NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Tema: VIGILÂNCIA
Ontem à(s) 5:08 pm por Lourival soldado cristão

» EDVALDO OLIVEIRA ANDA MUITO AGITADO PARTE 2
17th Novembro 2017, 7:14 am por Jahyr

» EXPLICANDO O OCULTISMO PARTE 8
16th Novembro 2017, 11:00 am por Jahyr

» EXPLICANDO O OCULTISMO PARTE 7
16th Novembro 2017, 10:52 am por Jahyr

» EXPLICANDO O OCULTISMO PARTE 6
15th Novembro 2017, 4:15 pm por Jahyr

» EXPLICANDO O OCULTISMO PARTE 5
15th Novembro 2017, 4:04 pm por Jahyr

» EXPLICANDO O OCULTISMO PARTE 4
9th Novembro 2017, 7:42 pm por Jahyr

» EXPLICANDO O OCULTISMO PARTE 3
9th Novembro 2017, 7:38 pm por Jahyr

» EXPLICANDO O OCULTISMO PARTE 2
9th Novembro 2017, 7:31 pm por Jahyr

Novembro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930   

Calendário Calendário

Quem está conectado
70 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 70 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 473 em 30th Agosto 2014, 11:05 pm
Social bookmarking

Social bookmarking Digg  Social bookmarking Delicious  Social bookmarking Reddit  Social bookmarking Stumbleupon  Social bookmarking Slashdot  Social bookmarking Yahoo  Social bookmarking Google  Social bookmarking Blinklist  Social bookmarking Blogmarks  Social bookmarking Technorati  

Conservar e compartilhar o endereço de <a href="http://oulorivallan.forumeiros.com/">nas pegadas do mestre JESUS</a> em seu site de social bookmarking

Conservar e compartilhar o endereço de NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS em seu site de social bookmarking

Conectar-se

Esqueci minha senha

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Votação
Estatísticas
Temos 4293 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de João Celso

Os nossos membros postaram um total de 30096 mensagens em 13025 assuntos

Mudança do Primeiro Ponto Básico de Fé e Doutrina no Estatuto e no Hinário Número 5 com DR Véu O Romário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mudança do Primeiro Ponto Básico de Fé e Doutrina no Estatuto e no Hinário Número 5 com DR Véu O Romário

Mensagem por Lourival soldado cristão em 4th Março 2014, 4:11 pm

Mudança do Primeiro Ponto Básico de Fé e Doutrina no Estatuto e no Hinário Número 5


A Santa Paz de Deus


De início, procurarei abordar de maneira simples e clara a mudança do nosso primeiro ponto básico de fé e doutrina, agora, presente no novo Hinário número 5, tendo em seu conteúdo algo mais abrangente, teologicamente ortodoxo: 


“1 – Nós cremos na inteira Bíblia Sagrada e aceitamo-la como contendo a infalível Palavra de Deus, inspirada pelo Espírito Santo. A Palavra de Deus é a única e perfeita guia da nossa fé e conduta, e a Ela nada se pode acrescentar ou d’Ela diminuir. É, também, o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê. (II Pedro, 1:21; II Timóteo, 3:16,17; Romanos, 1:16)


Irmãos, este primeiro ponto de doutrina é tripartida ou delimitada por três períodos fraseológicos, cada uma delas - definidas por uma frase completa e finalizadas com um “ponto final” (.) que, gramaticalmente, indica o final de um período, uma pausa absoluta para cada uma delas.

Portanto, sobre a Bíblia, há três frases afirmativas, cada afirmação é finalizada pelo ponto final:

1. Contém a Palavra de Deus;
2. Afirma-se que é "Palavra de Deus", e que nada se pode acrescentar ou diminuir;
3. Poder de Deus para salvar.

Portanto, cada frase indica um período afirmativo da nossa fé referente a Bíblia, segue adiante uma explicação plausível à devida mudança deste pormenor doutrinário. Esta explicação delimita o primeiro ponto doutrinário em três períodos fraseológicos, portanto, será examinado um por um.


MENSAGEM DO REGISTRO X REGISTRO DA MENSAGEM

                                                                                 

Explicando os dois extremos teológicos:




*MENSAGEM DO REGISTRO - Se refere à fonte ou origem da mensagem, a procedência do que é dito, se por Deus (por anjos ou homens da parte d’Ele), por homens ímpios ou pelo Diabo. Assim, aceitamos da Bíblia a MENSAGEM DO REGISTRO como inspirada por Deus apenas as que tiveram origem ou procedência em Deus, isto é, se o que está sendo falado provém da parte de Deus:


No estudo da Bíblia é preciso observar quem está falando através do registro sagrado.” (Gilberto, Antônio. Manual da Escola Dominical – Pela Excelência do Ensino da Palavra de Deus – Edição Atualizada, 14ª Edição/1995, pág. 53, Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD) – Rio de Janeiro, RJ, Brasil).


A Bíblia registra mensagens de:


1. Deus;

2. Homem;

3. Diabo.


Com efeito:


O Diabo. A Bíblia registra palavras e mensagens dele. Nos casos 2 e 3 acima, a inspiração divina consiste do registro da mensagem e não da mensagem do registro!” (Gilberto, Antônio. Manual da Escola Dominical – Pela Excelência do Ensino da Palavra de Deus – Edição Atualizada, 14ª Edição/1995, pág. 53, Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD) – Rio de Janeiro, RJ, Brasil).


Como se pode conferir, a parte inicial da nossa doutrina também é atestada como autêntica por outros grupos de cristãos. Assim, queridos irmãos, este ponto inicial presente no Estatuto da CCB, e, agora, presente no novo Hinário, diz respeito apenas do caso 1 por CONTER a inspirada Palavra de Deus, somente é inspirada a MENSAGEM DO REGISTRO que teve procedência ou origem em Deus:


1º Período fraseológico - “Nós cremos na inteira Bíblia Sagrada e aceitamo-la como contendo a infalível Palavra de Deus, inspirada pelo Espírito Santo.” (primeiro período de doutrina = Mensagem do registro).


Neste primeiro período fraseológico, por “CONTENDO” se entende no sentido de conter ou incluir mensagens inspiradas apenas originadas em Deus (mensagem do registro).



O Dr. Aníbal Pereira Reis, autor de vários livros apologéticos, tenazmente combate a teologia Católica Romana, sendo reconhecido até mesmo pelo “O Jornal Batista” (27/09/1970) como um dos mais “extraordinários pregadores já conhecidos”, e isto, entre os batistas. Na época em que manejava as Escrituras Sagradas como sendo a Palavra de Deus, no final – EPILOGO - de um dos livros de sua lavra, afirmou que seu estudo apologético o levava a uma irretorquível conclusão:


A Bíblia toda e somente a Bíblia é a Revelação de Deus! Em matéria religiosa a Sagrada Escritura basta. É de seu próprio teor ser suficiente. <>> (Dt. 4:2). <<... nada lhe acrescentarás nem diminuirás>> (Dt. 12:32), exortava Moisés.  Todo este estudo agora encerrado nos leva a esta irretorquível conclusão: unicamente a Bíblia é e contém a Palavra de Deus e Sua Revelação total para esta Dispensação.” (Pereira Reis, Aníbal. O Vaticano e a Bíblia, pág. 121, Edições Caminho de Damasco, 1969, São Paulo - Brasil). – O negrito é meu.


Se não fosse a questão da data em que tal livro foi escrito, eu diria que ele havia retirado tal doutrina do primeiro artigo de fé da CCB, e parafraseado em seu livro.


“1 – Nós cremos na inteira Bíblia Sagrada e aceitamo-la como contendo a infalível Palavra de Deus, inspirada pelo Espírito Santo. A Palavra de Deus é a única e perfeita guia da nossa fé e conduta, e a Ela nada se pode acrescentar ou d’Ela diminuir. É, também, o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê. (II Pedro, 1:21; II Timóteo, 3:16,17; Romanos, 1:16).


Como se pode ver, depois de o mesmo escritor ter afirmado em 1969 que a “Bíblia é e contém a Palavra de Deus”, ano seguinte é aclamado pelo já citado jornal como alguém que... “precisa ser mais usado por nossas igrejas”.


*REGISTRO DA MENSAGEM – Este outro extremo teológico, diz respeito ao registro de tudo o que se encontra na Bíblia Sagrada - de Gênesis a Apocalipse – quer seja histórico, poético ou profético, são inspiradas por Deus em sua forma plenária e verbal. Nós cremos que a Ela nada se deve acrescentar ou d’Ela diminuir, por ser a Bíblia a Inspirada Palavra de Deus todos os seus registros devem ser mantidos e aceitos pelos crentes como – incondicionalmente - dignas de todo crédito; Deus manteve intacta a Sua Palavra de geração a geração, sendo Deus mesmo fiel Testemunha de tudo, por ver, ouvir e presenciar toda a história da humanidade, Ele inspirou os Seus servos a registrar todos os acontecimentos do passado, presente e futuro. Assim, cremos que tudo o que há registrado na Bíblia é de inspiração Divina. Por registro da mensagem, cremos que a Bíblia é a Palavra de Deus, sendo que a Ela nada se pode acrescentar ou d’Ela diminuir asseguramos – de forma incondicional – ser Ela a Palavra de Deus, portanto, Inspirada.


2º Período fraseológico - “A Palavra de Deus é a única e perfeita guia da nossa fé e conduta, e a Ela nada se pode acrescentar ou d’Ela diminuir.” (Segundo período fraseológico de doutrina = Registro da Mensagem).


É salutar explicar - acerca da Bíblia - que em nosso Hinário de número 4, a letra do hino 162 “É a Bíblia a Palavra,” diz em seu primeiro verso


“É a Bíblia a Palavra que ilumina nossos pés” (...). – Ênfase minha.


Assim, confirmando a Bíblia como sendo a “Palavra de Deus que ilumina nossos pés,” agora,  em nosso novo Hinário número 5, corresponde ao Hino 178 “A Palavra Preciosa,” a letra anterior foi mudada para:


“A Palavra da verdade, de Deus Pai, o Criador” (...). – Ênfase minha.


Portanto, no novo Hinário de número 5, a “Palavra da verdade, de Deus Pai, o Criador” aponta para “Bíblia” do Hinário número 4. Ao mudar a letra do Hinário 4, nossos irmãos apenas trocaram seis por meia-dúzia, afirmando ser a “Bíblia" (livro nº 4) a "Palavra da verdade, de Deus Pai, o Criador” (livro nº 5), portanto, como REGISTRO DA MENSAGEM a Bíblia é a inspirada Palavra de Deus.


3º Período fraseológico – “É, também, o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê.” (Terceiro período fraseológico de doutrina = Registro da Mensagem).


Finalmente, a Bíblia registrou a queda do homem, a expansão do pecado no mundo e o destino de todos os impenitentes, que é o lago de fogo, a segunda morte. Pelas constantes advertências de Deus presentes nas Escrituras Sagradas, a Bíblia também registrou a vinda do Salvador de todos os homens, trazendo a mensagem de salvação para todo aquele que nEle crê e obedece. Portanto, cremos que toda a Bíblia Sagrada “é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça”.


Nosso primeiro ponto Básico de Fé e doutrina está biblicamente amparado, confirmando que “toda a Bíblia é divinamente inspirada,” tendo como referencial, II Timóteo 3:16,17, onde afirmamos nossa crença doutrinária:


Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeitamente instruído para toda a boa obra.


Anteriormente, nossa doutrina enfatizava apenas o REGISTRO DA MENSAGEM, com a mudança passamos, também, a enfatizar a MENSAGEM DO REGISTRO.


Portanto, passamos a apresentar os dois extremos teológicos.


Não poderia deixar de mencionar – seria até mesmo injusto ocultar - que eu mantive diálogo com um irmão ancião, o mesmo colaborou comigo dando algumas explicações que foram incluídas - com autorização dele - neste artigo exegético.

 
                                                        RESUMO

 1 – Nós cremos na inteira Bíblia Sagrada e aceitamo-la como contendo a infalível Palavra de Deus, inspirada pelo Espírito Santo. A Palavra de Deus é a única e perfeita guia da nossa fé e conduta, e a Ela nada se pode acrescentar ou d’Ela diminuir. É, também, o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê. (II Pedro, 1:21; II Timóteo, 3:16,17; Romanos, 1:16).

Nosso primeiro ponto básico de fé e doutrina inicia-se com “nós cremos”, sendo que esta crença possui sua referência doutrinária amparada em II Pedro, 1:21; II Timóteo, 3:16-17; Romanos, 1:16. Portanto, nossa crença doutrinária não nega a inspiração de toda a Palavra de Deus, pelo contrário, reafirmamos, pois é esta base doutrinária (referência) que afirmamos em que cremos :

II Pedro, 1:21: Nós cremos... “Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo”.

 II Timóteo 3:16-17 Nós cremos... “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.”

Romanos, 1:16: Nós cremos... Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego”.

Estas são as três bases da nossa doutrina, a inspiração de toda a Escritura. Portanto, a mudança ocorrida no primeiro ponto doutrinário apresenta os dois extremos teológicos, de que “toda a Escritura é de inspiração divina” (registro das mensagens), assim como também “contém a inspirada Palavra de Deus” (mensagem do registro). Assim, ao afirmarmos que a Bíblia contém, não estamos com isto negando a inspiração plenária e verbal de toda a Bíblia, o mesmo também é apontado pelo escritor batista, Dr. Aníbal Pereira Reis:

 “A Bíblia toda e somente a Bíblia é a Revelação de Deus! Em matéria religiosa a Sagrada Escritura basta. É de seu próprio teor ser suficiente. <>> (Dt. 4:2). <<... nada lhe acrescentarás nem diminuirás>> (Dt. 12:32), exortava Moisés.  Todo este estudo agora encerrado nos leva a esta irretorquível conclusão: unicamente a Bíblia é e contém a Palavra de Deus e Sua Revelação total para esta Dispensação.” (Pereira Reis, Aníbal. O Vaticano e a Bíblia, pág. 121, Edições Caminho de Damasco, 1969, São Paulo - Brasil). – O negrito é meu.

Portanto, não possui fundamentação em nosso credo a tempestade criada por alguns que aludem, negativamente, a nossa crença na inspiração plenária e verbal de toda a Escritura. Os que dizem o contrário, talvez, criaram outro ponto doutrinário diverso da CCB, negando a crença nas três referências supracitadas, referências estas que endossam a fé na inspiração plenária e verbal da Santa Escritura.

Vocabulário:


Conter - Incluir, abarcar, abranger, compreender, encerrar, englobar, enquadrar.


Deus vos abençoe


Daniel Kauphan


Fontes:

.Hinos de louvores e Súplicas a Deus – Livro número 5 (CCB);

.Hinos de louvores e Súplicas a Deus – Livro número 4 (CCB);

.Bíblia Sagrada, Almeida, Corrigida, Fiel (ACF) – Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil (SBTB);

.Gilberto, Antônio. Manual da Escola Dominical – Pela Excelência do Ensino da Palavra de Deus – Edição Atualizada, 14ª Edição/1995. Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD) – Rio de Janeiro, RJ, Brasil;

.Pereira Reis, Aníbal. O Vaticano e a Bíblia, Edições Caminho de Damasco, 1969, São Paulo - Brasil

.Dicionário Sinônimos e Antônimos Houais, Versão Ampliada/Nova Ortografia, 2ª Edição 2008 – PubliFolha, São Paulo.




Postado por Daniel Kauphan às 14:09 http://apologiadidacheccb.blogspot.com.br/2013/01/mudanca-do-primeiro-ponto-basico-de-fe.html
avatar
Lourival soldado cristão

Mensagens : 11158
Pontos : 24614
Data de inscrição : 23/12/2009
Idade : 59
Localização : Sao paulo

http://ccbsemcensurasnaspeg.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum