NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Setembro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930 

Calendário Calendário

Quem está conectado
63 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 63 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 473 em 30th Agosto 2014, 11:05 pm
Social bookmarking

Social bookmarking Digg  Social bookmarking Delicious  Social bookmarking Reddit  Social bookmarking Stumbleupon  Social bookmarking Slashdot  Social bookmarking Yahoo  Social bookmarking Google  Social bookmarking Blinklist  Social bookmarking Blogmarks  Social bookmarking Technorati  

Conservar e compartilhar o endereço de <a href="http://oulorivallan.forumeiros.com/">nas pegadas do mestre JESUS</a> em seu site de social bookmarking

Conservar e compartilhar o endereço de NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS em seu site de social bookmarking

Conectar-se

Esqueci minha senha

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Votação
Estatísticas
Temos 4279 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de Maurício

Os nossos membros postaram um total de 29971 mensagens em 12905 assuntos

Rebatismo ,praticado na CCB ministério Brás ,como é na pratica na CCB Jandira?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Rebatismo ,praticado na CCB ministério Brás ,como é na pratica na CCB Jandira?

Mensagem por Lourival soldado cristão em 31st Maio 2014, 2:41 pm

Afinal de contas o que seria esta doutrina do rebatismo ,praticado na CCB ministério Brás ,isto ocorre em Jandira já que em partes ou quase um todo este ministério é constituído de ex irmãos que fazia comum na CCB Brás 



“O Senhor nos guiou em que só sejam considerados nossos
irmãos aqueles que se batisam entre nós. Na Obra de Deus não
temos parentes nem amigos, todos somo iguaes e quem não está
na doutrina não é considerado como irmão nem tem liberdade nos
cultos.” – (Tópicos – Assembléia de 28 a 31 de março e 1º de abril
de 1961) – grifos nossos.

Reproduzimos aqui fielmente a declaração feita em 1961, inclusive
usando as palavras “batisam” com “s” e “iguaes” com “e”,
conforme a grafia da época.

_________________
http://igrejacristaavivada.org/

avatar
Lourival soldado cristão

Mensagens : 11156
Pontos : 24610
Data de inscrição : 23/12/2009
Idade : 59
Localização : Sao paulo

http://ccbsemcensurasnaspeg.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

O batismo aplicado na CCB é superior as demais denominações ? e porque ?

Mensagem por Josafá Agra em 31st Maio 2014, 2:43 pm

A Paz de DEUS seja com todos,

Hoje por preparação de DEUS, temos a igreja Congregação Cristã no Brasil Mistério de Jandira (CCBMJ), uma dissidente da Congregação Cristã no Brasil (CCB) e no desejo de retomar o crescimento desta obra e buscar as almas desviadas e paradas que não conseguem se adaptar a outras igrejas, a CCBMJ adota a mesma liturgia da sua antecessora a CCB, como o mesmo formato de culto e sistema ministerial ela porém adota alguns ajustes, devido a algumas mudanças que ao longo dos anos foram introduzidas na CCB e a fez se distanciar das praticas de seu fundador e das demais denominações da qual o mesmo (Louis Francescon) tinha comunhão.
Em caráter de apresentar uma reposta a pergunta deste tópico, segue um dos ajuste e alterações feitas na doutrina e ensinos da CCBMJ que a fez se aproximar um pouco mais da CCB em sua origem, que veremos a seguir:

* a CCBMJ reconhece como a irmão todos os demais Cristão independente da denominação.
* a CCBMJ recebe e aceita como membro qualquer Cristão que tenha sido Batizado por imersão e EM NOME DO SENHOR JESUS em outra denominação, não necessita ser Batizado novamente ou seja NÃO REBATIZAMOS, antes o Batismo efetuado em outra denominação é aceito.

Este é algumas das mudanças que foram efetuados na CCBMJ, nós cremos que a Graça é o perdão de DEUS e não uma denominação, rejeitar um irmão e obriga-lo a se batizar novamente é se confessarem superiores as demais denominações e qual seria o argumentos para isto? com seria o argumento para dizerem que o seu Batismo é superior aos demais ? todos que conhecem a CCB e já assistiu a um batizo já ouviu o ancião dizer que lá é o verdadeiro batizo por que nas pronuncias das palavras batismais eles dizem "TE BATIZO" enquanto nas outras igrejas dizem "EU TE BATIZO" esse é sem duvida um dos maiores absurdos da CCB e um crime a gramatica da linguá portuguesa, e por que ? apenas porque se dizem "EU BATIZO" por isso nas outras igrejas é homem que batiza, meu DEUS quanta ignorância, segundo a linguá portuguesa, a unica diferença em uma oração e outra é que em uma o SUJEITO ESTA EXPOSTO e na outra O SUJEITO ESTÁ OCULTO, mas em ambas é a mesma pessoa quem batiza.
Portanto não ha diferenças nas duas orações, e também, o único batizo que DEUS ou o Senhor Jesus faz é o batismo do Espirito Santo, não sei onde eles acharam na Bíblia que DEUS faz batismo das águas ? este é um serviço e trabalho que DEUS deixou aos homens, na Bíblia fica claro e menciona nomes que os homens é quem batizavam, portanto não é respaldo Bíblico para dizerem que o Batismo feito na CCB é melhor do que outros e por isso não tem fundamento ignorarem o batismo de outras igrejas evangélicas e nós da CCBMJ, cientes de disto, já nos corrigimos e estamos em plena comunhão com nossos irmãos que assim como a nós são fiéis a Palavra de nosso Senhor Jesus Cristo, louvado seja DEUS que nos abriu os olhos e nos corrigi a cada dia, EU SAÚDO A TODOS OS IRMÃO, INDEPENDENTE DA DENOMINAÇÃO COMO A MEUS VERDADEIROS IRMÃO, COM "A PAZ DE DEUS" . AMÉM. 

DEUS abençoe a todos.
avatar
Josafá Agra

Mensagens : 42
Pontos : 58
Data de inscrição : 28/05/2011

http://ccbmjpindamonhangaba.forumeiros.com/f5-congregacoes-crist

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rebatismo ,praticado na CCB ministério Brás ,como é na pratica na CCB Jandira?

Mensagem por Lourival soldado cristão em 14th Outubro 2014, 4:28 pm

Irmãos em Cristo a paz de Deus !!

Neste últimos tempo temos visto que  pessoas brinca com a palavra de Deus e com a pessoa de Jesus ,a  ordenança de anunciar o ide e pregai o evangelho ,e batizar as pessoas em Nome de Jesus ,virou brincadeira ,pois algumas igreja que se diz Cristãs obriga a pessoa a se batizar de novo e crentes que opinam uma coisa e hoje fala tudo diferente e se diz que é guiado é só ler as postagens de antes e depois  ,com argumentos sem base bíblica se aproveitando da falta de conhecimento das pessoas ,e praticam a heresia dos rebatismo temos algumas igrejas não é só a CCb Brás ,temos outras  e até dissidentes da CCB  como a igreja denominação Congregação Cristã ministério do Pará é uma dissidente da CCB Brás e pratica o rebatismo ,vendendo a imagem que o seu batismo é verdadeiro ,que só ali que existe o Espírito Santo em fim praticam heresias,para não ser injusto veja mais neste link
Kohem escreveu:O DEVIDO ESTUDO DECLARA A NECESSIDADE DE UM... REBATISMO:



"Os Pentecostais

Os pentecostais estão divididos em três grandes grupos. Os históricos que são: Assembléia de Deus e Cristã no Brasil; Os da segunda geração: Quadrangular, Brasil Para Cristo, Deus é Amor, Casa da Benção, entre outras; e os Neopentecostais: Os que vieram das igrejas renovadas (batistas, presbiterianos, metodistas, luteranos e católicos), e os que nasceram na década de 70 e 80, Igreja Vida Nova, IURD, Internacional da Graça, entre outras. São tantos os grupos pentecostais que fica muito difícil generalizar em questão doutrinárias, porém, não em questão disciplinar.

COMO ANALISAR A VALIDADE DO BATISMO PENTECOSTAL?

Observando sobre os quatro elementos básicos do batismo, em pelo menos um é quase uma unanimidade, que é a prática do modo correto, ou seja, por imersão. Já na questão de um candidato apropriado há grandes diferenças. É mais fácil encontrar um candidato que está se batizando porque já aceitou Jesus numa Assembléia, do que numa das igrejas neopentecostais, às quais, pregam a teologia da prosperidade. Quanto ao desígnio há grandes controvérsias entre eles. Enquanto alguns pregam que o batismo é uma ordenança, outras (como a Cristã no Brasil) pregam que o batismo é um sacramento essencial a salvação. Mas é na questão do administrante apropriado que vamos encontrar o fator determinante de uma igreja batista não aceitar os seus batismos como válido.

PODEM SER VÁLIDOS SEUS BATISMOS?

As igrejas pentecostais tem duas origens distintas. A primeira origem é a que veio das Igrejas Holiness Weslyanas. Essas igrejas são uma divisão das igrejas metodistas originais. A ordenança de seus pastores para batizar esbarra no mesmo problema que sua igreja mãe, a metodista. Notemos. A igreja Metodista nasceu da igreja Anglicana. A igreja Anglicana nasceu da igreja Católica. A Igreja Católica é a igreja Apóstata, por isso, sem a autorização de ordenar pastores. A ordenação de um pastor holiness weslyano veio de pastores metodistas, e os dos metodistas dos anglicanos, e o dos anglicanos dos padres. Se aceitarmos dos holiness weslyanos teremos por justiça de ter que aceitar o batismo católico, pois o catolicismo é bisavô de um dos braços do pentecostalismo. Já que é inaceitável a ordenação católica, não podemos aceitar a de seus bisnetos, os holiness.

A segunda origem do pentecostalismo está das igrejas que saíram dos grupos reformados. Muitos pastores pentecostais eram ex-luteranos, ex-metodistas, ex-presbiterianos, e os tais se encontram no mesmo problema dos holiness weslyanos. Porém, a maior igreja pentecostal, principalmente no Brasil, que é a Assembléia de Deus, nasceu dentro da Igreja Batista de Belém do Pará. E então, aceitamos ou não o seu batismo como válido?

O Caso da Assembléia de Deus

O caso da Assembléia é muito importante, pois ela é a mãe e avó da maioria das igrejas pentecostais no Brasil (com exceção da Cristã do Brasil). Se entendermos porque não aceitamos o seu batismo como válido, valerá para os pentecostais da segunda geração e os neopentecostais. Vejamos abaixo como surgiu a Assembléia de Deus no Brasil. As informações abaixo são tiradas dos livros A História dos Batistas e do Diário de Gunnar Vingren e Daniel Berg, fundadores das Assembléias de Deus no Brasil.

Em 1909 desembarcaram no Brasil dois pastores batistas. Chamavam-se: Gunnar Vingren e Daniel Berg. Estes dois foram pastores batistas nos Estados Unidos, mas devido se unirem ao movimento pentecostal realizado na Rua Azuza 312, em Los Angeles, precisaram ser excluídos das igrejas batistas que ministravam por causarem a divisão dos membros e distúrbios da ordem na igreja. Ao chegarem no Brasil foram apresentados ao pastor Justus Nelson, o pastor da Igreja Batista de Belém do Pará. Pediram entrada nessa igreja, entrada esta que foi de princípio negada por não terem carta de transferencia (e nem poderiam ter, pois tinham sido excluídos). Omitindo que eram membros excluídos, apresentaram-se como verdadeiros pastores batistas, e isso lhes deu o privilégio de morarem no porão da igreja até conseguirem se instalar em outro lugar. Por aquele tempo o pastor Justus Nelson precisou viajar para o Sudeste do país, pois veio a uma Convenção Batista. Foi neste tempo que esses dois pastores agiram de má fé e causaram um grande problema ao pastor que gentilmente os recebeu.

Sem a presença do pastor, e ajudado por um co-moderador da igreja, José Plácito da Costa, eles conseguiram filiação na igreja, mesmo sem as cartas de transferência. Começaram então a induzir alguns membros a ficarem após o culto a assistir suas reuniões, às quais, eram feitas sem o conhecimento da igreja e no porão onde estavam instalados. Em seus cultos havia muito barulho e êxtases, e alguns começaram a dizer que tinham recebido dos dois pastores o que eles chamam de "batismo com fogo".

Um irmão da igreja, o evangelista Raimundo Nobre, descobriu o caso, e logo comunicou a igreja. Foi feita uma reunião para apurar o caso, e nessa reunião os dois pastores e mais onze membros da igreja foram excluídos, isso no ano de 1910. Segundo o historiador da Igreja Batista de Belém, Antônio B Almeida, Vingren e Berg continuaram a realizar trabalho de proselitismo entre os membros da Igreja, em lugar de evangelizarem os descrentes (é típico deles). O proselitismo perdurou por toda a sua vida. Em seu diária Vingren diz: "Por onde iam, buscavam nas igrejas e casas dos batistas infundirem o novo batismo".

Pois bem. Os fundadores das igrejas Assembléias de Deus no Brasil tiveram duas exclusões. Uma em suas igrejas originais dos Estados Unidos, e outra aqui no Brasil pelos irmãos da Igreja Batista do Pará. Perguntamos: É válido o batismo de um membro excluído? É bíblico um membro excluído abrir uma nova igreja e sair batizando as pessoas? Se é bíblico qual é a necessidade das exclusão dentro de uma igreja? Não, não é bíblico uma pessoa sob a disciplina da Igreja sair por aí abrindo novas igrejas. Se hoje aceitarmos um batismo de uma pessoa vindo da Assembléia, estamos dizendo que as igrejas de Cristo não tem necessidade de disciplina. Em nenhum versículo do Novo Testamento temos uma igreja sendo aberta por um membro que tenha sido excluído da Igreja de Jesus Cristo. Vimos nos estudos anteriores que todas as igrejas eram abertas por homens que estavam em plena comunhão com uma igreja de Cristo.

O que os fundadores da Assembléia de Deus fizeram foi desonesto. Mentiram que eram batistas quando não eram. Diziam estar em comunhão quando na verdade foram excluídos. Esperaram um pastor viajar para poderem agir de forma uma sorrateira. E pior, dividiram um corpo de Cristo. A Bíblia é clara sobre esse assunto de divisão: "Quem comigo não ajunta se espalha". Dividir a Igreja de Cristo é dividi-lo, e a maioria das igrejas pentecostais que saíram dos grupos reformados deixaram para trás grandes divisões e mágoas contra pessoas que simplesmente amavam Jesus da mesma maneira que se amou a dois mil anos atrás.

Quando uma Igreja Batista aceita o batismo praticado por uma igreja pentecostal, ela está dizendo que sua co-irmã, a Igreja Batista de Belém, cometeu um erro ao excluir aquelas onze pessoas. Ora, seria justo, se em uma de nossas igrejas batistas atuais, por motivos de disciplina e até doutrinária (que foi o caso dos fundadores da Assembléia), chegasse a excluir onze irmãos, e estes onze irmãos iniciarem uma nova igreja, pergunto novamente, seria justo aceitar essa igreja como sendo bíblica? De que serviria a exclusão? A exclusão serve para que o membro excluído, ao ficar fora da comunhão, sinta falta dela, arrependa-se do seu erro, e ingresse novamente na igreja, e assim, o problema disciplinar foi resolvido.

Um pastor batista alegou o seguinte motivo para aceitar o batismo praticado pela Assembléia. Disse ele que por eles ter crescido mais que os batistas já é motivo de aceitarmos, pois isso mostra que Deus está abençoando. Cuidado! Se for assim então temos que aceitar o batismo praticado pelo catolicismo, pois, ela também é uma igreja excluída, e é a igreja que mais cresce no mundo. Este mesmo pastor sofreu em sua igreja uma pequena divisão. Alguns membros resolveram se rebelar e abriram uma nova igreja batista. Perguntei a ele se a sua igreja estava em comunhão com a que foi fundada através de divisões e mágoas. A resposta foi áspera: De jeito nenhum! Perguntei porque, e a resposta foi que eram excluídos. Ora meus irmãos batistas, se não temos comunhão com nossos excluídos atuais, porque a daremos aos que foram excluídos a quase cem anos atrás? Sim, pois estes jamais voltaram ao seio da igreja, antes, continuaram a dividir nossos trabalhos. Está certo um membro excluído abrir uma nova igreja? Onde encontramos isso na Bíblia? Rebatizá-los é a forma única de manter a disciplina e a comunhão sincera entre as igrejas co-irmãs. Além do que, na maioria das vezes, os membros vindos das igrejas pentecostais, quase sempre são batizados para lavarem seus pecados, e só isso já invalida totalmente o seu batismo. O batismo praticado pela Assembléia é tão inválido quanto seria o batismo praticado por uma igreja formada por membros excluídos de uma de nossas igrejas batistas atuais.

A Assembléia é mãe de quase todas as igrejas pentecostais no Brasil e no mundo, com raras exceções (que é o caso da Congregação Cristã). Ela é mãe da Quadrangular, Brasil Para Cristo, Deus é Amor, Só o Senhor é Deus, Casa da Benção e aí a fora. Estas igrejas, por sua vez, são mães de outras igrejas como a IURD, Vida Nova, Internacional da Graça entre muitas outras consideradas neopentecostais. Portanto, se um membro excluído não tem autoridade para realizar o batismo, teria ele autoridade para ordenar pastores? São estes pastores ordenados? Por quem? Por membros excluídos? Qualquer igreja batista de verdade que se preze há de zelar pela comunhão verdadeira e negará a validade dos batismos pentecostais, pois são igrejas nascidas da divisão, discórdia e contendas. Atrás do nascimento dessas igrejas existe muitas mágoas e pecados a serem confessos.

Seria Bíblico as Divisões Causadas Pelo Pentecostalismo?

Temos de lembrar que todas as igrejas pentecostais nasceram de uma divisão. No caso da Assembléia de Deus a divisão foi desonesta. Sua origem é uma origem cheio de erros. Tinham mais intenção de pregar aos batistas que aos incrédulos. Por onde passavam deixavam um rasto de divisões e mágoas dentro das igrejas de Cristo. Seria isso correto? Vejamos o que a Bíblia diz sobre divisões no Corpo de Cristo (que é sua Igreja).

I Co 1,10; "Rogo-vos, porém irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos a mesma coisa, e que não haja entre vós divisões, para que sejais unidos no mesmo sentido e no mesmo parecer".

Efésios 4,3; "Procurando guardar a unidade do Espírito no vinculo da paz"

Mas entre os fundadores do pentecostalismo havia uma palavra de ordem: Divida-os! Não meus irmãos. Não é assim que aprendemos de Cristo. Vejamos o caso das igrejas batistas renovadas, ou do evangelho pleno como algumas são chamadas. As renovadas saíram de nosso meio em 1965, justamente no ano da grande campanha evangelística. Pergunto: Deus estava no meio dessa divisão? É evidente que não. Naquele ano as igrejas batistas estavam empenhadas a evangelizar o Brasil! Porém, algumas delas, lideradas pelo pastor Enéias Tognini, estavam preocupadas em dividir o corpo de Cristo. Essas igrejas foram excluídas da comunhão das igrejas batistas e se foram excluídas seus pastores não tinham mais a autoridade de batizar nem dar autoridade para o ato. Mesmo levando o nome de batistas, devem ser tidas como as outras igrejas pentecostais. Porque se são chamadas batistas? Primeiro porque foram excluídas. Segundo porque nasceram de divisões, e Deus não está no meio de divisões.

Já as igrejas batistas do Evangelho Pleno, só pelo nome ofende nossas co-irmãs das quais elas se originaram. Se intitulam-se do evangelho pleno é porque a outra não é. Então, que tipo de evangelho tem a outra? Pelo que dizem temos um evangelho pela metade. Notem, além de saírem excluídos por causarem divisões, tem a coragem de colocar um nome ofensivo às igrejas verdadeiras.
 
 
CONCLUSÃO

 
 
Chegamos ao fim desse estudo. Tentamos informar o leitor o que é, o que representa, o modo, e quem pode receber e praticar o batismo cristão. Minha oração é que todos aqueles que lerem este estudo possa compreender que nosso objetivo não é a condenação desse ou daquele, mas a informação completa a respeito do batismo cristão. Considero que há muitas pessoas salvas nas igrejas denominadas de cristãs, pois a salvação é pela graça e não pelo batismo. Mas o fato dessas pessoas serem sinceras e verdadeiras crentes, não supre a falta dos quesitos necessários ao batismo que é ser batizado por imersão, representando a morte, sepultamento e ressurreição de Cristo, mostrando ao mundo que morre e velho homem e nasce o novo, e que só uma pessoa autorizada por uma igreja verdadeiramente bíblica o pode realizar.

Talvez você tenha chegado à conclusão que seu batismo não é válido e se chegou a essa conclusão é preciso que você seja batizado outra vez. Seu coração vai dizer que está errado. O simples fato de alguém estar em dúvida é uma das provas que seu coração está indeciso. Procure uma igreja batista verdadeira e converse com seu pastor, ele poderá lhe ajudar a entender mais sobre o assunto. Deus vos abençoe!"
 
http://solascriptura-tt.org/EclesiologiaEBatistas/OBatismoBiblico-GilbertoStefano.htm

http://oulorivallanforumeir.77forum.com/t2105-igreja-batista-nao-reconhece-batismo-efetuado-por-pentecostais

_________________
http://igrejacristaavivada.org/

avatar
Lourival soldado cristão

Mensagens : 11156
Pontos : 24610
Data de inscrição : 23/12/2009
Idade : 59
Localização : Sao paulo

http://ccbsemcensurasnaspeg.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rebatismo ,praticado na CCB ministério Brás ,como é na pratica na CCB Jandira?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum