria conjugada a Poupança, quando o saldo se torna devedor o saldo em poupança cobre o excedente e a conta sempre está em dias.


Porém é necessário manter o Credito em Poupança para cobrir os Débitos.



Semelhante a essa analogia o Cristão Fiel aos preceitos Divinos, quando comete uma falha


e recorre ao perdão Divino, ocorre por parte de DEUS a JUSTIÇA IMPUTADA ou seja DEUS cobre o Débito pois o Cristão Obediente tem Poupança com DEUS.



Temos nas Escrituras textos que confirmam esse fato :



E creu ele no SENHOR, e imputou-lhe isto por justiça. - Gên. 15:6


Como é feliz aquele que tem suas transgressões perdoadas e seus pecados apagados! Como é feliz aquele a quem o Senhor não atribui culpa e em quem não há hipocrisia!
Salm. 32: 1-2


Todavia, àquele que não trabalha, mas confia em Deus, que justifica o ímpio, sua fé lhe é creditada como justiça. Davi diz a mesma coisa, quando fala da felicidade do homem a quem Deus credita justiça independente de obras: "Como são felizes aqueles que têm suas transgressões perdoadas, cujos pecados são apagados! Como é feliz aquele a quem o Senhor não atribui culpa!" Romanos 4: 5-8


Por meio da JUSTIÇA IMPUTADA todos podem obedecer os MANDAMENTOS divinos e preceitos divinos.


Hebreus 5:9 - E, sendo ele consumado, veio a ser a causa da eterna salvação para todos os que lhe obedecem; 
JUSTIÇA IMPUTADA

A mensagem da justificação pela fé e a salvação por meio da graça nunca podem se esgotar. Jamais se tornarão periféricas, uma mensagem para iniciantes, jamais a graça será uma "doutrina rudimentar". Não há como meditar sobre a suficiência de Cristo e não se maravilhar.


Não é a omissão da mensagem da graça que conduzirá os crentes a uma vida ética e santa, ao contrário é a afirmação e a clareza do amor de Deus a nós, mediante Cristo, que nos convida irresistivelmente a uma vida de obediência à sua lei.

 Pela graça descobrimos uma vida de obediência amorosa e voluntária, cheia de gratidão.

A justificação pela fé é uma doutrina incrível, sempre esquecida ou banalizada. A justificação significa que a reta justiça de Deus deve ser realizada. O pecado evoca a ira de Deus e infelizmente o pecado está nos homens. O que os transforma em alvo da indignação divina. Entretanto, este Deus justo é carregado de amor abundante, e como demonstração de seu amor incondicional, Ele expõe seu Filho como alvo de todo juízo e ira divina.

Pela fé nos unimos misteriosamente com Cristo em uma pacto, em uma troca expiatória. Jesus Cristo é o bode expiatório, o Isaque sacrificado, aquele que recebeu integralmente todas as minhas iniquidades. Ele recebe em meu lugar todo juízo e violência, Ele se torna o "maldito de Deus", em meu lugar. Quando me uno a Cristo, igualmente, toda justiça e retidão, dele, se tornam minha, e o Pai me vê como filho de seu amor, e não mais filho da ira.


 

 Dessa forma, a justificação significa que Deus atribuiu e imputou justiça a um injusto, por meio da justiça daquele inocente que foi violentado em lugar do que era digno de toda violência.

À união misteriosa com Cristo por meio da fé -- que é uma confiança e fidelidade graciosa -- dá-se o nome de unio mistica. Uma unidade que nos coloca como justos e desencadeia um processo dinâmico de santificação, em que nos tornamos servos da justiça (Rm 6) e não mais em escravos do pecado. Assim, o apóstolo Paulo observa:

... agora, porém, vos reconciliou no corpo da sua carne, mediante a sua morte, para apresentar-vos perante ele santos, inculpáveis e irrepreensíveis (Cl 1:22).

Segundo Martinho Lutero, foi este entendimento que trouxe profunda transformação a seu coração. Assim, ele pôde se libertar da condenação que lhe afligia, e encontrar alívio em um Deus que lhe justificou mediante tão magnífico sacrifício:



 “Embora, com monge, vivesse uma vida irrepreensível, sentia-me um pecador com a consciência culpada diante de Deus. Eu também não podia acreditar que havia agradado a Deus com minhas obras... comecei a entender a 'justiça de Deus' como aquela justiça por meio da qual o justo vive pelo dom de Deus (a fé); em que essa frase: 'é revelada a justiça de Deus', faz referência a uma justiça passiva, por meio da qual o Deus misericordioso nos justifica pela fé, conforme está escrito, 'o justo viverá pela fé'. Imediatamente, tive a sensação de haver nascido de novo, como se estivesse entrando pelos portões abertos do paraíso. Desde aquele momento, vi toda a Bíblia sob a perspectiva de uma nova luz... E agora, aquilo que eu havia uma vez odiado na frase 'a justiça de Deus', comecei a amar e a glorificar como a mais doce das frases, pois essa passagem em Paulo tornou-se para mim o verdadeiro portão do paraíso” (Leituras de Romanos).

Quem ou o que tem nos mantido firmes? Não nos firmamos como justos em nossa própria capacidade, não nos gloriamos de nossas obras sociais, não nos exaltamos sobre nossa performasse espiritual, encontramos alívio e firmeza, na suficiência do amor de Deus. Não estenderíamos a mão ao pobre se não pelo amor e graça de Cristo que opera em nós.



 Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo; por intermédio de quem obtivemos igualmente acesso, pela fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus. (Rm 5:1).

Nossa justiça é a justiça de Jesus, Ele cumpriu e obedeceu as exigências da Torá (lei) em toda perfeição, não errou em absolutamente nada, não escorregou em nenhum preceito ou mandamento que lhe cabia. Obtivemos "paz" (shalom) com Deus, não há mais beligerância, tensão ou juízo, mas alívio mediante o sacrifício do Cordeiro de Deus. Por isto, somente por esta graça "estamos firmes", e nos gloriamos, nos orgulhamos somente na esperança do triunfo glorioso de Deus, que é presente e escatológico em Cristo Jesus.

Por Igor Miguel

Silas Gomes
pr_sgomes@hotmail.com

_________________
SILAS G. DE SOUZA
avatar
Silas G. de Souza

Mensagens : 111
Pontos : 265
Data de inscrição : 04/11/2012
Idade : 59
Localização : Zona Leste - São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum